Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Qual O Significado Do Nome Matheus?

Qual é o verdadeiro significado do nome Matheus?

O nome Matheus tem origem grega e é uma variação do nome Mateus. Ele deriva do termo “Matthaios” e significa “presente de Deus” ou “dom de Deus”. É um nome comum em várias culturas ao redor do mundo e possui uma longa história. Diversos personagens históricos compartilham o nome Matheus, destacando sua presença em diferentes contextos.

  • Um exemplo famoso é o evangelista Mateus, também conhecido como São Mateus, que foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo e autor do Evangelho de Mateus no Novo Testamento da Bíblia.
  • A figura de São Mateus é amplamente reconhecida e reverenciada dentro do cristianismo.
  • Ao longo dos séculos, o nome Matheus tem se mantido popular em várias regiões do mundo.

É especialmente comum em países de língua portuguesa, como Brasil e Portugal, onde tem sido um nome muito utilizado. Também é popular em outros países de origem latina, como Espanha e Itália. Exemplos comuns de apelidos associados a Matheus, incluem opções como Mat, Math, Matt, Theus, entre outros.

Curiosidades sobre o nome Matheus: Algumas curiosidades interessantes sobre o nome Matheus são que ele também pode ser encontrado como sobrenome em algumas culturas e que é frequentemente associado a pessoas talentosas, criativas e dedicadas. Além disso, o nome Matheus pode ser encontrado em diferentes formas de grafia, como Mateus, Mathews ou Matthias, dependendo da região e do idioma.

Famosos com o nome Matheus: • Matheus Nachtergaele: ator brasileiro conhecido por seus papéis no cinema nacional como “O Auto da Compadecida” (2000) • Mateus Solano: ator brasileiro, conhecido por suas atuações em novelas e peças de teatro. • Matheus Aleixo: cantor e compositor brasileiro, conhecido por fazer parte da dupla sertaneja Matheus & Kauan.

O que significa o nome Mateus na Bíblia?

‘ Oferta de Deus’. Nome de um dos doze apóstolos de Jesus, depois de ter sido coletor de impostos em Jerusalém. Indica uma pessoa equilibrada e muito racional, que não gosta de magoar ninguém e procura sempre ser gentil nas suas palavras.

Qual é o signo do nome Matheus?

Mateus ( Gêmeos ) – Coletor licenciado, conhecido como ‘publicano’.

Qual é o significado do nome Matheus no amor?

Características predominantes nome Matheus – É um sedutor, mas, sobretudo, fiel e muito dedicado ao lar e à família, ao casamento e aos filhos, que coloca sempre em primeiro lugar. Precisa de sentir afeto, gostando tanto de o dar como de o receber. Eficiente e trabalhador, conquista facilmente a confiança daqueles com quem se relaciona.

Valoriza o reconhecimento e celebra com prazer as suas conquistas pessoais. A generosidade, o equilíbrio e a harmonia estão no centro da sua personalidade e forma de estar e denota uma personalidade afetiva, rica, objetiva e com um forte sentido de estética. O seu caráter torna-o numa pessoa atraente e naturalmente sensual.

Como tem uma criatividade inata e aprecia o belo, pode seguir uma carreira no mundo das artes.

Quem foi o Mateus da Bíblia?

Quem Escreveu Esse Livro? – Mateus, também conhecido como Levi, o filho de Alfeu, é o autor desse livro. Ele era publicano, ou coletor de impostos, antes de sua vida mudar para sempre quando atendeu ao convite de Jesus Cristo de segui-Lo. (Ver Mateus 9:9 ; Marcos 2:14 ; Lucas 5:27–28 ; Guia para Estudo das Escrituras “Mateus” ).

Como é que se diz Mateus em inglês?

Matheus Matthew

Quais são as características do nome Matheus?

Traços gerais da personalidade nome Matheus – Nome que reflete uma excelente capacidade de comunicação e uma personalidade equilibrada e harmoniosa. Versátil e pragmático, adapta-se facilmente à realidade e aos desafios e imprevistos com que se depara ao longo da vida.

Como era a personalidade de Mateus?

