Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Sildenafila Para Que Serve?

Quanto tempo dura o efeito do sildenafil?

Perguntas frequentes sobre esse remédio – Quanto tempo antes da relação devo tomar citrato de sildenafila? Aproximadamente 1 hora antes da relação sexual. Como cortar o efeito do citrato de sildenafila? O efeito do medicamento termina em até quatro horas ou após encerrado o estímulo sexual.

Quais os benefícios de sildenafila?

O citrato de sildenafila atua favorecendo o relaxamento da musculatura lisa dos corpos cavernosos (principal estrutura erétil do pênis) e a dilatação das artérias que levam o sangue até eles, facilitando a entrada de sangue no pênis e consequentemente, favorecendo a ereção.

É seguro tomar sildenafila?

Quais os efeitos colaterais? – A Sildenafila pode gerar efeitos colaterais raros e leves como dor de cabeça, vermelhidão na pele, congestão nasal, dores musculares e visão turva. As reações graves são mais raras ainda e podem ocorrer problemas oftalmológicos e cardíacos. Vale lembrar que a Sildenafila é um tratamento seguro e aprovado pela ANVISA.

Quem usa sildenafila ejacula?

Trata também a ejaculação precoce – MITO – “Com o citrato de sildenafila, trata-se apenas a disfunção erétil. A ejaculação precoce trata-se de um problema que exige tratamento específico, normalmente com terapia sexual”.

Como usar sildenafila por primera vez?

Como tomar citrato de sildenafila? – Você deve tomar citrato de sildenafila por via oral (pela boca). Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Uso em adultos: 50mg em dose única, administrada quando necessário e aproximadamente 1 hora antes da relação sexual. De acordo com a eficácia e tolerabilidade, a dose pode ser aumentada para uma dose máxima recomendada de 100mg ou diminuída para 25mg. A dose máxima recomendada é de 100mg. A frequência máxima recomendada de citrato de sildenafila é de 1 vez ao dia. Usuários de ritonavir: dose única máxima de 25mg de citrato de sildenafila dentro de um período de 48 horas. Portadores de insuficiência renal grave (redução da função dos rins), insuficiência hepática (redução da função hepática) ou usuários dos inibidores da CYP3A4: considerar dose inicial de 25mg, aumentando se necessário.

O que pode corta o efeito do sildenafila?

Cuidados e recomendações –

A atividade sexual aumenta a exigência do coração podendo aumentar o risco de ataques cardíacos durante o ato sexual, por isso os médicos podem solicitar uma avaliação da condição cardiovascular (do coração e dos vasos sanguíneos) antes do uso de citrato de sildenafila. Se você tem motivos médicos que desaconselhem a atividade sexual, o uso de citrato de sildenafila é desaconselhado. Se você já apresentou alguma forma de Neuropatia Óptica Isquêmica não-arterítica (lesão do nervo óptico por redução da quantidade de sangue) ou retinite pigmentosa hereditária (doença da retina, região do olho onde se forma a imagem) o uso de citrato de sildenafila deve ser discutido cuidadosamente com o seu médico porque esse medicamento pode aumentar o risco deste tipo de situação. citrato de sildenafila deve ser usado com cautela em portadores de: (1) deformações anatômicas do pênis (tais como angulação, fibrose cavernosa ou doença de Peyronie), (2) condições que possam predispô-los ao priapismo (ereção persistente e dolorosa do pênis), tais como anemia falciforme (doença hereditária das células vermelhas do sangue), mieloma múltiplo ou leucemia (tipos de câncer do sangue) e (3) distúrbios hemorrágicos (sangramentos) ou com úlcera péptica ativa (ferida no estômago e/ou na parte inicial do intestino). Caso você note diminuição ou perda repentina da audição e/ou visão interrompa imediatamente o uso de citrato de sildenafila e consulte seu médico. Como tonturas e alterações na visão foram relatadas em ensaios clínicos com citrato de sildenafila, os pacientes devem estar cientes de como reagem ao citrato de sildenafila, antes de dirigir ou operar máquinas. Sempre avise ao seu médico todas as medicações que você toma quando ele for prescrever uma medicação nova. O médico precisa avaliar se as medicações reagem entre si alterando a sua ação, ou da outra; isso se chama interação medicamentosa. Os seguintes medicamentos podem interferir no clearance (aumentar ou diminuir a eliminação) de citrato de sildenafila: inibidores ou indutores do citocromo P450 3A4 e 2C9 (enzimas do fígado), tais como o cetoconazol, itraconazol (antifúngicos), eritromicina (antibiótico) ou cimetidina; diuréticos (tipo de medicamento para induzir excreção de água pela urina) de alça e poupadores de potássio, beta-bloqueadores não específicos (medicamentos que controlam o ritmo do coração) e medicamentos para tratamento do HIV (saquinavir, ritonavir). Enquanto estiver utilizando citrato de sildenafila, não tome outros tratamentos para hipertensão arterial pulmonar (pressão alta nos pulmões) que contenham sildenafila, ou outros tratamentos para disfunção erétil. Citrato de sildenafila pode aumentar o efeito hipotensor (redução da pressão sanguínea) dos nitratos, por isso o uso com esses medicamentos é contraindicado. O uso simultâneo ao da doxazosina (medicamento para hiperplasia – aumento – prostática benigna) e de outros medicamentos da sua classe terapêutica (?-bloqueadores) pode levar à redução da pressão sanguínea quando o indivíduo está na posição supina (deitado com a barriga para cima) e/ou hipotensão postural sintomática (diminuição da pressão arterial ao levantar). Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Quantos centímetros O Viagra aumenta?

