Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Quando Vai Ser O Fim Do Mundo?

Qual a data prevista para o fim do mundo?

Dia do fim do mundo: 22 de agosto.

O que vai acontecer 23 de setembro de 2023?

O equinócio de primavera marca o início de uma nova estação, trazendo temperaturas mais amenas para o hemisfério sul do planeta. A primavera de 2023 começa hoje, sábado dia 23 de setembro, exatamente às 3h50 da madrugada.

O que vai acontecer no dia 23 de abril de 2023?

Datas comemorativas do dia 23 de Abril de 2023: Dia de São Jorge. Dia Mundial do Escoteiro.

O que é considerado o fim do mundo?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Representação artística de um asteroide ao colidir com o planeta Terra, Um asteroide com um impacto de um bilhão de bombas atômicas pode ter causado a extinção dos dinossauros, Fim do mundo é um evento futuro hipotético que tem o potencial para prejudicar ou extinguir a humanidade e/ou qualquer outra forma de vida no planeta Terra,

  • Entre os potenciais riscos catastróficos globais estão, entre outros, uma inteligência artificial hostil, as armas de nanotecnologia, as alterações climáticas, a guerra nuclear e as pandemias,
  • Pesquisadores têm dificuldade em estudar a extinção humana diretamente, uma vez que algo assim nunca aconteceu.

Apesar disto não significar que a extinção humana não vai acontecer no futuro, criar modelos de riscos existenciais é algo complexo, em parte devido ao viés de sobrevivência,

O que vai acontecer em setembro de 2023?

O mês de setembro de 2023 é marcado por um feriado nacional já na sua segunda semana. No dia 7 de setembro, o Brasil comemora o Dia da Independência, data que marca os 201 anos do episódio contado nos livros de história no qual Dom Pedro I deu o ‘grito às margens do Ipiranga’.

O que vai acontecer quando Deus voltar?

11. Fim dos tempos Depois de ter dito isso, Jesus foi levado para o céu diante deles. Então uma nuvem o cobriu, e eles não puderam vê-lo mais. Eles ainda estavam olhando firme para o céu enquanto Jesus subia, quando dois homens vestidos de branco apareceram perto deles e disseram: — Homens da Galileia, por que vocês estão aí olhando para o céu? Esse Jesus que estava com vocês e que foi levado para o céu voltará do mesmo modo que vocês o viram subir.

(Atos 1.9-11) Você já se perguntou sobre como será estar vivo quando Jesus voltar e este mundo chegar ao fim? Todo mundo parece ter algum pensamento, ideia ou teoria sobre o fim do mundo. Até existem grupos que corajosamente afirmam prever com exatidão quando o fim do mundo vai ocorrer, o que tem se repetido múltiplas vezes durante toda a história! Nós podemos ter certeza quanto a uma coisa: seja qual for a previsão, ela está errada! E Jesus terminou, dizendo: — Mas ninguém sabe nem o dia nem a hora em que tudo isso vai acontecer, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas somente o Pai.

(Marcos 13.32) Então, o que é possível saber sobre o retorno de Jesus? ​ ​ 11.1 O que a Bíblia diz sobre a segunda vinda de Jesus? Muitas coisas, na verdade! Para começar, nós sabemos que Jesus retornará de maneira similar à sua partida. Ou seja, que todos o verão e saberão instantaneamente do seu retorno.

E a nós é pedido que estejamos preparados para enfrentar ensinos falsos conforme o fim do mundo se aproxima. (Jesus disse:) Porque aparecerão falsos profetas e falsos messias, que farão milagres e maravilhas para enganar, se possível, até o povo escolhido de Deus. Prestem atenção! Eu estou lhes dizendo tudo isso, antes que aconteça.

Jesus disse: — Depois daqueles dias de sofrimento, o sol ficará escuro, e a lua não brilhará mais. As estrelas cairão do céu, e os poderes do espaço serão abalados. Então o Filho do Homem aparecerá descendo nas nuvens, com grande poder e glória. Ele mandará os anjos aos quatro cantos da terra e reunirá os escolhidos de Deus de um lado do mundo até o outro.

Tendo em vista os falsos profetas e falsos messias sobre os quais Deus nos alerta, por que é mais importante do que nunca participar do culto regularmente e ser ativo no estudo da Bíblia e nas orações?

​ 11.2 O que Jesus vai fazer quando ele voltar? A Bíblia ensina que quando Jesus voltar ele fará uma porção de coisas.1. Ele trará os mortos de volta à vida: Porque haverá o grito de comando, e a voz do arcanjo, e o som da trombeta de Deus, e então o próprio Senhor descerá do céu.

Aqueles que morreram crendo em Cristo ressuscitarão primeiro. (1Tessalonicenses 4.16) 2. Ele irá julgar todas as pessoas: Porque todos nós temos de nos apresentar diante de Cristo para sermos julgados por ele. E cada um vai receber o que merece, de acordo com o que fez de bom ou de mau na sua vida aqui na terra.

(2Coríntios 5.10) 3. Ele dará um fim a este mundo cheio de problemas e criará um novo céu e uma nova terra que serão perfeitos: Porém Deus prometeu, e nós estamos esperando um novo céu e uma nova terra, onde tudo será feito de acordo com a vontade dele.

Conversem sobre o consolo que nós encontramos nas promessas de Deus de que, por toda a eternidade, nós estaremos reunidos com as pessoas a quem amamos e morreram estando na fé. Quais problemas do presente você espera ansiosamente ver Jesus remover da sua vida quando ele voltar?

​ 11.3 Quando Jesus voltar o que acontecerá aos que creem? Quando Jesus voltar, ele irá curar e transformar instantaneamente os corpos de os cristãos e os fará imortais. Ele reunirá o espírito daqueles que já morreram estando na fé aos seus corpos ressuscitados, perfeitos.