OS 12 APÓSTOLOS DE JESUS E SUAS PERSONALIDADES Veremos a seguir uma síntese da vida e pontos da personalidade dos discípulos de Jesus e como se deu a morte de cada um. André: Junto com seu Irmão Simão Pedro, foram os primeiros discípulos escolhidos por Jesus, André foi líder do corpo apostólico do Reino, era o mais velho dos apóstolos, com um perfil organizador, tinha um comportamento baseado na organização, planejamento, metódico e previsível, tinha certeza e compreensão exata das regras sem erros.

Queria ver o projeto do Reino realizado, cumpriu seu ministério cabalmente tendo início, meio e fim. Foi crucificado em uma cruz em forma de “X”. Simão Pedro: Irmão de André foi também um dos primeiros dos apóstolos a ser escolhido, era conhecido por todos os seus amigos como um companheiro impulsivo, tinha sentimentos fortes, era de decisão súbita e de ação rápida, com um perfil ativador, Pedro tinha o senso do fazer rápido (urgente), ação e resultados era o que lhe motivava, tinha iniciativa, prático, o mais impulsivo de todos os discípulos, vencer desafios era com ele, autossuficiente.

Suas qualidades eram fazer acontecer, de fácil motivação e fazer o que for necessário. Seus pontos fracos eram: explosivo, temperamento difícil, fazia do modo mais fácil, impaciente, ansioso, inquieto, agia e depois pensava. Se motivava a resolver os problemas do seu jeito.

Segundo as escrituras morreria em avançada idade. Tiago: Filho de Zebedeu, tinha um perfil idealizador, era um pensador com comportamento criativo e intuitivo, mas sempre bem equilibrado e flexível. Tornou-se o primeiro mártir entre os apóstolos, morrendo pela espada de Herodes Agripa I. João: Era irmão de Tiago e seu companheiro de pesca, com um perfil comunicador, Tinha um comportamento sensível e de bom relacionamento foi considerado o discípulo amado pelo Mestre, acompanhou Jesus em todos os seus momentos era confiável, recebeu a incumbência de cuidar da mãe de Jesus, manipulador através dos sentimentos, precisava da aceitação e do reconhecimento do grupo.

Foi levado exilado para a Ilha de Patmos, onde teve a revelação das cartas do Apocalipse as sete Igrejas da Ásia, morreu de morte natural, provavelmente com 100 anos de idade, o único que não foi martirizado. Felipe: Com um perfil de organizador, foi escolhido como intendente, cuidava da logística do grupo, de comportamento detalhista, organizador e metódico, tinha um jeito sistemático de cumprir suas funções.

  • Foi sepultado em Hierápolis, desconhece-se, porém, o motivo de sua morte, provavelmente foi um mártir.
  • Natanael: Filho de Bartolomeu, Tinha um perfil comunicador, com um comportamento tradicionalista, sensível, de fácil relacionamento, buscava sempre harmonia no grupo, sempre divertido e a felicidade acima dos resultados, tinha o reconhecimento do grupo pelos seus serviços sociais aos familiares de todos os apóstolos.

Um pouco idealizador (Águia), pela descontração e falta de atenção para o aqui agora, distraído e levado a liberdade de expressão. A ausência de controles rígidos eram fatores que o motivavam. Foi esfolado vivo pelos Bárbaros e recebeu o golpe de misericórdia através da decapitação.

  • Mateus: Com um perfil comunicador, tinha bons relacionamentos, foi um grande contribuinte financeiro do grupo pela sua generosidade, tinha qualidades de manter com facilidade uma comunicação harmoniosa com todos, buscava a aceitação social e tinha o reconhecimento dos demais.
  • A igreja Ocidental o alista entre os mártires.

Tomé: Com perfil organizador, sempre movido pela ordem, controle e segurança, tinha um comportamento detalhista e analítico, organizava e planejava o itinerário dos apóstolos era um bom executivo, um excelente homem de negócios, metódico leal e responsável, era do tipo lógico e cético sem leviandade a ponto de duvidar da ressurreição de Jesus, Mas tinha um conhecimento específica do seu trabalho no grupo apostólico.