Um manual para as pessoas com pênis manterem a saúde em dia – Saúde LGBT+ – CartaCapital O médico urologista é responsável pelo cuidado das doenças do sistema urinário de homens e mulheres, mas também do aparelho reprodutor (pênis, testículos, escroto e próstata) de homens e mulheres trans.

Por esse motivo, é um médico de confiança de pessoas que nasceram com o aparelho genital masculino, assim como ocorre com pessoas que nasceram com genital feminino no ginecologista. Mulheres trans que ainda não passaram por cirurgias de redesignação de sua genitália também possuem algumas queixas e exames preventivos que devem ser avaliados pelo urologista.

Hoje convidamos o médico urologista Dr. Francisco Fábio de Araújo Batista Júnior para responder algumas perguntas frequentes da população LGBT+ no consultório dessa especialidade.1) Como saber se o tamanho do meu pênis é normal? Existe algum procedimento para aumento ou diminuição do tamanho do pênis? O fato é que a maioria dos homens que buscam aumento do pênis tem um tamanho normal.

  • Consideramos o micropênis verdadeiro aquele com comprimento flácido menor que 4 cm e ereto menor que 7,5 cm.
  • A média do tamanho peniano é de 13,1 cm de comprimento e de 11,65 cm de circunferência, porém homens que acham que seu pênis é menor do que a média representam 91% da população em geral.
  • Como esse preconceito é mais proliferado pela pressão da sociedade, os homens estão cada vez mais buscando soluções médicas para tamanho “inadequado”.

Para o tratamento, podemos utilizar desde medicamentos, como Viagra, que melhora a performance, mas não alteram o tamanho, até dispositivos como bomba de vácuo, que podem aumentar temporariamente o tamanho do pênis ( +-1,5cm), ou a tração peniana, que pode aumentar em até 2,3 cm.

Utiliza-se também procedimentos invasivos, como injeção intrapeniana de diversos materiais, alguns proibidos como silicone industrial, que na verdade aumentam o diâmetro peniano, alterando muito pouco o comprimento; e por último, alguns procedimentos cirúrgicos, desde enxertia de tecidos naturais ou artificiais, até implante de próteses penianas.

Mas lembrem-se, procedimentos invasivos apresentam uma vasta lista de complicações, que podem ser devastadores e incluem fibrose peniana, disfunção sexual, infecção e até morte.2) O exame de toque é realmente necessário para prevenção de câncer de próstata? Sim! O exame digital faz parte do exame físico urológico para pesquisa, não só do câncer de próstata, mas também de doenças benignas, como prostatite e alterações anatômicas.

  1. Lembrem-se: o câncer de próstata é a neoplasia maligna mais comum no homem, depois do câncer de pele não melanoma, e é a neoplasia que mais mata no Brasil, depois do câncer de pulmão.
  2. Pensando em saúde pública e no acesso à saúde, boa parte da nossa população não tem o acesso digno, portanto, na maioria das vezes, o toque retal é única ferramenta disponível como pesquisa inicial.3) O sexo anal sem preservativo pode ocasionar algum tipo de infecção urinária ou no pênis em quem está penetrando? O sexo anal desprotegido pode trazer para ambxs os envolvidxs uma diversidade de ISTs (infecções sexualmente transmissíveis), dentre elas: HIV, gonorreia, clamídia, HPV, entre outras.

Quem está penetrando tem um maior risco de desenvolvimento de prostatite, uretrite não gonocócica, epididimite e até infecção urinária comum – que na maioria das vezes pode se apresentar como sintomas crônicos como ardor ao urinar, urgência miccional e até dor pélvica.

  • E um outro dado importante, na maioria das vezes, exames normalmente utilizados para o diagnóstico de infecções de urina, como exame de urina comum e o exame de cultura de urina, podem dar resultados falso negativos, o que dificulta ainda mais o diagnóstico e tratamento.
  • Portanto, quando acometidos por infecções como essas, esses pacientes necessitam de um tratamento mais prolongado e apresentam maior taxa de recorrência.

Uma boa dica para os praticantes de sexo anal desprotegido é SEMPRE urinar após o ato, para quem esta penetrando, e manter seu intestino sempre regulado e evacuar ou realizar a lavagem retal (chuca) antes do ato sexual para quem está recebendo.4) Tenho uns carocinhos na base da cabeça do pênis.