Nós desfrutaremos de paz e felicidade num bem-estar que jamais acaba, vivendo com Deus. Mas nós somos cidadãos do céu e estamos esperando ansiosamente o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que virá de lá. Ele transformará o nosso corpo fraco e mortal e fará com que fique igual ao seu próprio corpo glorioso, usando para isso o mesmo poder que ele tem para dominar todas as coisas.

(Filipenses 3.20-21) ​ Para pensar

Por que esse futuro prometido é muito melhor do que viver para sempre neste mundo?

Aprofundando

A volta de Jesus (vídeo da série “Fundamentos” de CPT – Cristo para Todos) “Judgment Day” for the believer (áudio em inglês) “Are These the Last Days” (audio em inglês)

​ 11.4 O que exatamente acontece quando alguém que crê morre? Um das passagens mais famosas da Escritura sobre esse tópico é aquela em que o ladrão na cruz, ao lado de Jesus, confessou a sua culpa e orou: “Jesus, lembre de mim quando o senhor vier como Rei!” Jesus respondeu: “Eu afirmo a você que isto é verdade: hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23.42-43).

Por meio dessa promessa, Jesus revelou que a nossa alma estará instantaneamente com ele no momento em que morrermos. Essa verdade é uma alegria eterna que não devemos esquecer jamais. Ainda que eu ande por um vale escuro como a morte, não terei medo de nada. Pois tu, ó Senhor Deus, estás comigo; tu me proteges e me diriges.

Preparas um banquete para mim, onde os meus inimigos me podem ver. Tu me recebes como convidado de honra e enches o meu copo até derramar. Certamente a tua bondade e o teu amor ficarão comigo enquanto eu viver. E na tua casa, ó Senhor, morarei todos os dias da minha vida.

Que consolo especial a promessa de Jesus a um criminoso, que chegou à fé momentos antes da sua morte, oferece a alguém que está sofrendo devido à culpa por causa da maneira como essa pessoa viveu?

​ Aprofundando

“Tipos de morte” (vídeo da série “Fundamentos” de CPT – Cristo para Todos) “Vida após a morte – Ressurreição” (áudio do Programa Companheiros de Jornada da Rádio Cristo para Todos) “Quando será o julgamento dos mortos?” – Artigo da Hora Luterana “Death, Then What?” é um estudo em inglês baseado em vídeo com guia de estudo escrito que examina essa questão em profundidade. “What Happens When I Die?” (livrete em inglês) “What Will Happen When I Die?” (áudio em inglês) “The State of the Soul After Death” (áudio em inglês)

​ 11.5 Toda essa conversa sobre o fim do mundo e o julgamento futuro soa assustadora. Eu deveria ter medo? Em Cristo, não há o que temer. Se você lamenta pelos seus pecados e confia no perdão de Deus por causa do sacrifício de Jesus Cristo, não há necessidade para temer o fim do mundo.

Esse dia será um dia de muita alegria porque o nosso salvador Jesus voltará para restaurar a criação e todos os que creem. Jesus terminou, dizendo: — Quando o Filho do Homem vier como Rei, com todos os anjos, ele se sentará no seu trono real. Todos os povos da terra se reunirão diante dele, e ele separará as pessoas umas das outras, assim como o pastor separa as ovelhas das cabras.

Ele porá os bons à sua direita e os outros, à esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: “Venham, vocês que são abençoados pelo meu Pai! Venham e recebam o Reino que o meu Pai preparou para vocês desde a criação do mundo. (Mateus 25.31-34) Pela fé em Jesus não há nada a perder e temos tudo a ganhar com o retorno de Cristo no fim dos tempos.

“Ser humano diante da morte: medo ou tranquilidade?” (áudio do Programa Revista CPT da Rádio Cristo para Todos) “A morte na perspectiva cristã” (áudio do Programa Revista CPT da Rádio Cristo para Todos) “Should Christians Fear Judgment Day?” (áudio em inglês)

​ 11.6 O que acontecerá com as pessoas que não acreditam em Jesus Cristo como Salvador? Aqueles que rejeitam Cristo receberão a punição eterna no inferno. É por isso que os cristãos estão tão decididos a compartilhar a Boa Notícia de Jesus: para que as pessoas conheçam a obra de amor de Jesus por todos.

Afinal, Deus, o nosso Salvador, “quer que todos sejam salvos e venham a conhecer a verdade” (1Timóteo 2.4). Depois ele (o Rei) dirá aos que estiverem à sua esquerda: “Afastem-se de mim, vocês que estão debaixo da maldição de Deus! Vão para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos! (Mateus 25.41) A morte corporal é resultado do pecado.

Na morte de um descrente, o seu espírito deixa o seu corpo e sofre a dor e o tormento eternos do inferno, enquanto aguarda o retorno de Jesus no Dia do Julgamento, quando o corpo será ressuscitado e unido novamente à alma para sofrer no inferno para sempre.

Muitos dos que já tiverem morrido viverão de novo: uns terão a vida eterna, e outros sofrerão o castigo eterno e a desgraça eterna. (Daniel 12.2) Pode ser difícil aceitar que um Deus de amor puniria as suas criaturas de modo tão horrível. Mas a Bíblia é absolutamente direta quanto a isso; ela não deixa dúvidas ou alguma ideia ilusória.

Deus é absolutamente santo e justo. Ele demonstrou a sua graça e o seu amor ao providenciar um Salvador. Mas quando uma pessoa por quem Cristo morreu rejeita o caminho da salvação, então Deus, de modo justo, condena a pessoa à punição eterna do inferno.

See also:  Como Saber Quanto Tempo De Gravidez?

