Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Quem Escreveu Genesis?

Quem é autor do livro de Gênesis?

Quem escreveu esse livro? – Moisés é o autor de Gênesis. Moisés foi um profeta chamado por Deus para livrar os filhos de Israel do cativeiro no Egito e guiá-los pelo deserto rumo à terra prometida de Canaã. Por terem os acontecimentos registrados em Gênesis ocorrido antes da época de Moisés, ele não os testemunhou.

Quais são os livros da Bíblia que Moisés escreveu?

Compreende, na Bíblia sagrada, os cinco primeiros livros do Antigo Testamento: Génesis (origens), Êxodo (do Egito), Levítico (dos levitas, sacerdotes), Números (recenseamentos dos hebreus) e Deuteronómio (‘segunda lei’).

Quem foi o autor do primeiro livro da Bíblia?

O Livro de Gênesis – O livro de Gênesis é o primeiro dos cinco livros escritos por Moisés. Ele cobre aproximadamente vinte e cinco mil anos de história—mais do que todo o restante da Bíblia, inclusive o Novo Testamento! Muitas das histórias mais famosas da Bíblia se encontram em Gênesis, como a Queda de Adão e Eva, Caim mata Abel, Noé e o Dilúvio, a construção da Torre de Babel, Abraão quase oferece seu filho Isaque em sacrifício, e José é vendido para o Egito.

Onde foi escrito o livro do Gênesis?

O livro do Gênesis é o primeiro livro da Bíblia, mas não o primeiro a ser escrito. Aliás, todo ele é um retalho de tradições de várias épocas. O livro inicia com a palavra hebraica bereshit, que significa no princípio; o grego, por sua vez, a traduziu por gênesis, da qual deriva o nome do livro.

A palavra gênesis significa origem, nascimento. Foi assim chamado porque nele encontramos relatos ou narrativas sobre a origem da vida, do mundo e do povo de Israel. Essas narrativas não são históricas, são antes de tudo reflexões do povo sobre suas origens e a origem das coisas. Seu interesse não é “dar uma explicação científica ou histórica sobre o passado, mas contar o passado para explicar a realidade que se vive no presente”.

Podemos dividir o Gênesis em duas grandes partes: A primeira parte, podemos chamá-la de “as origens” (capítulos 1-11): relata as origens do mundo, da vida e dos diversos povos; apresenta o valor que devemos dar à obra de Deus. A natureza, a vida e a pessoa humana, tudo obra de Deus.

  • A segunda parte (capítulos 12-50) trata da história dos patriarcas e matriarcas, personagens importantes do mundo bíblico.
  • Esta parte pode ser subdividida em três blocos: Abraão e Sara (12-25); Jacó e seus filhos (26-36); José e seus irmãos (37-50).
  • O Gênesis, assim como os outros livros bíblicos, não foi escrito na época em que as coisas aconteceram.

A literatura bíblica não é jornalismo que divulga os fatos quase ao mesmo tempo em que acontecem. Nem propriamente história no sentido moderno, com provação científica. O livro ficou pronto com a forma que o conhecemos hoje lá pelo ano 400 AC. O livro do Gênesis levou em torno de quinhentos anos para chegar como o conhecemos.

  • Foi elaborado praticamente em três momentos importantes: durante o reinado do rei Salomão (971-931 AC); durante o período entre 800-700 AC; durante o período do exílio na Babilônia e do pós-exílio (585-400 AC).
  • É neste último período que recebeu os últimos acréscimos e retoques.
  • As histórias e narrativas das famílias, dos clãs e das tribos, gradativamente essas “histórias particulares” foram sendo reelaboradas, agrupadas e costuradas, formando o livro que temos na Bíblia.

Por isso, encontramos no livro algumas repetições e até contradições, além do contorno que receberam dos últimos redatores, que são os sacerdotes ligados ao templo de Jerusalém, no período pós-exílico.

Qual foi o primeiro livro escrito por Moisés?

O Livro de Gênesis – O livro de Gênesis é o primeiro dos cinco livros escritos por Moisés. Ele cobre aproximadamente vinte e cinco mil anos de história—mais do que todo o restante da Bíblia, inclusive o Novo Testamento! Muitas das histórias mais famosas da Bíblia se encontram em Gênesis, como a Queda de Adão e Eva, Caim mata Abel, Noé e o Dilúvio, a construção da Torre de Babel, Abraão quase oferece seu filho Isaque em sacrifício, e José é vendido para o Egito.