  • Isso é normal? Essas bolinhas na base da cabeça do pênis são chamadas de Pápulas Perláceas do pênis ou Glândulas de Tyson.
  • São lesões benignas em forma de cúpula encontradas ao redor da coroa do pênis.
  • Variam de 1 mm a 4 mm e estão dispostas em fileiras ao redor da coroa da glande.
  • Embora na maioria das vezes sejam assintomáticas, geralmente são confundidas com verrugas genitais, causando preocupações sobre ISTs.
See also:  Quanto Ganha Um Investigador Da Policia Civil?

Um estudo de Cingapura mostrou que aproximadamente um em cada sete homens, examinados em uma clínica de infecções sexualmente transmissíveis, tinha apenas pápulas perláceas e nenhuma infecção. O diagnóstico diferencial inclui verrugas genitais, molusco contagioso, líquen, dentre outros.

No caso de dificuldade diagnóstica, a dermatoscopia e a biópsia são ferramentas úteis. Importante: as pápulas não evoluem para câncer e não possuem natureza infecciosa (contagiosa). Portanto, as Glândulas de Tyson não precisam de tratamento, já que não são caracterizadas como doença. Porém, várias modalidades podem ser utilizadas para sua retirada basicamente para fins estéticos: desde terapias abrasivas com pomadas ou cremes, até procedimentos como crioterapia, eletrocauterização, curetagem e terapia a laser, a fim de alcançar um resultado cosmético que satisfaça o paciente.5) A cirurgia de fimose pode alterar meu orgasmo? A cirurgia de fimose, que consiste na retirada do excesso da pele que cobre o pênis, chamada de prepúcio, pode sim alterar não só o prazer sexual, como também pode alterar a sensibilidade do pênis.

Essa alteração é mais importante e considerável quanto mais velha a pessoa se submeter ao procedimento. Principalmente as pessoas que já tem uma vida sexual ativa, pois já estão acostumadas a um certo tipo de prazer, portanto, se ela opta por realizar a postectomia, nome da cirurgia para fimose ou excesso de prepúcio, pode ter certeza que vai alterar seu prazer.

Algumas pessoas relatam que há um aumento da sensibilidade, o que pode causar um desconforto com roupas íntimas e até gerar um quadro de ejaculação precoce. Já outras relatam uma perda ou diminuição importante no prazer. Isso se dá devido a uma exposição contínua da glande, cabeça do pênis, que é justamente o local com maior sensibilidade peniana.

De fato, não temos como prever qual caminho você vai tomar, mas tenha certeza, pode sim haver uma alteração no seu orgasmo. Então esteja muito seguro na sua decisão se optar por operar.6) Demoro demais para ejacular ou ejaculo muito rápido. Quando devo procurar ajuda? Distúrbios sexuais são bastante comuns, principalmente em situações de estresse, como a que estamos vivendo atualmente em época de pandemia.

  1. O recomendado é procurar ajuda quando essa situação está causando um desconforto pessoal ou para os parceirxs sexuais.
  2. O mais comum dos distúrbios é a ejaculação precoce, que consiste na ejaculação que ocorre mais cedo do que o desejado, antes ou logo após a penetração, causando sofrimento a um ou ambos os parceiros.

A etiologia exata da ejaculação precoce é desconhecida, mas causas psicológicas / comportamentais e orgânicas foram propostas. Consequentemente, o tratamento da ejaculação precoce é multidisciplinar. Outra disfunção bastante comum é a Anorgasmia que pode ser definida como uma inibição recorrente ou persistente do orgasmo, manifestada por sua ausência ou retardo em atingir o orgasmo.

Pode ter fatores biológicos correlacionados, pode estar associado a efeito colateral de algum medicamento que você faz uso, assim como fatores psicológicos, por exemplo: se a pessoa apresentar sentimentos de culpa em relação atividade sexual, medo de não estar satisfazendo o parceiro, traumas relacionados ao sexo, como por ter sofrido algum abuso sexual ou até por ter tido relações dolorosas.

Todo distúrbio sexual merece uma atenção especial, principalmente porque afeta mais de uma pessoa. Portanto, SEMPRE procure ajuda especializada.7) Produzo pouco ou muito esperma. Como saber se está normal? Existe uma grande variabilidade no volume de sêmen produzido na ejaculação, com a média variando entre 1,5 e 6,6 ml.3,5 mililitros é a média de um adulto sem ejacular por alguns dias, enquanto que 13 ml já foram registrados durante um longo período de abstinência! Portanto, o volume relaciona-se com a frequência de ejaculações, além de existir uma relação direta com fatores genéticos.