A tentação de ignorar a advertência de Deus sobre o inferno é bem similar ao primeiro pecado da humanidade. Deus advertiu Adão sobre comer a fruta proibida: “Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá” (Gênesis 2.17). Satanás contradisse a advertência de Deus diretamente: “Vocês não morrerão coisa nenhuma!” (Gênesis 3.4). Eva acreditou em Satanás, e a morte tem afligido a humanidade desde então. Qual é a semelhança entre “vocês não morrerão coisa nenhuma” e “o inferno não existe”?

​ Aprofundando

“How Can a Loving God send people to Hell?” (áudio em inglês) “Who Goes to Hell?” (áudio em inglês)

​ 11.7 Quando o meu destino eterno é decidido? Depois da morte não há qualquer oportunidade de mudar a condição de alguém, ou de se conseguir uma segunda chance, ou de receber qualquer oferta de graça e perdão. Para os mortos ressuscitados, o Julgamento Final é simplesmente o grand finale deste mundo presente.

O destino eterno deles já foi anunciado individualmente no momento da morte deles. No Julgamento Final aquela sentença será confirmada publicamente e estendida ao corpo ressuscitado também. Aquele que continua na fé até o fim não tem qualquer coisa a temer quanto à sua alma depois da morte, nem quanto ao corpo nem quanto à alma no Dia do Julgamento.

(Jesus disse:) Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. (Marcos 16.16) ​ Para pensar

De que maneira a determinação do nosso destino eterno no momento da nossa morte realça a importância de nos agarrarmos ao perdão de Deus em Jesus Cristo agora, ao invés de esperar para fazer isso numa data futura?

​ 11.8 Então, se eu confiar em Jesus, meu corpo realmente vai ressuscitar do túmulo? Sim! Nós repetimos esta promessa de Deus a cada culto por meio de uma das declarações de fé antigas (os credos). Essa é a razão também pela qual Jesus é muitas vezes chamado de “o Primogênito dos mortos” (Apocalipse 1.5).

A verdade é que todas as pessoas vão ressuscitar dos mortos, crentes e descrentes, da mesma forma. Os crentes serão recebidos na alegria do céu, mas o futuro para o descrente ressuscitado é o oposto. (Jesus disse:) Não fiquem admirados por causa disso, pois está chegando a hora em que todos os mortos ouvirão a voz do Filho do Homem e sairão das suas sepulturas.

Aqueles que fizeram o bem vão ressuscitar e viver, e aqueles que fizeram o mal vão ressuscitar e ser condenados. (João 5.28-29) Mas nós somos cidadãos do céu e estamos esperando ansiosamente o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que virá de lá. Ele transformará o nosso corpo fraco e mortal e fará com que fique igual ao seu próprio corpo glorioso, usando para isso o mesmo poder que ele tem para dominar todas as coisas.

  1. Filipenses 3.20-21) Escutem bem este segredo: nem todos vamos morrer, mas todos nós vamos ser transformados, num instante, num abrir e fechar de olhos, quando tocar a última trombeta.
  2. Ela tocará, os mortos serão ressuscitados como seres imortais, e todos nós seremos transformados.
  3. 1Coríntios 15.51-52) Muitos dos que já tiverem morrido viverão de novo: uns terão a vida eterna, e outros sofrerão o castigo eterno e a desgraça eterna.

(Daniel 12.2) ​ 11.9 Eu terei um corpo no céu? O livro de Gênesis descreve o jardim do Éden como um lugar onde Adão e Eva caminhavam e conversavam na presença de Deus, em um mundo físico. A Bíblia descreve o novo céu e a nova terra de maneira bem parecida com esse lugar: um lugar físico glorioso onde nós viveremos com nosso corpo ressuscitado.

Mas alguém dirá: “Como é que os mortos ressuscitam? E com que corpo virão?” Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscita em poder. (1Coríntios 15.35, 42-43). Deus descreve este mundo perfeito, no qual nós viveremos para sempre, tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento: “Pois eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passa das, jamais haverá memória delas.

Exultem e alegrem-se para sempre no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém alegria e para o seu povo, exultação. Eu me alegrarei por causa de Jerusalém e exultarei no meu povo, e nunca mais se ouvirá nela nem voz de choro nem de clamor. Não haverá mais nela criança que viva somente alguns dias, nem velho que não complete os seus dias.

  • O lobo e o cordeiro pastarão juntos, e o leão comerá palha como o boi; pó será a comida da serpente.
  • Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte”, diz o Senhor.
  • Isaías 65.17-20, 25) Então vi um novo céu e uma nova terra.
  • O primeiro céu e a primeira terra desapareceram, e o mar sumiu.
  • E vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia do céu.

Ela vinha de Deus, enfeitada e preparada, vestida como uma noiva que vai se encontrar com o noivo. Ouvi uma voz forte que vinha do trono, a qual disse: — Agora a morada de Deus está entre os seres humanos! Deus vai morar com eles, e eles serão os povos dele.

  • O próprio Deus estará com eles e será o Deus deles.
  • Ele enxugará dos olhos deles todas as lágrimas.
  • Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor.
  • As coisas velhas já passaram.
  • Aquele que estava sentado no trono disse: — Agora faço novas todas as coisas! E também me disse: — Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e merecem confiança.

(Apocalipse 21.1-5) ​ Para pensar

De que maneira essas passagens bíblicas traçam um contraste entre o mundo presente e o mundo glorioso que Jesus criará quando ele voltar? Quais as coisas que hoje nos causam sofrimento e que desaparecerão para sempre?

Aprofundando ​ 11.10 Qual é a melhor maneira de viver até este dia chegar? Com fé na Palavra de Cristo nós estamos a salvo, independentemente se o mundo terminar amanhã, ou se nós morrermos num acidente de carro hoje à noite. Portanto, como cristãos nós podemos viver numa feliz espera pelas coisas maravilhosas que estão por vir e compartilhar a nossa esperança com tantos quantos nos derem ouvidos.