Quantos livros foram escritos por Moisés?

A unidade do Pentateuco reside na sequência temática dos cincos livros, para além de se apoiar na tradição da autoria de Moisés. Estes cinco livros narram as origens do povo de Israel até ao seu estabelecimento nas terras de Canaã.

Quais são os 5 profetas maiores da Bíblia?

Antigo Testamento: Livros Proféticos O antigo testamento, também chamado de escrituras hebraicas, é a primeira parte da bíblia, da qual é constituída por 39 (trinta e nove) livros. Assim, neste grande livro você vai encontrar informações importantes para a explicação da vida terrena e o berço da nossa fé.

Para agora, os textos proféticos serão minudenciados, para que se entenda – desde a origem – o seu significado na Escritura Sagrada. Primeiramente, “profeta” (nabî) vem do hebraico, que significa “chamar, anunciar”, portanto seria aquele que é chamado ou anuncia, um mensageiro e um intérprete da palavra divina.

Na Bíblia, detidamente no antigo testamento, existem 18 (dezoito) livros proféticos, sendo ele: Isaías, Jeremias, Lamentações, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oseias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias,

  1. As atividades dos profetas variam de acordo com seus ouvintes e com o momento histórico em que eles vivem.
  2. Cada profeta tem o seu estilo próprio, e pronuncia anúncios e denúncias diante de situações bem determinadas.
  3. E, no meio de tantos escolhidos por Deus para anunciarem a palavra, 02 (dois) saltam para uma breve explicação de suas histórias, sendo eles Isaias e Malaquias.

Isaias, também chamado de “o quinto evangelista” – tamanha sua importância até nos escritos do Novo Testamento, filho de Amoz, viveu no reino de Judá. Seu livro possui forte caráter messiânico e narrou toda tensão política e militar que o território de Israel experimentava.

  • Preocupou-se em trazer em seus escritos a centralidade da santidade de Deus, sendo Ele absoluto.
  • Assim, uma espiritualidade baseada em Deus conduz o profeta a uma fé política, que combate os ídolos presentes na sociedade.
  • Agiu contra a falsa religião, criticou a injustiça social e tratou a esperança como o destino dos povos.
See also:  Como Ver O Perfil De AlguM Que Me Bloqueou No Instagram GráTis?

Malaquias, mesmo possuindo o menor livro, mostrou a necessidade de reformas antes da vinda do Messias. Trouxe uma visão crítica e combativa, enaltecendo o amor de Deus, mas tratando dos pecados dos sacerdotes e o pecado do povo. Nas últimas linhas deste livro do Antigo Testamento, vê-se uma exortação de Deus às famílias: “converter o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos seus pais”.

No término do livro de Malaquias convida-se ao arrependimento da família como alicerce da sociedade. Outra passagem marcante que se encontra é sobre as ofertas e os dízimos, que comumente não era repassado para os levitas, havendo desvios por parte dos sacerdotes: “Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda.” (Malaquias 3,9).

Uma peculiaridade sobre os livros dos profetas é sua divisão em “profetas maiores” e “profetas menores”, segundo a extensão e a importância que foi atribuída a cada um deles. Os profetas maiores são Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel. Considera-se o Livro das Lamentações como um prolongamento do livro de Jeremias, assim como o livro profético de Baruc.

Felipe Caribé de Andrade Paróquia Santa Catarina de Labouré Arquidiocese de Maceió – AL

: Antigo Testamento: Livros Proféticos

Quem escreveu o Salmo 91 da Bíblia?

O Salmo 91 foi escrito por Moisés e pode ter sido um salmo cantado no deserto e usado pelos levitas em sua adoração.

O que Moisés é de Abraão?

Moisés era filho de Amram e Jocabed, da tribo de Levi, uma das 12 tribos que diziam ser descendentes de Abraão.

Foi a Igreja Católica que escreveu a Bíblia?

Lembrando que dois de seus autores, Mateus e João, foram apóstolos de Jesus. Os outros dois, Marcos e Lucas, por sua vez, construíram a narrativa colhendo os testemunhos dos apóstolos ‘, explica.