  1. Contudo, a maior parte do volume do sêmen é produzido pela vesícula seminal, responsável pelo aspecto espesso e leitoso do fluido, de coloração esbranquiçada ou amarelada.
  2. Portanto, quanto maiores suas vesículas seminais, provavelmente, mais esperma você vai ter.8) É verdade que se masturbar ou fazer muito sexo reduz o risco de câncer de próstata? Algumas hipóteses mostram um papel protetor ao desenvolvimento do câncer de próstata relacionado a frequência ejaculatória moderada (4 vezes por semana).

Primeiro: a hipótese de que a ejaculação reduz a concentração de substâncias cancerígenas no líquido prostático. Segundo: ejaculação mais frequente pode reduzir o desenvolvimento de cristalóides intraprostáticos, que são associados a maior risco de câncer de próstata Terceiro: a mudança metabólica intraprostática gerada pela constante renovação dos líquidos prostáticos.

Atenção: Pessoas com múltiplos parceiros podem ter um risco maior de câncer de próstata devido à exposição cronica a agentes infecciosos, as ISTs.9) Mulheres trans deve fazer prevenção de câncer de próstata? Sim! Pensando no mecanismo de desenvolvimento do câncer de próstata, temos que ter duas condições iniciais: a primeira é que a pessoa ainda tenha a próstata, segundo é que para o crescimento desse câncer, pelo menos na fase inicial, sofre um grande estímulo pela testosterona.

Portanto, mulheres trans que ainda não se submeteram a cirurgia de redesignação de gênero, apresentam uma semelhança biológica com o homem cis, quando se trata do desenvolvimento do câncer de próstata, isso inclusive para aquelas mulheres trans que já fazem reposição de hormônios femininos desde cedo.

Nas mulheres trans que já se submeteram a cirurgia, apesar da falta de estímulo da testosterona (que é diretamente influenciada pela presença dos testículos), ainda possuem a próstata, portanto ainda tem o risco de desenvolver o câncer. Por isso que recomendamos fortemente manter o seguimento com Urologista, lembrando que o médico Urologista cuida de homens e mulheres, sejam cis ou trans.10) Tenho dificuldade de ereção.

Como saber se é psicológico ou não? A dificuldade de ereção ou disfunção erétil é definida como a incapacidade persistente de atingir e manter uma ereção suficiente para permitir desempenho sexual satisfatório. Pode afetar a saúde física e psicossocial, assim como a qualidade de vida dos pacientes e dxs parceirxs.

A disfunção sexual não deve ser considerada apenas como um problema de qualidade de vida, mas também como um alerta de uma potencial doença cardiovascular. Na maioria dos casos, a disfunção erétil é multifatorial, tendo o componente psicológico um papel fundamental.

Lembre-se, disfunção erétil é um sintoma, não uma doença. Alguns pacientes podem não ser avaliados corretamente ou não receber tratamento adequado para uma doença ou condição subjacente que esteja causando. E o mais importante: a modificação do estilo de vida (exercício regular e perda de peso) pode melhorar a função erétil! Portanto, se você não apresenta nenhuma outra doença sistêmica (hipertensão, diabetes), e se você só tem dificuldade de ereção com alguns parceirxs, provavelmente sua causa é emocional/psicológica.

Precisa de receita para comprar citrato de sildenafila?

EVITE A AUTOMEDICAÇÃO: INFORME-SE COM O FARMACÊUTICO. Venda sob prescrição médica.

Como saber se o homem tomou tadalafila?

Vermelhidão no rosto. congestão nasal. dores musculares e nas costas.

Porque o citrato de sildenafila não faz efeito?

O que fazer quando o Sildenafila e o Tadalafila não funcionam? – Nem todos os pacientes com disfunção conseguem tratar o problema com medicamentos orais. Isso, porque a Disfunção Erétil é uma doença que avança de estágios, e com esse avanço alguns tratamentos se tornam obsoletos e não fornecem ao paciente o resultado esperado.

Existem casos, também, em que o paciente utiliza o medicamento oral mas, com o tempo, seu organismo passa a não responder mais. Esse estágio causa preocupações ainda maiores ao paciente do que o anterior, onde ele solucionou o problema com o Sildenafila, por exemplo. O Dr. Paulo Egydio explica que um procedimento cirúrgico pode ser realizado, como mostra essa matéria da Folha de S.

Paulo. Por isso é necessário que o paciente esteja determinado a observar, cuidar e manter a sua saúde não só sexual, como também física. Alguns pacientes vivem com a falta de desejo sexual e libido. Isso acontece porque os níveis de testosterona, que é o hormônio masculino, estão baixos.

  1. A maneira de solucionar este problema para que o uso do tratamento medicamentoso para a Disfunção Erétil seja mais assertivo é se submeter a uma reposição hormonal.
  2. Abaixo, você pode assistir um vídeo onde explico mais profundamente quais as consequências do uso dos medicamentos de uso oral para a Disfunção Erétil.

Assista, Se você está com problemas de ereção e quer conversar sobre sua saúde, nos envie uma mensagem no WhatsApp (11 98330-0227) ou preencha o formulário no site. Teremos o prazer em atendê-lo com discrição e segurança.