  • Jesus disse:) Não tenham medo do que vocês vão sofrer.
  • Escutem! O Diabo vai pôr na prisão alguns de vocês para que sejam provados e sofram durante dez dias.
  • Sejam fiéis, mesmo que tenham de morrer; e, como prêmio da vitória, eu lhes darei a vida.
  • Apocalipse 2.10) Então ele (Jesus) disse: — Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas.

Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. (Marcos 16.15-16) ​ ​ Aprofundando

Se você gostaria de aprender mais sobre o livro de Apocalipse, veja o estudo bíblico em vídeo, “Explorando as Coisas Assustadoras do Livro de Apocalipse”, traduzido em português, disponível no Youtube, clicando ou tocando aqui,

O que vai acontecer no dia 24 de abril de 2023?

Dia nacional da língua brasileira de sinais, 24 de abril.

O que a Bíblia fala sobre o fim do mundo?

A Bíblia diz que o mundo tal como conhecemos terá um fim. Deus prometeu que exterminará todo o mal e fará nova todas as coisas ( 5 Aquele que estava assentado no trono disse: “Estou fazendo novas todas as coisas!” E acrescentou: “Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e dignas de confiança”.”>Apocalipse 21:5 ). Há relatos acerca dos eventos conjugados ao fim em vários livros da Bíblia. ‘Apocalipse’ é um termo grego que significa “revelação” e não “fim do mundo”. Portanto, o último livro das Escrituras, relata a revelação que Jesus Cristo deu acerca dos tempos do fim, através do apóstolo João. Além das revelações descritas neste livro, também encontramos noutros livros do Antigo e Novo Testamentos profecias sobre o fim.

O que vai acontecer 22 de setembro?

Por que existe o Dia Mundial sem Carro? – Com o crescimento da e da nas sociedades do mundo todo, difundiu-se em grande parte o uso do automóvel como meio principal de locomoção. As pessoas utilizam esse instrumento para o deslocamento entre diferentes lugares, muitos deles distantes entre si. Quando Vai Ser O Fim Do Mundo No Dia Mundial Sem Carro, a expectativa é a redução da emissão de poluentes na atmosfera. Esse aumento na utilização de automóveis, se facilita a vida de um lado, acarreta problemas por outro, pois aumenta o consumo de e, consequentemente, gera mais poluentes para a atmosfera, principalmente o gás carbônico (CO 2 ).

  • Esse gás é considerado por muitos cientistas um dos principais responsáveis pela intensificação do e o agravamento do,
  • Em razão desse problema, foi criado o Dia Mundial sem Carro, celebrado em 22 de setembro.
  • O primeiro país a comemorar essa data foi a França, no ano de 1997.
  • A partir daí, gradativamente vários outros lugares passaram a celebrá-la, principalmente em razão da atuação de grupos ambientalistas e também de ativistas que lutam também por uma melhor mobilidade urbana.

Nos anos 2000, várias nações europeias já haviam difundido essa prática, inclusive com a Jornada Internacional “Na Cidade, sem meu Carr o “, criada pela, Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉 No Brasil, desde 2001, movimentos ambientalistas e cicloativistas colocam a prática do Dia Mundial sem Carro em atividade, não tão somente deixando o uso do automóvel, mas promovendo incentivos para que as pessoas utilizem meios alternativos de deslocamento nas cidades, principalmente com o uso da bicicleta para percorrer certas distâncias. Quando Vai Ser O Fim Do Mundo O excesso de veículos gera poluição e prejudica a mobilidade urbana. Dessa forma, o principal objetivo do Dia Mundial sem Carro, como o seu próprio nome indica, é estabelecer um dia em que as pessoas apenas utilizem os seus automóveis em caso de real necessidade, procurando o uso de transportes de massa ou de bicicletas.

O que vai acontecer dia 20 de abril 2023?

Eclipse solar de 20 de abril de 2023 – Wikipédia, a enciclopédia livre Eclipse parcial vista a partir da, O eclipse solar de 20 de abril de 2023 foi um, A totalidade deste eclipse foi visível na, partes orientais do, bem como na e partes da na, A fase parcial do eclipse pôde ser vista em grande parte do, partes da, na na e na, É o eclipse número 52 na série 129 e teve 1.0132.

Que aconteceram em 2023?

2023

Evento Data Hora
Balança/equinócio 23 de setembro 06:50
Escorpião 23 de outubro 16:21
Sagitário 22 de novembro 14:03
inverno no hemisfério norte e verão no hemisfério sul

O que vai acontecer no dia 13 de abril de 2023?

Dia do hino nacional brasileiro, 13 de abril.

Quantas vezes o mundo se acabou?

A vida na Terra praticamente acabou 5 vezes. Isso só no último meio bilhão de anos. A mais conhecida dessas fases de extinção em massa aconteceu há 65 milhões de anos.

O que pode provocar o fim do mundo?

Mudança climática – O aquecimento global causado pela atividade humana é uma das ameaças mais reais do fim do mundo. Quando Vai Ser O Fim Do Mundo Os eventos extremos causados pelas alterações climáticas são considerados um dos principais fatores desencadeantes de um hipotético apocalipse global. Os autores do estudo sublinham a urgência do problema, que poderá levar ao despovoamento de alguns países pobres e provocar um aumento acentuado da fome. Probabilidade de ocorrência: 0.01%

See also:  Onde Assistir Sao Paulo E Atletico Goianiense?

Como vai ser o dia do juízo final?