  • Sobre sua morte há duas versões, uma diz que foi transpassado por uma flecha enquanto orava, e a outra, é de que foi torturado próximo a Madras.
  • Tiago e Judas (Tadeu): Eram filhos de Alfeu, segundo historiadores eram dois apóstolos gêmeos e tinham perfis idênticos de comunicadores, tinham um coração grande, bom e generoso.
See also:  Tem Como Saber Com Quem A Outra Pessoa Est Falando No Whatsapp?

Buscavam sempre a harmonia no grupo, eram muito queridos por todos, tinham uma sensibilidade e simplicidade muito grande, evitavam conflitos, eram prestativos e sempre prontos a ajudar a todos a trabalhar em equipe, construíram um consenso entre os discípulo e tinham a aceitação social do povo, se sujeitavam compreensivamente a autoridade dos líderes.

Sobre Tiago a duas versões sobre sua morte, uma de que foi apedrejado e morreu com um golpe de paulada, a segunda hipóteses de que foi crucificado no Egito. Já Judas Tadeu morreu martirizado na Pérsia. Simão (Zelote): Com um perfil ativador, tinha a sua índole inflamada, um revolucionário radical, impulsivo e prático, era um rebelde iconoclasta, sempre se identificou com o partido do protesto, era um homem de lealdade intensa, um Judeu nacionalista e um entusiasta da salvação, vencer desafios era com ele, com um senso de urgência em tudo, era de fácil motivação e fazia tudo de modo mais fácil, era motivado a resolver as questões do seu jeito.

Morreu também crucificado. Judas (Iscariotes): Com um perfil idealizador (Águia), era criativo, intuitivo e pensamento no futuro, um dos mais instruídos entre os discípulo, tinha dificuldade de entender a si próprio e não era sincero ao lidar consigo mesmo.

Também tinha um lado organizador (Lobo) acentuado, eficiente, habilidoso e com muito tato e paciência apurada, desempenhou com eficiência a função árdua de tesoureiro do grupo apostólico, era um grande executivo, um financista capaz e previdente, era de uma organização persistente, nenhum dos doze jamais criticou Judas.

Ele acreditava em Jesus, mas talvez não tenha amado o Mestre de todo o seu coração como os demais. O caso de Judas ilustra a verdade daquele versículo: ” Há um caminho que parece justo para o homem, mas o fim dele é a morte”. O seu sentido de valores e lealdade era imperfeito.

Suicidou-se após ter traído Jesus. Creio que após aprendermos um pouco sobre a vida dos apóstolos, podemos aprender o quanto eram pessoas com muitas falhas na maneira de viver, em suas personalidades, como eram homens arrogantes, brabos, com o espírito de dúvida, muitas vezes. Observamos que durante o período que Jesus ensinava entre os homens, muitas vezes eles entendiam menos do que outras pessoas.

Apesar de todas as suas falhas e problemas, após receberem o Espírito Santo, vemos que atuaram em um único objetivo, coesos, unidos e, já então com suas deficiências aperfeiçoadas em Cristo, pregavam o evangelho por toda a Terra. O que mais me impressiona é o fato de amarem tanto a Palavra, que levavam a mensagem de salvação sem temer a morte.

As maneiras em que foram mortos, as dificuldades que enfrentaram, faz-me parar para analisar o quanto eu seria capaz de enfrentar e passar por amor à obra de Deus. Eles foram importantíssimos para que o evangelho se espalhasse de forma organizada, orientada, dentro dos padrões por Cristo ensinado. Então eu te pergunto, o quanto você ama a Cristo? O que você é capaz de enfrentar por amor à palavra de Deus? Que cada um de nós tenhamos a convicção de que quando estamos no centro da vontade de Deus, mesmo numa ilha aprisionados, mesmo em um deserto, saibamos que Deus tem coisas maravilhosas para nos revelar, assim como foi com João na Ilha de Patmos.

Joel Bitencourt Serra.

Como é o nome Matheus em hebraico?

Etimologia. O nome hebraico ‘ מַתִּתְיָהוּ ‘(Matityahu) foi transliterado para o grego para’ Ματταθίας ‘(Mattathias).

Quais os apelidos para Matheus?

Apelidos para o nome Matheus – Alguns apelidos carinhosos para este nome são: Matheusinho, Ma, Theusinho e Teteu.