O que é melhor que o Viagra?

1. Cialis – Desenvolvido por uma empresa norte-americana, o Cialis é uma medicação que tem como base a substância tadalafila, de coloração amarela e formato redondo. No Brasil, ela é regulamentada para uso sob prescrição médica e considerada uma das melhores drogas para contornar a disfunção erétil.

See also:  Quanto Tempo Depois Da RelaO Aparece A CandidíAse?

Qual a idade certa para tomar Viagra?

Contraindicações – Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes em tratamento com medicamentos que contenham qualquer forma doadora de óxido nítrico, nitratos orgânicos ou nitritos orgânicos. A coadministração de inibidores da PDE5, incluindo citrato de sildenafila, com estimuladores da guanilato ciclase, tais como riociguate, está contraindicada, uma vez que pode potencialmente levar a hipotensão sintomática.

  • Em caso de dúvida, se o medicamento que você está usando é um medicamento que contenha essas substâncias, consulte seu médico ou farmacêutico.
  • Você também não deve usar citrato de sildenafila se tiver hipersensibilidade (reação alérgica) conhecida ao citrato de sildenafila ou a qualquer componente da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para uso por mulheres. Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.

Onde age a sildenafila?

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA? Citrato de sildenafila atua favorecendo o relaxamento da musculatura lisa dos corpos cavernosos (principal estrutura erétil do pênis) e a dilatação das artérias que levam o sangue até eles, facilitando a entrada de sangue no pênis, e consequentemente, favorecendo a ereção.

O que o Viagra faz no coração?

Viagra reduz em 39% o risco de morte por doença cardiovascular, mostra novo estudo com 70 mil homens O Viagra, medicamento comumente usado para disfunção erétil, tem um benefício adicional: reduzir o risco de doenças cardíacas em até 39% em homens. A conclusão é de um novo estudo feito por pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos.

  1. Os homens que tomam o remédio também parecem menos propensos a sofrer morte prematura por qualquer causa.
  2. O estudo, publicado recentemente na revista científica Journal of Sexual Medicine, analisou dados de mais de 70.000 homens diagnosticados, com em média 52 anos, com disfunção erétil, entre 2006 e 2020.

Por meio de registros médicos, os pesquisadores determinaram quem havia tomado remédios para disfunção erétil – e quaisquer problemas cardíacos subsequentes que possam ter sofrido durante o período de acompanhamento. Entre os participantes, 23.816 usavam os remédios para ajudar na cama, enquanto outros 48.682 não.

  • Os resultados mostraram que aqueles que usaram esses medicamentos eram menos propensos a sofrer problemas cardíacos.
  • Eles tinham um risco 17% menor de insuficiência cardíaca, quando o coração não bombeia tão bem quanto deveria; 15% menos probabilidade de necessitar de um procedimento de revascularização coronária, usado para limpar bloqueios nas artérias do coração; diminuição de 22% na probabilidade de desenvolver angina instável, quando a placa na artéria coronária nega oxigênio e sangue ao coração.

Cada uma dessas condições pode ser fatal se não for tratada e aumentar significativamente a probabilidade de uma pessoa sofrer um ataque cardíaco. No geral, as mortes por problemas cardíacos nesses homens caíram quase 40%. Além disso, os homens que usaram medicamentos para disfunção erétil também viveram mais em média, com o risco de morte prematura caindo em um quarto durante o período do estudo.

  • Embora os pesquisadores não tenham investigado por que os medicamentos estavam ligados a uma melhor saúde do coração, eles acreditam que a droga aumenta o fluxo sanguíneo nas artérias do coração e melhora o fluxo de oxigênio por todo o corpo.
  • Não é a toa que pesquisas anteriores vincularam o uso do Viagra a uma diminuição do risco de Alzheimer, que pode ser causado pela falta de fluxo sanguíneo para o cérebro.

A medicação funciona relaxando os músculos do pênis, o que permite um maior fluxo de sangue no local. O Viagra, e outras medicações para disfunção erétil, também dilui o sangue, facilitando o fluxo no corpo. Esse processo reduz a pressão sanguínea como um todo, o que ajuda o sangue a fluir melhor por todo o corpo e diminui o risco de coagulação e outros bloqueios que causam problemas cardíacos graves.

  • Também há melhora do fluxo na artéria braquial, um importante vaso sanguíneo que fornece sangue para a parte superior do braço, cotovelo e mão.
  • Embora os resultados deste estudo sejam promissores, não é recomendado tomar esses medicamentos para a prevenção de qualquer uma das condições acima, exceto para o tratamento de disfunção erétil, sob recomendação médica.

: Viagra reduz em 39% o risco de morte por doença cardiovascular, mostra novo estudo com 70 mil homens

Quando não devo tomar sildenafila?