SÉRIE JUÍZO FINAL – A vida de todo ser humano tem um fim. Pensar na morte é algo que está em extinção no mundo contemporâneo. Temos medo do que não conhecemos e não vemos. Somos uma sociedade presa aos sentidos e, com isso, colocamos a nossa confiança no que vemos e ouvimos, mas esquecemos que a vida é como um sopro e a morte para o cristão católico é o encontro com o Senhor da nossa vida. Quando Vai Ser O Fim Do Mundo Introduzidos por essa realidade, podemos entender o que a Igreja ensina sobre o Juízo Final. Diz o Catecismo da Igreja Católica(CIC): “O Juízo final terá lugar quando acontecer a vinda gloriosa de Cristo. Só o Pai sabe o dia e a hora, só Ele decide sobre a sua vinda.

  1. Pelo seu Filho Jesus Cristo.
  2. Ele pronunciará então a sua palavra definitiva sobre toda a história.
  3. Nós ficaremos a saber o sentido último de toda a obra da criação e de toda a economia da salvação, e compreenderemos os caminhos admiráveis pelos quais a sua providência tudo terá conduzido para o seu fim último.

O Juízo final revelará como a justiça de Deus triunfa de todas as injustiças cometidas pelas suas criaturas e como o seu amor é mais forte do que a morte” (CIC 1040). Todos os homens e mulheres comparecerão perante o tribunal do Senhor no dia do Juízo. A certeza de que todos, os vivos e os mortos, nos encontraremos perante o Senhor não pode ser para nós fonte de medo ou de desespero. “A mensagem do Juízo final é um apelo à conversão, enquanto Deus dá ainda aos homens «o tempo favorável, o tempo da salvação» (2 Cor 6, 2).

  • Ela inspira o santo temor de Deus, empenha na justiça do Reino de Deus e anuncia a «feliz esperança» ( Tt 2, 13) do regresso do Senhor, que virá «para ser glorificado nos seus santos, e admirado em todos os que tiverem acreditado» (2 Ts 1, 10) (CIC 1041).
  • Saber que o Senhor virá e julgará a todos nós não nos leva a uma vida fora de órbita, longe do mundo, mas nos implica a busca de uma vida santa aqui na terra.

O Senhor que encontraremos no dia do Juízo Final precisa ser o amigo que conhecemos aqui na terra e que não nos é estranho. Afirma o Joseph Ratzinger: “Não será um estranho que nos julgará, e sim aquele que conhecemos pela fé. Assim, o juiz não surgirá diante de nós como um ser totalmente desconhecido, será um de nós, que conhece e sofreu a existência humana em seu íntimo.

Dessa maneira brilha sobre o juízo final a aurora da esperança; não será apenas o dia da ira, será o dia da volta do Senhor Naquele dia do temor, o cristão perceberá surpreso que aquele a quem ‘foi dado todo o poder no céu e sobre a terra’ (Mt 28,18) foi, na fé, o companheiro de seus dias na terra, e é como lhe impusesse as mãos já agora, nas palavras do Símbolo, para dizer: Não tenhas medo, sou eu” ( Introdução ao Cristianismo, pág.240).

Leia também: :: Como podem existir dois juízos? Um particular e um final? :: A misericórdia triunfa sobre o julgamento “O desfecho do mundo não depende de nós, está nas mãos de Deus. Mas, ao mesmo tempo, o cristão sabe também que essa libertação não é incondicional, que Deus não o deixa simplesmente brincar, sem levar a sério o que ele faz.

Ele sabe que precisa corresponder, que terá de prestar contas dos dons que lhe foram confiados. Só existe responsabilidade quando há alguém que pergunta e cobra. E é o artigo do julgamento que coloca infalivelmente diante de nós esse questionamento de nossa vida” (Joseph Ratzinger, Introdução ao Cristianismo, pág.239).

Não tenhamos medo. As injustiças deste mundo não imperará sobre o juízo definitivo das nossas vidas. Quem nos julgará é o Senhor, e nos julgará com o amor. Assim como um Pai que corrige os filhos porque ama, o Senhor nos julgará porque nos ama. A igreja não nos amedronta com o ensinamento sobre o Juízo Final, mas nos educa, mostrando-nos que a nossa vida exige responsabilidade e que é o que vivemos no hoje que será a matéria a ser julgada pelo Senhor, a fim de definir o destino de nossas almas. Quando Vai Ser O Fim Do Mundo

O que aconteceu no dia 26 de setembro?

No Brasil, o dia 26 de setembro é celebrado devido ao fato desta data lembrar a inauguração da primeira escola para Surdos no país em 1857, com o nome de Instituto Nacional de Surdos Mudos do Rio de Janeiro, atual INES-Instituto Nacional de Educação de Surdos.

O que aconteceu no dia 20 de setembro?

20 de Setembro – Dia da Revolução Farroupilha – Prefeitura Municipal de Farroupilha.

Que Lua é hoje dia 2 de setembro 2023?

Lua Quarto Minguante – fases da Lua em setembro de 2023.

Quantas trombetas já se tocaram?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Escatologia cristã
Diferenças escatológicas
Metodologia

/td>

O Milênio

/td>

Textos Bíblicos

/td>

Termos chave

/td>

Israel & A Igreja

/td> Portal do cristianismo

  • v
  • d
  • e

As sete trombetas ou trombetas apocalípticas são tocadas, uma por vez, para eventos de fila apocalípticos que foram vistos na visão da revelação de Jesus Cristo, para João, como está escrito no Livro de Apocalipse do Novo Testamento, As sete trombetas são tocadas por sete anjos e os eventos que se seguem são descritas em detalhes a partir de Apocalipse capítulo 8 a 11. Os sete anjos e as sete trombetas, e o anjo com um incensário.

Quando Jesus disse que ia voltar?

“Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.” João 14:2-3 A doutrina da volta de Cristo é conhecida como doutrina dos últimos dias, a última trombeta, escatologia, apocalipse, final dos tempos, arrebatamento da Igreja.