Como foi escrito o livro de Gênesis?

O livro do Gênesis é o primeiro livro da Bíblia, mas não o primeiro a ser escrito. Aliás, todo ele é um retalho de tradições de várias épocas. O livro inicia com a palavra hebraica bereshit, que significa no princípio; o grego, por sua vez, a traduziu por gênesis, da qual deriva o nome do livro.

  1. A palavra gênesis significa origem, nascimento.
  2. Foi assim chamado porque nele encontramos relatos ou narrativas sobre a origem da vida, do mundo e do povo de Israel.
  3. Essas narrativas não são históricas, são antes de tudo reflexões do povo sobre suas origens e a origem das coisas.
  4. Seu interesse não é “dar uma explicação científica ou histórica sobre o passado, mas contar o passado para explicar a realidade que se vive no presente”.

Podemos dividir o Gênesis em duas grandes partes: A primeira parte, podemos chamá-la de “as origens” (capítulos 1-11): relata as origens do mundo, da vida e dos diversos povos; apresenta o valor que devemos dar à obra de Deus. A natureza, a vida e a pessoa humana, tudo obra de Deus.

A segunda parte (capítulos 12-50) trata da história dos patriarcas e matriarcas, personagens importantes do mundo bíblico. Esta parte pode ser subdividida em três blocos: Abraão e Sara (12-25); Jacó e seus filhos (26-36); José e seus irmãos (37-50). O Gênesis, assim como os outros livros bíblicos, não foi escrito na época em que as coisas aconteceram.

A literatura bíblica não é jornalismo que divulga os fatos quase ao mesmo tempo em que acontecem. Nem propriamente história no sentido moderno, com provação científica. O livro ficou pronto com a forma que o conhecemos hoje lá pelo ano 400 AC. O livro do Gênesis levou em torno de quinhentos anos para chegar como o conhecemos.

Foi elaborado praticamente em três momentos importantes: durante o reinado do rei Salomão (971-931 AC); durante o período entre 800-700 AC; durante o período do exílio na Babilônia e do pós-exílio (585-400 AC). É neste último período que recebeu os últimos acréscimos e retoques. As histórias e narrativas das famílias, dos clãs e das tribos, gradativamente essas “histórias particulares” foram sendo reelaboradas, agrupadas e costuradas, formando o livro que temos na Bíblia.

Por isso, encontramos no livro algumas repetições e até contradições, além do contorno que receberam dos últimos redatores, que são os sacerdotes ligados ao templo de Jerusalém, no período pós-exílico.

Quem escreveu os 66 livros da Bíblia?

Antigo Testamento

Livro Autor de acordo com a teoria tradicional
Desconhecido. Possivelmente Jó, Moisés, Salomão, ou Eliú
Salmos David, Asafe, Os filhos de Corá, Moisés, Hemã, Etã e Salomão
Provérbios Salomão, Agur, Lemuel e outros homens sábios.
Eclesiastes Salomão

Qual é o versículo chave de Gênesis?

Gênesis 12. Quem somos? Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias formam uma comunidade diversificada de pessoas em todo o mundo que têm fé em Deus e em Seu Filho, Jesus Cristo.

Qual é o significado do nome Gênesis?

Livros do Antigo Testamento
Pentateuco
Gênesis · Êxodo · Levítico · Números Deuteronômio
Livros históricos
Josué · Juízes · Rute · I Samuel II Samuel · I Reis · II Reis · I Crônicas II Crônicas · Esdras · Neemias · Tobias Judite · Ester · I Macabeus · II Macabeus
Livros Poéticos e Sapienciais
Jó · Salmos · Provérbios · Eclesiastes Cantares de Salomão · Sabedoria Eclesiástico
Livros Proféticos
Isaías · Jeremias · Lamentações · Baruc Ezequiel · Daniel · Oseias · Joel · Amós Obadias · Jonas · Miqueias · Naum Habacuque · Sofonias · Ageu · Zacarias Malaquias
Manuscrito bíblico

Adão e Eva, por Dürer, no Museu do Prado Gênesis ( português brasileiro ) ou Génesis ( português europeu ) (do grego Γένεσις, “origem”, “nascimento”, “criação”, “princípio”) é o primeiro livro tanto da Bíblia Hebraica como da Bíblia cristã, antecede o Livro do Êxodo,

  1. Faz parte do Pentateuco e da Torá, os cinco primeiros livros bíblicos.
  2. Gênesis (do grego Γένεσις, “nascimento”, “origem”) é o nome dado pela Septuaginta ao primeiro destes livros, ao passo que seu título hebraico Bereshit (בְּרֵאשִׁית, B’reishit, “No princípio”) é tirado da primeira palavra de sua sentença inicial.
See also:  Quando Surgiu A Bola De PO De Queijo?