Contraindicações – Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes em tratamento com medicamentos que contenham qualquer forma doadora de óxido nítrico, nitratos orgânicos ou nitritos orgânicos. A coadministração de inibidores da PDE5, incluindo citrato de sildenafila, com estimuladores da guanilato ciclase, tais como riociguate, está contraindicada, uma vez que pode potencialmente levar a hipotensão sintomática.

Em caso de dúvida, se o medicamento que você está usando é um medicamento que contenha essas substâncias, consulte seu médico ou farmacêutico. Você também não deve usar citrato de sildenafila se tiver hipersensibilidade (reação alérgica) conhecida ao citrato de sildenafila ou a qualquer componente da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para uso por mulheres. Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.

Faz mal tomar sildenafila todos os dias?

Como tomar citrato de sildenafila? – Você deve tomar citrato de sildenafila por via oral (pela boca). Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Uso em adultos: 50mg em dose única, administrada quando necessário e aproximadamente 1 hora antes da relação sexual. De acordo com a eficácia e tolerabilidade, a dose pode ser aumentada para uma dose máxima recomendada de 100mg ou diminuída para 25mg. A dose máxima recomendada é de 100mg. A frequência máxima recomendada de citrato de sildenafila é de 1 vez ao dia. Usuários de ritonavir: dose única máxima de 25mg de citrato de sildenafila dentro de um período de 48 horas. Portadores de insuficiência renal grave (redução da função dos rins), insuficiência hepática (redução da função hepática) ou usuários dos inibidores da CYP3A4: considerar dose inicial de 25mg, aumentando se necessário.

Pode tomar sildenafila dois dias seguidos?

Dose única máxima de 25 mg de citrato de sildenafila dentro de um período de 48 horas.

Pode tomar 2 Sildenafila no mesmo dia?

Uso em adultos: 50mg em dose única, administrada quando necessário e aproximadamente 1 hora antes da relação sexual. De acordo com a eficácia e tolerabilidade, a dose pode ser aumentada para uma dose máxima recomendada de 100mg ou diminuída para 25mg.

Como potencializar o efeito do sildenafil?

Além disso, também há substâncias que ajudam a intensificar os efeitos positivos do tratamento, como a Arginina. A substância é um vasodilatador, ou seja, ela dilata os vasos e ajuda no relaxamento muscular do pênis. Essa ação ajuda a intensificar a ação da Sildenafila, contribuindo para potencializar a ereção.

Que horas tomar o sildenafil?

Você deve tomar citrato de sildenafila por via oral (pela boca). Uso em Adultos: 50 mg em dose única, administrada quando necessário e aproximadamente 1 hora antes da relação sexual.

Quantos centímetros O Viagra aumenta?

Um manual para as pessoas com pênis manterem a saúde em dia – Saúde LGBT+ – CartaCapital O médico urologista é responsável pelo cuidado das doenças do sistema urinário de homens e mulheres, mas também do aparelho reprodutor (pênis, testículos, escroto e próstata) de homens e mulheres trans.

Por esse motivo, é um médico de confiança de pessoas que nasceram com o aparelho genital masculino, assim como ocorre com pessoas que nasceram com genital feminino no ginecologista. Mulheres trans que ainda não passaram por cirurgias de redesignação de sua genitália também possuem algumas queixas e exames preventivos que devem ser avaliados pelo urologista.

Hoje convidamos o médico urologista Dr. Francisco Fábio de Araújo Batista Júnior para responder algumas perguntas frequentes da população LGBT+ no consultório dessa especialidade.1) Como saber se o tamanho do meu pênis é normal? Existe algum procedimento para aumento ou diminuição do tamanho do pênis? O fato é que a maioria dos homens que buscam aumento do pênis tem um tamanho normal.

  • Consideramos o micropênis verdadeiro aquele com comprimento flácido menor que 4 cm e ereto menor que 7,5 cm.
  • A média do tamanho peniano é de 13,1 cm de comprimento e de 11,65 cm de circunferência, porém homens que acham que seu pênis é menor do que a média representam 91% da população em geral.
  • Como esse preconceito é mais proliferado pela pressão da sociedade, os homens estão cada vez mais buscando soluções médicas para tamanho “inadequado”.

Para o tratamento, podemos utilizar desde medicamentos, como Viagra, que melhora a performance, mas não alteram o tamanho, até dispositivos como bomba de vácuo, que podem aumentar temporariamente o tamanho do pênis ( +-1,5cm), ou a tração peniana, que pode aumentar em até 2,3 cm.

Utiliza-se também procedimentos invasivos, como injeção intrapeniana de diversos materiais, alguns proibidos como silicone industrial, que na verdade aumentam o diâmetro peniano, alterando muito pouco o comprimento; e por último, alguns procedimentos cirúrgicos, desde enxertia de tecidos naturais ou artificiais, até implante de próteses penianas.