  1. São situações, termos e doutrinas que tratam da volta de Jesus, do reino milenar, de quando Satanás vai dominar a Terra e do juízo final.
  2. Mas é importante conhecer o que a Bíblia diz sobre a volta do Messias e das situações relacionadas a esse grande acontecimento.
  3. O Antigo Testamento faz várias reverências à glória do reino de Cristo, em termos que não foram cumpridos em sua primeira vinda, como em I Samuel 7.16, Salmos 2 e 72, bem como nos livros dos profetas Isaías, Jeremias, Miqueias e em Daniel 7, que é bem claro em relação à vinda gloriosa do Senhor Jesus.

Já no Novo Testamento existem mais de 250 referências a esse acontecimento. O próprio Jesus falou da sua volta, como nos mostra o Evangelho de João 14, quando Ele próprio diz que vai preparar-nos uma casa, um lugar onde não haverá mortes, nem pranto, nem dor, nem desonestidade, nem traição, nem fofocas.

  1. Ele garantiu que vai preparar aquilo que Adão perdeu, um lugar com muitas moradas, onde seus filhos estarão sempre com Ele.
  2. Na sua vinda, Cristo irá completar os propósitos redentores de Deus, através dos séculos.
  3. Todos os inimigos de Deus, como o pecado, a morte e o Diabo serão removidos do mundo e uma nova ordem será estabelecida, na qual todos os propósitos do Senhor para a humanidade e a criação serão, finalmente, executados.

Quando voltar, Cristo irá julgar vivos e mortos. Seu juízo vindouro é ensinado tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Todos terão que se apresentar diante dEle na sua volta, quando serão julgados. Ainda que a Bíblia nos ensine sobre a volta de Jesus, é necessário estarmos atentos aos sinais de sua vinda.

No entanto, temos que evitar certas atitudes, para não cairmos em extremos, como, por exemplo, vivermos isolados do mundo e obcecados com os acontecimentos, ficando cegos a tudo que acontece à nossa volta. É preciso enxergar o grande poder de Deus, que tem domínio sobre todas as coisas. O principal motivo, pelo qual Jesus vai voltar, é por amor pela humanidade.

Ele mesmo virá buscar os seus. O Senhor vai voltar por amor, só por amor. Por amor aos seus, Jesus voltará para acabar com a morte, com a dor, com a miséria e com o sofrimento. Que o Senhor nos abençoe, para que estejamos sempre preparados para a sua volta.

  • Maranata! Pr.
  • Jorge Linhares www.getsemani.com.br Twitter: @_JorgeLinhares LEIA MAIS Saiba mais sobre o assunto no livro “Jesus Ele vai voltar”.
  • Pedidos: (31) 3491-2266, [email protected] ou www.editoragetsemani.com.br DIA DA BÍBLIA Para celebrar o Dia da Bíblia, que será comemorado neste domingo, o diretorio municipal da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) iniciou ontem 96 horas de leitura bíblica e oração ininterrupta, na praça Sete (ao lado do posto UAI), no centro de Belo Horizonte.

Até domingo, os voluntários vão ler toda a Bíblia. Quem quiser participar pode entrar em contato: www.celebracaodabiblia.com.br ou (31) 3224-1898 e 98647-4334. O Dia da Bíblia, que é comemorado no segundo domingo de dezembro, foi instituído pela Lei Federal 10.335/2001.

  • CONVITE O reverendo Emerson Ferraz convida para o culto de reinauguração do novo templo das Igreja Presbiteriana do Praia, em Contagem.
  • Será no dia 20 de dezembro, às 19h, na rua Raimundo Muniz, 46, bairro Praia.
  • ‘IMITE A JEOVÁ’ As Testemunhas de Jeová convidam para o encontro que se realizará no Salão de Assembleias de Betim, neste sábado e domingo, às 9h30.

O tema será “Imite a Jeová”. Rua Monsenhor Horta, 535, bairro Santo Afonso. Entrada franca. Informações: (31) 98732-7320.

O que acontece quando as sete trombetas tocam?

Interpretações – Na Escatologia cristã, as primeiras seis trombetas são usadas ​​para servir como um alerta para os pecadores sobre a Terra e um apelo ao arrependimento. Em sequência cada trombeta traz consigo uma praga de uma natureza mais desastroso do que a trombeta anterior.

  • As trombetas são utilizadas para construir a antecipação e diz ao leitor que algo está prestes a acontecer.
  • A sétima trombeta não traz nenhuma praga com ela, pelo contrário, ela é tocada de forma que a glória é dada a Deus e Seu reino é anunciado.
  • Em relação à segunda trombeta, apologistas cristãos especulam que a “grande montanha ardendo em fogo”, que mergulha no mar, no Apocalipse 08:08, é um evento de impacto por um possível objeto próximo a Terra, mas há quem diga que é um vulcão em erupção que acaba caindo no mar ou a sua lava cai no mar causando um enorme tsunami.

Mas há duas interpretações mais bíblicas: Uma consiste em dizer que será uma das montanhas que é citada no livro de Enoque cap 18, a mesma cai do céu, em um contexto terraplanista. E já a segunda afirma que será uma cidade flutuante em forma de um moinho, muito semelhante aos antigos: circulares e girantes, nesta mesma cidade habita demônios e toda espécie de ave imunda.

Eles usam o texto bíblico de Apocalipse 18. Também há quem diga que a terceira e a quinta e a sexta são simbólicas. E outra diz que todas são simbólicas e estão ligadas aos sete selos e sucedem no mesmo tempo que os sete selos acontecem, mas só é uma maneira de explicar os acontecimentos dos sete selos.

Como exemplo: Eles crêem que a estrela citada da terceira trombeta na verdade é um anjo que amarga as fontes da águas, gerando fome e sede, entrando em paralelo com o terceiro selo, ao qual apresenta uma figura que traz fome.

Quando vai ser a volta de Jesus?