Narra a visão desde a criação do mundo na perspectiva hebraica, genealogias dos Patriarcas bíblicos, até à fixação deste povo no Egipto através da história de José, A tradição judaico-cristã atribui a autoria do texto a Moisés enquanto a crítica literária moderna prefere descrevê-lo como compilado de texto de diversas mãos.

Qual é o mais antigo livro da Bíblia?

Os manuscritos mais antigos – O fragmento mais antigo conhecido do texto da Torá é um cântico de boa sorte inscrito com um texto próximo, embora não idêntico, a da Bênção Aarônica encontrada em Num 6:24–27, datado de aproximadamente 600 a.C. Os textos mais antigos e completos, ou quase completos são os Pergaminhos do Mar Morto de meados do século II a.C.

ao século I d.C. Os pergaminhos contêm quase todos os livos do Tanakh, embora nem todos estejam completos. De acordo com a tradição, a Torá foi traduzida para o grego (a Septuaginta ) no século III a.C. Os manuscritos mais antigos em grego incluem fragmentos do século II a.C. de Levítico e Deuteronômio e fragmentos do século I a.C.

de Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio e os Profetas Menores, Manuscritos relativamente completos da Septuaginta incluem o Codex Vaticanus e o Codex Sinaiticus do século IV e o Codex Alexandrinus do século V —esses são os manucritos mais antigos existentes que são praticamente completos do Antigo Testamento, em qualquer língua.

  • O texto em Hebraico ou o Texto Massorético da Torá tem-se por tradição que foi fixada no século IV d.C., mas os manuscritos mais antigos existentes que sejam completos ou quase completos são o Codex Aleppo, de cerca do ano 920, e o Códice de Leningrado, datado do ano 1008,
  • Manuscritos adicionais incluem o Pentateuco samaritano e a Peshitta, essa última uma tradução da Bíblia Cristã em Siríaco, a cópia conhecida mais antiga, datando do século II,

Diferenças entre manuscritos podem prover interpretações significantemente diferentes da Bíblia contemporânea.

Quem inventou a história de Adão e Eva?

Moisés descreve a Criação da Terra e de todas as formas de vida sobre ela. Adão e Eva partilham do fruto proibido e são expulsos do Jardim do Éden. Eles têm filhos.

Quem escreveu os 4 primeiros livros da Bíblia?

A sua autoria tem sido tradicionalmente atribuída ao grande líder hebraico Moisés, seja por judeus seja por cristãos. Também por isso chamado de ‘Lei de Moisés’, considera-se atualmente que o Pentateuco não pode ser obra apenas de um autor, não o sendo daquele, todavia.

Quem é o autor dos 5 primeiros livros da Bíblia?

Ao iniciarmos nossos estudos na teologia, um dos primeiros assuntos que podemos encontrar é o Pentateuco. Esse é um dos principais temas a serem estudados e podemos identificá-lo como o conjunto dos cinco primeiros livros da Bíblia: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.

A palavra Pentateuco tem origem do grego ” pentateuchos “, que significa “cinco recipientes” e, no judaísmo, esses cinco livros são conhecidos como Torah, O Pentateuco narra o princípio da revelação de Deus ao homem e a história da origem do povo de Israel. Nesses cinco livros, encontram-se textos sobre a criação do mundo, a entrega da Terra Prometida para o povo de Abraão, o período de 40 anos de peregrinação do povo de Israel no deserto e os 10 mandamentos de Deus.

A autoria dos textos de Pentateuco é apontada para Moisés, que, além de autor, foi um dos principais personagens dos acontecimentos narrados nesses cinco livros. Existem evidências apontando sua autoria no Novo Testamento, tanto por referências feitas por Paulo, quanto por Jesus.