Mas lembrem-se, procedimentos invasivos apresentam uma vasta lista de complicações, que podem ser devastadores e incluem fibrose peniana, disfunção sexual, infecção e até morte.2) O exame de toque é realmente necessário para prevenção de câncer de próstata? Sim! O exame digital faz parte do exame físico urológico para pesquisa, não só do câncer de próstata, mas também de doenças benignas, como prostatite e alterações anatômicas.

Lembrem-se: o câncer de próstata é a neoplasia maligna mais comum no homem, depois do câncer de pele não melanoma, e é a neoplasia que mais mata no Brasil, depois do câncer de pulmão. Pensando em saúde pública e no acesso à saúde, boa parte da nossa população não tem o acesso digno, portanto, na maioria das vezes, o toque retal é única ferramenta disponível como pesquisa inicial.3) O sexo anal sem preservativo pode ocasionar algum tipo de infecção urinária ou no pênis em quem está penetrando? O sexo anal desprotegido pode trazer para ambxs os envolvidxs uma diversidade de ISTs (infecções sexualmente transmissíveis), dentre elas: HIV, gonorreia, clamídia, HPV, entre outras.

Quem está penetrando tem um maior risco de desenvolvimento de prostatite, uretrite não gonocócica, epididimite e até infecção urinária comum – que na maioria das vezes pode se apresentar como sintomas crônicos como ardor ao urinar, urgência miccional e até dor pélvica.

See also:  Como Estancar Sangue De Quem Toma Anticoagulante?

E um outro dado importante, na maioria das vezes, exames normalmente utilizados para o diagnóstico de infecções de urina, como exame de urina comum e o exame de cultura de urina, podem dar resultados falso negativos, o que dificulta ainda mais o diagnóstico e tratamento. Portanto, quando acometidos por infecções como essas, esses pacientes necessitam de um tratamento mais prolongado e apresentam maior taxa de recorrência.

Uma boa dica para os praticantes de sexo anal desprotegido é SEMPRE urinar após o ato, para quem esta penetrando, e manter seu intestino sempre regulado e evacuar ou realizar a lavagem retal (chuca) antes do ato sexual para quem está recebendo.4) Tenho uns carocinhos na base da cabeça do pênis.

  1. Isso é normal? Essas bolinhas na base da cabeça do pênis são chamadas de Pápulas Perláceas do pênis ou Glândulas de Tyson.
  2. São lesões benignas em forma de cúpula encontradas ao redor da coroa do pênis.
  3. Variam de 1 mm a 4 mm e estão dispostas em fileiras ao redor da coroa da glande.
  4. Embora na maioria das vezes sejam assintomáticas, geralmente são confundidas com verrugas genitais, causando preocupações sobre ISTs.

Um estudo de Cingapura mostrou que aproximadamente um em cada sete homens, examinados em uma clínica de infecções sexualmente transmissíveis, tinha apenas pápulas perláceas e nenhuma infecção. O diagnóstico diferencial inclui verrugas genitais, molusco contagioso, líquen, dentre outros.

No caso de dificuldade diagnóstica, a dermatoscopia e a biópsia são ferramentas úteis. Importante: as pápulas não evoluem para câncer e não possuem natureza infecciosa (contagiosa). Portanto, as Glândulas de Tyson não precisam de tratamento, já que não são caracterizadas como doença. Porém, várias modalidades podem ser utilizadas para sua retirada basicamente para fins estéticos: desde terapias abrasivas com pomadas ou cremes, até procedimentos como crioterapia, eletrocauterização, curetagem e terapia a laser, a fim de alcançar um resultado cosmético que satisfaça o paciente.5) A cirurgia de fimose pode alterar meu orgasmo? A cirurgia de fimose, que consiste na retirada do excesso da pele que cobre o pênis, chamada de prepúcio, pode sim alterar não só o prazer sexual, como também pode alterar a sensibilidade do pênis.

Essa alteração é mais importante e considerável quanto mais velha a pessoa se submeter ao procedimento. Principalmente as pessoas que já tem uma vida sexual ativa, pois já estão acostumadas a um certo tipo de prazer, portanto, se ela opta por realizar a postectomia, nome da cirurgia para fimose ou excesso de prepúcio, pode ter certeza que vai alterar seu prazer.

Algumas pessoas relatam que há um aumento da sensibilidade, o que pode causar um desconforto com roupas íntimas e até gerar um quadro de ejaculação precoce. Já outras relatam uma perda ou diminuição importante no prazer. Isso se dá devido a uma exposição contínua da glande, cabeça do pênis, que é justamente o local com maior sensibilidade peniana.

De fato, não temos como prever qual caminho você vai tomar, mas tenha certeza, pode sim haver uma alteração no seu orgasmo. Então esteja muito seguro na sua decisão se optar por operar.6) Demoro demais para ejacular ou ejaculo muito rápido. Quando devo procurar ajuda? Distúrbios sexuais são bastante comuns, principalmente em situações de estresse, como a que estamos vivendo atualmente em época de pandemia.