Quantos anos tem o nome Matheus?

As primeiras versões do nome em português foram encontradas em Portugal em documentos datados da primeira metade do século XVI.

Quantas pessoas com o nome Matheus existem no Brasil?

Lista de prenomes mais comuns no Brasil

Nome Quantidade
21 Manoel 592 345
22 Mateus 588 819
23 André André 583 808
24 Fernando 556 346

Qual a popularidade do nome Matheus?

Popularidade – O nome Matthew tornou-se popular durante a no noroeste da Europa e tem sido muito comum em todo o e, No Brasil, o nome Mateus ou Matheus é extremamente popular, ficando na posição numero 101 dos nomes mais usados no Brasil.

Por que Matheus tem H?

Origem – Matheus é uma variante do nome, este originado no hebraico Mattiyyah, chegou até à língua portuguesa através do latim Mattaeus, Significa “dom de Deus”. Matheus é uma das formas que surge atualmente dos nomes que se traduziriam em português como Matitias ou Matatias.

Quem foi Mateus para Deus?

Qual O Significado Do Nome Matheus Origens São Mateus era pecador, um cobrador de impostos, deixou tudo e seguiu Jesus, tornando-se um dos Doze Apóstolos. Os evangelistas Lucas e Marcos também o chamam de Levi, o nome dado pelo seus pais – ele mudou o nome como uma forma, típica da época, de indicar a mudança de vida.

O nome Mateus, algumas vezes, foi citado nos Atos dos Apóstolos. O anúncio de Cristo foi a sua missão. Mateus, o cobrador de impostos São Mateus é identificado com o apelido de “publicano”, termo carregado de consequências negativas e socialmente relevantes. O desprezo pelos cobradores de impostos, no tempo de Jesus, estava muito enraizado: eram cobradores de impostos, e não se odeia alguém só porque trabalha no que hoje chamamos de finanças.

Mas os judeus, na época, não pagavam impostos ao seu estado soberano e livre, mas aos ocupantes romanos; na prática, tratava-se de financiar aqueles que os oprimiam. E consideravam o cobrador de impostos um colaborador detestável. São Mateus faz esse trabalho em Cafarnaum da Galileia.

  1. Com seu banco ali, ao ar livre.
  2. Jesus o vê pouco depois de curar um paralítico.
  3. Ele o chama.
  4. Matheus se levanta de repente, deixa tudo e segue Jesus.
  5. A partir desse momento, os impostos, as finanças, os romanos deixam de existir.
  6. Deixa tudo por aquela palavra de Jesus: “Siga-me”.
  7. Autor do Primeiro Evangelho São Mateus é autor do primeiro Evangelho, escrito não em grego, mas em aramaico.

Os destinatários do Evangelho de Mateus são os cristãos de origem judaica: no texto, ele coloca em realce o fato de que Jesus é o Messias, que cumpre as promessas do Antigo Testamento. Evangelizador no Oriente Médio Depois da morte e ressurreição de Jesus, os apóstolos espalharam-se pelo mundo; e Mateus foi para a Arábia e Pérsia para evangelizar aqueles povos.

See also:  Qual PromoO Da Vivo Dura 30 Dias?

Porém, foi vítima de uma grande perseguição por parte dos sacerdotes locais, que mandaram arrancar-lhe os olhos e o encarceraram para, depois, ser sacrificado aos deuses. Mas Deus não o abandonou e mandou um anjo que curou seus olhos e o libertou. Mateus seguiu, então, para a Etiópia, onde, mais uma vez, foi perseguido por feiticeiros que se opunham à evangelização.

Porém, o príncipe herdeiro morreu e Mateus foi chamado ao palácio. Por uma graça divina, fez o filho da rainha Candece ressuscitar, causando grande espanto e admiração entre os presentes. Com esse ato, Mateus conseguiu converter grande parte da população.

Na época, a Igreja da Etiópia passou a ser uma das mais ativas e florescentes dos tempos apostólicos. Páscoa Segundo algumas fontes, Mateus teria morrido por causas naturais; no entanto, segundo algumas tradições, consideradas pouco críveis, a sua existência terminou na Etiópia. Relíquias As suas relíquias encontram-se na cripta da Catedral de Salerno.