Qual foi o primeiro livro a ser escrito?

Quem inventou o livro? O formato de livro como conhecemos hoje, o chamado códice, não é e nunca foi o único existente. Antes dessa encadernação de capa e páginas montadas em sequência, houve outras formas. Atualmente, também há novidades, como o áudio-livro e o livro eletrônico ( ebook ).

  1. Os primeiros livros foram criados pelo povo sumério, quando este começou a escrever em tabletes de argila, por volta do ano 3.200 a.C.
  2. Na Mesopotâmia, atual Iraque.
  3. O conteúdo, naquela época, era composto por leis, assuntos administrativos e religiosos, lendas e até poesia.
  4. A característica fundamental de um livro é ser portátil.

Por isso não valem como livros as inscrições em rochas”, explica Aníbal Bragança, professor do Departamento de Estudos Culturais e Mídia da Universidade Federal Fluminense e pesquisador em Produção Editorial. Com o tempo, o livro ficou mais leve graças à descoberta de outros materiais, como o papiro, obtido a partir de uma planta egípcia, e o couro de animais, dos quais o produto mais conhecido é o pergaminho.

  • A região de Pérgamo (onde hoje é a Turquia) desenvolveu o pergaminho por causa de uma proibição de importar papiro.
  • Ela e Alexandria disputavam o posto de possuidoras da maior biblioteca do mundo conhecido.
  • Para dificultar o crescimento da concorrente, o rei egípcio Ptolomeu V proibiu a exportação do papiro para aquele local.

Nessa época, o formato comum era o rolo ou o volume, feito de folhas de pergaminho coladas lado a lado. Essa colagem era depois enrolada em dois bastões de madeira ou marfim. Assim, as pessoas poderiam ler o pergaminho da mesma maneira como estavam acostumadas com o papiro, ou seja, desenrolando de um lado e enrolando de outro.

  1. O papel chegou à Europa trazido da China por mercadores árabes apenas no século 12 e, mesmo com o novo suporte, os livros continuavam a ser manuscritos, copiados por monges.
  2. O trabalho era cansativo e um exemplar podia levar até mais de um ano para ficar pronto.
  3. Isso só mudou na década de 1450, quando o alemão Gutemberg inventou a prensa e os tipos móveis, o que trouxe rapidez à produção do livro.
See also:  Qual A ImportNcia Da GináStica De Condicionamento FíSico?

A primeira obra impressa por ele foi a Bíblia. Foi também este o primeiro livro que chegou ao Brasil, trazido pelos colonizadores. “Depois disso, os jesuítas trouxeram obras para suas missões e seus conventos, inclusive para ensinar e catequizar”, diz o professor Aníbal.

  • Como em todos os países, também havia censura em Portugal, especialmente por parte da Igreja, e isso se refletia no Brasil.
  • Assim, os livros censurados só podiam circular por aqui de maneira clandestina.
  • Os outros entravam livremente, trazidos pelos colonizadores, pelos brasileiros que iam estudar em Portugal e em outros países, e pelos comerciantes.

No entanto, os livros só puderam ser feitos no Brasil a partir de 1808, quando a família Real portuguesa se mudou para cá e trouxe uma máquina impressora. Antes disso, era crime ter uma tipografia no país. : Quem inventou o livro?

Quem escreveu o último livro da Bíblia?

Quem escreveu esse livro? – O autor de Apocalipse é o Apóstolo João, o amado discípulo de Jesus Cristo. O Livro de Mórmon afirma que João foi preordenado para escrever as coisas registradas no livro de Apocalipse (ver 1 Néfi 14:18–27 ; Éter 4:16 ).

Qual foi o primeiro livro a ser escrito na Bíblia?

O Livro de Gênesis – O livro de Gênesis é o primeiro dos cinco livros escritos por Moisés. Ele cobre aproximadamente vinte e cinco mil anos de história—mais do que todo o restante da Bíblia, inclusive o Novo Testamento! Muitas das histórias mais famosas da Bíblia se encontram em Gênesis, como a Queda de Adão e Eva, Caim mata Abel, Noé e o Dilúvio, a construção da Torre de Babel, Abraão quase oferece seu filho Isaque em sacrifício, e José é vendido para o Egito.