Ninguém sabe, exatamente, quando Jesus voltará. O Catecismo da Igreja diz que: “O Juízo Final acontecerá por ocasião da volta gloriosa de Cristo. Só o Pai conhece a hora e o dia desse Juízo, só ele decide do seu advento” (n.1040). “Quanto àquele dia e àquela hora, ninguém os conhece, nem mesmo os anjos do céu, nem mesmo o Filho, mas, sim, o Pai só” (Mc 13,32).

  • Muitas especulações houve na história; e muitas marcaram o dia da volta de Jesus, mas todos erraram.
  • Por isso, a Igreja proíbe que alguém afirme o dia da volta de Cristo.
  • Muitos se enganaram sobre isso e levaram muitos outros ao engano e ao desespero.
  • Até grandes santos da Igreja erraram neste ponto.
  • Podemos citar alguns exemplos que Dom Estevão Bettencourt cita no seu curso de Escatologia: S.

Hipólito de Roma (†235) chegou a afirmar que o fim do mundo seria no ano 500. Previsões que não aconteceram Santo Irineu (†202) confirmava a tese do Ps Barnabé, de que o fim seria no ano 6000 após a criação do mundo. Santo Ambrósio (†397) e S. Hilário de Poitres (†367) apoiaram a mesma tese anterior.S.

Gaudêncio de Bréscia (†405) indicava o ano 7000 após a criação. No século V, com a queda de Roma (476), S. Jerônimo (†420), S. João Crisóstomo (†407) e S. Leão Magno (†461) defendiam que, face à queda de Roma, o fim do mundo estava próximo. No século VI e VII, S. Gregório Magno (†604) afirmava como próxima a vinda de Cristo.

No Concílio Universal de Latrão V, em 1516, foi decretado: “Mandamos a todos os que estão, ou futuramente estarão incumbidos da pregação, que de modo nenhum presumam afirmar ou apregoar determinada época para os males vindouros para a vinda do anticristo ou para o dia do juízo.

Com efeito, a Verdade diz: “Não toca a vós ter conhecimento dos tempos e momentos que o Pai fixou por Sua própria autoridade. Ninguém ouse predizer o futuro apelando para a Sagrada Escritura nem afirmar o que quer que seja, como se o tivesse recebido do Espírito Santo ou de revelação particular, nem ouse apoiar-se sobre conjecturas vãs ou despropositadas.

Cada qual deve, segundo o preceito divino, pregar o Evangelho a toda a criatura, aprender a detestar o vício, recomendar e ensinar a prática das virtudes, a paz e a caridade mútuas, tão recomendadas por nosso Redentor”. Em 1318, o Papa João XXII, condenando os erros dos chamados Fraticelli, proibiu que alguém preveja o fim do mundo e a volta de Cristo.

Curso de Escatologia – D. Estevão Bettencourt, págs.123/124). Falando sobre a Segunda Vinda de Cristo, o Papa João Paulo II disse em uma de suas catequeses: “A história caminha rumo à sua meta, mas Cristo não indicou qualquer prazo cronológico. Ilusórias e desviantes são, portanto, as tentativas de previsão do fim do mundo.

Cristo só nos assegurou que o fim não acontecerá antes que a Sua obra salvífica tenha alcançado uma dimensão universal através do anúncio do Evangelho: “Esta Boa Nova do Reino será proclamada em todo o mundo para dar testemunho diante de todos os povos.

  1. E então virá o fim” (Mt 24,14).
  2. O que diz o Catecismo da Igreja Católica? O Catecismo da Igreja diz que Jesus pode voltar a qualquer momento, mas ninguém sabe quando: “A partir da Ascensão, o advento de Cristo na glória é iminente, embora não nos ‘caiba conhecer os tempos e os momentos que o Pai fixou com sua própria autoridade’ (At 1,7).

Este acontecimento escatológico pode ocorrer a qualquer momento, ainda que estejam ‘retidos’ tanto ele como a provação final que há de precedê-lo” (n.673). O Catecismo diz também que depende do povo judeu aceitar Jesus como o Messias verdadeiro: “A vinda do Messias glorioso depende a todo momento da história do reconhecimento dele por “todo Israel”.

  • Uma parte desse Israel se “endureceu” (Rm 5) na “incredulidade” (Rm 11,20) para com Jesus.
  • São Paulo lhe faz eco: “Se a rejeição deles resultou na reconciliação do mundo, o que será o acolhimento deles senão a vida que vem dos mortos?”.
  • A entrada da “plenitude dos judeus” na salvação messiânica, depois da “plenitude dos pagãos, dará ao povo de Deus a possibilidade de “realizar a plenitude de Cristo” (Ef 4, 13), na qual “Deus é tudo em todos” (1Cor 15,28).

(n.674) O Catecismo diz que a Igreja passará pela pior provação antes do Cristo voltar: “Antes do advento de Cristo, a Igreja deve passar por uma provação final que abalará a fé de muitos crentes. A perseguição que acompanha a peregrinação dela na terra” desvendará o “mistério de iniquidade” sob a forma de uma impostura religiosa que há de trazer aos homens uma solução aparente a seus problemas, à custa da apostasia da verdade.

  1. A impostura religiosa suprema é a do Anticristo, isto é, a de um pseudo-messianismo em que o homem glorifica a si mesmo em lugar de Deus e de seu Messias que veio na carne” (n.675).
  2. A Igreja sabe que só entrará na glória do Reino passando por uma “Paixão” semelhante a do seu Senhor.
  3. O Catecismo afirma: “O Reino não se realizará por um triunfo histórico da Igreja segundo um progresso ascendente, mas por uma vitória de Deus sobre o desencadeamento último do mal (cf.