Ali, o Santo é festejado, em 21 de setembro, com uma solene procissão. Padroeiro São Mateus é considerado o santo padroeiro dos banqueiros, bancárias, alfandegários, da Guardia di Finanza (na Itália), cambistas, contadores, consultores tributários, contabilista e cobradores de dívidas.

  1. O documento papal, atestando o patrocínio reconhecido, é datado de 10 de abril de 1934 e é assinado pelo Cardeal Eugenio Pacelli, futuro Papa Pio XII.
  2. O Papa que acolheu o pedido do Comandante Geral e apoiado pelo Ordinário Militar da época foi Pio XI.
  3. O “Pontifício Breve”, ao declarar São Mateus Patrono da Guardia di Finanza, espera que todos os membros do Corpo possam, seguindo o seu exemplo, unir o fiel exercício do dever para com o Estado com o fiel seguimento de Cristo.

Minha oração “Tu que conhecestes Jesus de modo tão profundo, e a partir disso soube relatar seus mistérios. Que o sentido da nossa vida seja conhecer o Cristo e testemunhá-lo, assim como tu fizeste. Que sejamos fiéis seguidores e adoradores do Senhor. Amém!” São Mateus, apóstolo e evangelista, rogai por nós! Outros santos e beatos celebrados em 21 de setembro

Comemoração de São Jonas, profeta, filho de Amitai, cujo nome foi dado a um livro do Antigo Testamento. Na Grécia, a comemoração de São Quadrato, discípulo dos Apóstolos. († s. II) Em Roma, junto à Via Salária Antiga, São Pânfilo, mártir. († data inc.) Em Valle del Baccano, na Via Cássia, a vinte milhas da cidade de Roma, Santo Alexandre, mártir. († data inc) Em Gaza, na Palestina, os santos Eusébio, Néstabo e Zenão, mártires, três irmãos. Com eles padeceu também São Nestor, († 362) Em Apt, na Provença, atualmente na França, São Castor, bispo. († c.426) No mosteiro de Llancarfan, no País de Gales, São Cadoc, abade, em cujo nome foram fundados muitos mosteiros também na Cornualha, região da Inglaterra, e na Bretanha Menor, região da França. († s. VI) No mosteiro de Ettenheim, na região de Baden, na Alemanha, São Landelino, monge, natural da Irlanda. († s. VII) Em Tronchiennes, na Flandres, região da Austrásia, atualmente na Bélgica, São Gerulfo, mártir, adolescente. n († c.750) Em Troyes, na Gália, hoje na França, Santa Maura, virgem, célebre pela sua piedade e obras de caridade. († c.850) Em Pêsaro, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, o Beato Marcos de Módena Scalabríni, presbítero da Ordem dos Pregadores. († 1498) Junto à fortaleza de Quang-Tri, no Anam, atualmente no Vietnam, os santos Francisco Jaccard, presbítero da Sociedade das Missões Estrangeiras de Paris, e Tomé Tran Van Thien, mártires. († 1838) Em Sai-Nam-Hte, na Coreia, a paixão dos santos mártires Lourenço Imbert, bispo, Pedro Maubant e Tiago Chastan, presbíteros da Sociedade das Missões Estrangeiras de Paris. († 1839) Em Benisoda, povoação da província de Valência, na Espanha, os beatos mártires Vicente Gálbis Gironês, pai de família, e Manuel Torró Garcia, que, configurados à paixão de Cristo na sua vida, O imitaram no triunfo do martírio. († 1936) Em Málaga, também na Espanha, o Beato Diogo Hompanera Paris, religioso da Ordem de Santo Agostinho e mártir, assassinado em ódio à fé. († 1936) Em Cuenca, também na Espanha, os beatos Nicolau de Mier Francisco, presbítero, e Jacinto Martínez Ayuela, religioso, ambos da Ordem de Santo Agostinho e mártires. († 1936) Em Azuaga, perto de Badajoz, também na Espanha, o Beato José Maria (José Mariano Azurmendi de Larrinaga Mugarza), presbítero da Ordem dos Frades Menores e mártir. († 1936)

Fonte:

Arquisp.org.br Livro “Santos de cada dia” – José Leite, SJ Martirológio Romano Santiebeati.it Vaticannews.va

– Produção e edição: Melody de Paulo – Oração: Rafael Vitto – Comunidade Canção Nova

Como foi a morte de Mateus na Bíblia?