Quando foi escrito o livro de Gênesis?

O livro do Gênesis é o primeiro livro da Bíblia, mas não o primeiro a ser escrito. Aliás, todo ele é um retalho de tradições de várias épocas. O livro inicia com a palavra hebraica bereshit, que significa no princípio; o grego, por sua vez, a traduziu por gênesis, da qual deriva o nome do livro.

  • A palavra gênesis significa origem, nascimento.
  • Foi assim chamado porque nele encontramos relatos ou narrativas sobre a origem da vida, do mundo e do povo de Israel.
  • Essas narrativas não são históricas, são antes de tudo reflexões do povo sobre suas origens e a origem das coisas.
  • Seu interesse não é “dar uma explicação científica ou histórica sobre o passado, mas contar o passado para explicar a realidade que se vive no presente”.

Podemos dividir o Gênesis em duas grandes partes: A primeira parte, podemos chamá-la de “as origens” (capítulos 1-11): relata as origens do mundo, da vida e dos diversos povos; apresenta o valor que devemos dar à obra de Deus. A natureza, a vida e a pessoa humana, tudo obra de Deus.

  1. A segunda parte (capítulos 12-50) trata da história dos patriarcas e matriarcas, personagens importantes do mundo bíblico.
  2. Esta parte pode ser subdividida em três blocos: Abraão e Sara (12-25); Jacó e seus filhos (26-36); José e seus irmãos (37-50).
  3. O Gênesis, assim como os outros livros bíblicos, não foi escrito na época em que as coisas aconteceram.

A literatura bíblica não é jornalismo que divulga os fatos quase ao mesmo tempo em que acontecem. Nem propriamente história no sentido moderno, com provação científica. O livro ficou pronto com a forma que o conhecemos hoje lá pelo ano 400 AC. O livro do Gênesis levou em torno de quinhentos anos para chegar como o conhecemos.

  1. Foi elaborado praticamente em três momentos importantes: durante o reinado do rei Salomão (971-931 AC); durante o período entre 800-700 AC; durante o período do exílio na Babilônia e do pós-exílio (585-400 AC).
  2. É neste último período que recebeu os últimos acréscimos e retoques.
  3. As histórias e narrativas das famílias, dos clãs e das tribos, gradativamente essas “histórias particulares” foram sendo reelaboradas, agrupadas e costuradas, formando o livro que temos na Bíblia.

Por isso, encontramos no livro algumas repetições e até contradições, além do contorno que receberam dos últimos redatores, que são os sacerdotes ligados ao templo de Jerusalém, no período pós-exílico.

Quem escreveu Gênesis 3?

Gênesis 3, junto com o capítulo 2, seria um texto saído da escrita do autor Javista.

Quem é o autor dos cinco primeiros livros da Bíblia?

Ao iniciarmos nossos estudos na teologia, um dos primeiros assuntos que podemos encontrar é o Pentateuco. Esse é um dos principais temas a serem estudados e podemos identificá-lo como o conjunto dos cinco primeiros livros da Bíblia: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.

  • A palavra Pentateuco tem origem do grego ” pentateuchos “, que significa “cinco recipientes” e, no judaísmo, esses cinco livros são conhecidos como Torah,
  • O Pentateuco narra o princípio da revelação de Deus ao homem e a história da origem do povo de Israel.
  • Nesses cinco livros, encontram-se textos sobre a criação do mundo, a entrega da Terra Prometida para o povo de Abraão, o período de 40 anos de peregrinação do povo de Israel no deserto e os 10 mandamentos de Deus.

A autoria dos textos de Pentateuco é apontada para Moisés, que, além de autor, foi um dos principais personagens dos acontecimentos narrados nesses cinco livros. Existem evidências apontando sua autoria no Novo Testamento, tanto por referências feitas por Paulo, quanto por Jesus.

Quais são os autores que escreveram a Bíblia?

Lembrando que dois de seus autores, Mateus e João, foram apóstolos de Jesus. Os outros dois, Marcos e Lucas, por sua vez, construíram a narrativa colhendo os testemunhos dos apóstolos’, explica. Maerki vê diferenças estilísticas fundamentais nestes quatro textos.