Ap 20,7-10), que fará a sua Esposa descer do Céu (Ap 21,2-4). Orar e vigiar O que a Igreja recomenda, e que compete a nós, é estarmos preparados para a volta de Cristo a qualquer momento, vivendo na vigilância e na oração constantes. Todos os que já morreram até hoje não puderam ver a volta de Cristo, mas se encontraram com Ele no “Tribunal de Cristo” após a morte, como disse São Paulo: “Por que teremos de comparecer diante do Tribunal de Cristo” (2 Cor 5,10).

  • E a Carta aos Hebreus confirma dizendo: “Está determinado que os homens morram uma única vez, e logo em seguida vem o juízo” (Heb 9,27).
  • Trata-se do juízo particular de cada um.
  • Escrevendo aos cristãos de Tessalônica, sobre a Segunda Vinda de Cristo, São Paulo disse: “Não vos deixeis facilmente perturbar o espírito e alarmar –vos, nem por alguma pretensa revelação nem por palavra ou carta tidas como precedentes de nós e que vos afirmassem estar iminente o dia do Senhor.

Ninguém de modo algum vos engane, porque primeiro deve vir apostasia e deve manifestar-se o homem da iniquidade, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta contra tudo que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus”.

(2 Tes 2,2-4) São Pedro respondeu aos que perguntavam sobre a demora da volta de Cristo: “Para o Senhor, um dia é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda o cumprimento de sua promessa, como alguns pensam, mas usa de paciência para convosco. Não quer que alguém se perca; ao contrário, quer que todos se arrependam.

Entretanto, virá o Dia do Senhor como ladrão. Portanto, caríssimos, esperando essas coisas esforçai-vos por serdes achados por Ele sem mácula e irrepreensíveis na paz” (2Pd 3,8-14). Por Felipe Aquino, via Canção Nova

O que a Bíblia fala sobre o fim do mundo?

A Bíblia diz que o mundo tal como conhecemos terá um fim. Deus prometeu que exterminará todo o mal e fará nova todas as coisas ( 5 Aquele que estava assentado no trono disse: “Estou fazendo novas todas as coisas!” E acrescentou: “Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e dignas de confiança”.”>Apocalipse 21:5 ). Há relatos acerca dos eventos conjugados ao fim em vários livros da Bíblia. ‘Apocalipse’ é um termo grego que significa “revelação” e não “fim do mundo”. Portanto, o último livro das Escrituras, relata a revelação que Jesus Cristo deu acerca dos tempos do fim, através do apóstolo João. Além das revelações descritas neste livro, também encontramos noutros livros do Antigo e Novo Testamentos profecias sobre o fim.

O que aconteceu na virada de 1999 para 2000?

Na virada do ano de 1999 para 2000, o medo tomou conta de todo o mundo por conta de uma possível falha nos sistemas de computação. O chamado bug do milênio era um erro que poderia ocorrer na virada do milênio por conta da forma em que as datas eram guardadas nos computadores.

2038 pode ter um novo “bug do milênio”; entenda temor O que é TRIM no SSD? | Como ativar e desativar

Naquela época, os computadores guardavam somente os dois últimos dígitos para simbolizar cada ano. Ou seja, para 1998, os computadores memorizavam apenas “98”, enquanto para 1999, eles registravam somente “99”. Com isso, para a virada do milênio, havia o medo sobre como seria interpretado o dia 1º de janeiro de 2000.

Existia a chance deles não reconhecessem o ano 2000, visto que guardariam somente os dígitos “00”, e entendessem como o ano de 1900 ou então de 19100. Continua após a publicidade Descoberto na década de 1970 por Bob Bemer, um programador da IBM, o bug do milênio então escancarou um problema que poderia causar “o fim do mundo”.

Na década de 1960, os computadores usavam apenas os dois dígitos visando economizar espaço de memória. Por conta da tecnologia da época, gravar cada byte de informação custava muito dinheiro. Assim, Bemer mostrou que os computadores não estavam prontos para lidar com datas posteriores a 1999, e não foi levado a sério.

  1. Somente duas décadas depois o assunto foi retomado, quando cientistas destacaram o que poderia acontecer.
  2. Possivelmente, diversos erros poderiam ter sido desencadeados em computadores de redes de transporte público, fornecimento de água e luz, assim como em controladores de usinas nucleares que tinham a chance de entrar em colapso.

Continua após a publicidade Não só isso, mas o sistema econômico também poderia ser impactado. Bancos poderiam ter aplicações dando juros negativos, levando muitos à falência, o que causou uma onda de pânico. No fim, o possível grande problema fez com que centenas de bilhões de dólares fossem gastos em todo mundo em medidas preventivas, atualizando os softwares da época para comportar os quatro dígitos.

Onde fica a cidade do fim do mundo?

Compartilhe:

Quando Vai Ser O Fim Do Mundo 3 min de leitura Por: Confidence Câmbio • 21/10/2022 Já se perguntou onde fica o fim do mundo? Sabia que é possível viajar até lá? Parece inusitado, mas é assim que Ushuaia na Patagônia Argentina é conhecida: A cidade do fim do mundo e terra do fogo! A cidade ganhou a fama de “fim do mundo”, por ser a cidade mais austral do planeta, ou seja, localizada no extremo sul da América do Sul, a mais de 3 mil km da capital Buenos Aires.

O destino chama atenção de turistas do mundo todo por suas belezas naturais, paisagens de tirar o fôlego, além de oferecer passeios de ecoturismo e aventuras na neve, para os amantes de frio! A cidade também é historicamente conhecida como “terra do fogo”, e para entender melhor este nome, precisamos entender também a história das duas primeiras ocupações humanas no território de Ushuaia, com as tribos Yámanas e Selk’nam.

Pelo clima predominantemente frio, eles faziam muitas fogueiras para se aquecer e até mesmo enviar sinais aos povos que habitavam a cidade. Isso chamou a atenção dos navegantes que, naquela época, faziam passagens pelo mar e conseguiam enxergar o fogo.