  • O recomendado é procurar ajuda quando essa situação está causando um desconforto pessoal ou para os parceirxs sexuais.
  • O mais comum dos distúrbios é a ejaculação precoce, que consiste na ejaculação que ocorre mais cedo do que o desejado, antes ou logo após a penetração, causando sofrimento a um ou ambos os parceiros.

A etiologia exata da ejaculação precoce é desconhecida, mas causas psicológicas / comportamentais e orgânicas foram propostas. Consequentemente, o tratamento da ejaculação precoce é multidisciplinar. Outra disfunção bastante comum é a Anorgasmia que pode ser definida como uma inibição recorrente ou persistente do orgasmo, manifestada por sua ausência ou retardo em atingir o orgasmo.

Pode ter fatores biológicos correlacionados, pode estar associado a efeito colateral de algum medicamento que você faz uso, assim como fatores psicológicos, por exemplo: se a pessoa apresentar sentimentos de culpa em relação atividade sexual, medo de não estar satisfazendo o parceiro, traumas relacionados ao sexo, como por ter sofrido algum abuso sexual ou até por ter tido relações dolorosas.

Todo distúrbio sexual merece uma atenção especial, principalmente porque afeta mais de uma pessoa. Portanto, SEMPRE procure ajuda especializada.7) Produzo pouco ou muito esperma. Como saber se está normal? Existe uma grande variabilidade no volume de sêmen produzido na ejaculação, com a média variando entre 1,5 e 6,6 ml.3,5 mililitros é a média de um adulto sem ejacular por alguns dias, enquanto que 13 ml já foram registrados durante um longo período de abstinência! Portanto, o volume relaciona-se com a frequência de ejaculações, além de existir uma relação direta com fatores genéticos.

  1. Contudo, a maior parte do volume do sêmen é produzido pela vesícula seminal, responsável pelo aspecto espesso e leitoso do fluido, de coloração esbranquiçada ou amarelada.
  2. Portanto, quanto maiores suas vesículas seminais, provavelmente, mais esperma você vai ter.8) É verdade que se masturbar ou fazer muito sexo reduz o risco de câncer de próstata? Algumas hipóteses mostram um papel protetor ao desenvolvimento do câncer de próstata relacionado a frequência ejaculatória moderada (4 vezes por semana).

Primeiro: a hipótese de que a ejaculação reduz a concentração de substâncias cancerígenas no líquido prostático. Segundo: ejaculação mais frequente pode reduzir o desenvolvimento de cristalóides intraprostáticos, que são associados a maior risco de câncer de próstata Terceiro: a mudança metabólica intraprostática gerada pela constante renovação dos líquidos prostáticos.

Atenção: Pessoas com múltiplos parceiros podem ter um risco maior de câncer de próstata devido à exposição cronica a agentes infecciosos, as ISTs.9) Mulheres trans deve fazer prevenção de câncer de próstata? Sim! Pensando no mecanismo de desenvolvimento do câncer de próstata, temos que ter duas condições iniciais: a primeira é que a pessoa ainda tenha a próstata, segundo é que para o crescimento desse câncer, pelo menos na fase inicial, sofre um grande estímulo pela testosterona.

Portanto, mulheres trans que ainda não se submeteram a cirurgia de redesignação de gênero, apresentam uma semelhança biológica com o homem cis, quando se trata do desenvolvimento do câncer de próstata, isso inclusive para aquelas mulheres trans que já fazem reposição de hormônios femininos desde cedo.

Nas mulheres trans que já se submeteram a cirurgia, apesar da falta de estímulo da testosterona (que é diretamente influenciada pela presença dos testículos), ainda possuem a próstata, portanto ainda tem o risco de desenvolver o câncer. Por isso que recomendamos fortemente manter o seguimento com Urologista, lembrando que o médico Urologista cuida de homens e mulheres, sejam cis ou trans.10) Tenho dificuldade de ereção.

Como saber se é psicológico ou não? A dificuldade de ereção ou disfunção erétil é definida como a incapacidade persistente de atingir e manter uma ereção suficiente para permitir desempenho sexual satisfatório. Pode afetar a saúde física e psicossocial, assim como a qualidade de vida dos pacientes e dxs parceirxs.

A disfunção sexual não deve ser considerada apenas como um problema de qualidade de vida, mas também como um alerta de uma potencial doença cardiovascular. Na maioria dos casos, a disfunção erétil é multifatorial, tendo o componente psicológico um papel fundamental.

Lembre-se, disfunção erétil é um sintoma, não uma doença. Alguns pacientes podem não ser avaliados corretamente ou não receber tratamento adequado para uma doença ou condição subjacente que esteja causando. E o mais importante: a modificação do estilo de vida (exercício regular e perda de peso) pode melhorar a função erétil! Portanto, se você não apresenta nenhuma outra doença sistêmica (hipertensão, diabetes), e se você só tem dificuldade de ereção com alguns parceirxs, provavelmente sua causa é emocional/psicológica.