Mateus: Segundo a tradição, morreu de morte natural na Etiópia ou na Macedônia. Tiago: Filho de Alfeu, um livro do seu tempo relata que ele foi apedrejado pelos judeus, em Jerusalém, por pregar Cristo.

Qual era o dom de Mateus?

(Usado com permissão) http://evangelhodofilhodedeus.blogspot.com.br MARCOS 2:13-17 (Mateus 9:9-13; Lucas 5:27-32) V.13 – De novo saiu Jesus para junto do mar, e toda a multidão vinha ao seu encontro, e ele os ensinava.V.14 – Quando ia passando, viu a Levi, filho de Alfeu, sentado na coletoria, e disse- lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu.

  1. Jesus saiu para ensinar à beira-mar porque as sinagogas já não ofereciam mais ambiente propício para Ele, devido aos Seus adversários que para lá concorriam e, também, porque as cidades não comportavam tanta gente que vinha ao Seu encontro.
  2. Os soldados romanos estavam sempre prontos para dissolver qualquer aglomeração de pessoas que sugerisse uma rebelião popular.

Era comum entre os rabinos daquela época ensinarem os seus discípulos enquanto caminhavam ao ar livre. Foi durante uma caminhada que Jesus viu Levi, filho de Alfeu, sentado na coletoria e o chamou dizendo: “Segue-me!” Ele se levantou e O seguiu. Levi era o seu antigo nome, citado por Marcos e Lucas, mas ele mesmo assumiu desde início o nome “Mateus”, abreviatura de “Mattithyah” que, no Hebraico, significa “Dom de Deus”.

Lucas informa que ele era publicano ou cobrador de impostos. Não se sabe se ele trabalhava diretamente para o Império Romano ou se trabalhava para o rei Herodes Antipas, que era tetrarca da Galiléia naquela época. O fato é que ele trabalhava na coletoria como cobrador de impostos. O serviço de Mateus era conferir as mercadorias que passavam pela alfândega, calcular o seu valor e aplicar o imposto estipulado.

Devido às suas práticas extorsivas, os publicanos eram odiados pelo povo e considerados como lesa-pátrias, ladrões e até mesmo assassinos. Não lhes era permitido nem entrar nas sinagogas. Fora de Israel os publicanos eram igualmente avaliados na categoria de adúlteros, enganadores, bajuladores e impostores.

  • Este é o depoimento de Luciano, escritor grego que nasceu no ano 180 D.C.
  • E que provavelmente conheceu o cristianismo.
  • Não era fácil o serviço de coletor de impostos, especialmente em Cafarnaum.
  • A cidade ficava no entroncamento de duas rotas comerciais muito importantes.
  • Uma ligava a cidade de Damasco ao Egito.
See also:  Qual A Capital Do Rio De Janeiro?

A outra saía do porto de Acre (Ptolomaida do Novo Testamento), atravessava o Jordão e continuava pela Arábia até chegar ao extremo leste do Império Romano. Por estas duas rotas maiores e por outras secundárias que passavam por Cafarnaum era enorme a quantidade de caravanas de mercadores que chegava à coletoria daquela cidade que, consequentemente, era muito movimentada.

  • Neste ambiente trabalhava o homem chamado Mateus, cujo conceito naquela sociedade era do mais baixo nível moral possível.
  • Quando Jesus o chamou ele deixou tudo para trás e o seguiu (Lucas 5:28).
  • A sua decisão era um passo sem retorno.
  • Ele sabia que nunca mais poderia assumir qualquer posto numa sociedade que o desprezava.

Mas ao lado de Cristo ele alcançou uma posição gloriosa. De fato, o seu Evangelho é considerado uma obra prima pelo modo didático com que ele organizou os ensinos de Jesus e pelo rigor em conferir os acontecimentos da vida do Mestre com as profecias do Velho Testamento.

  1. Por isso o seu livro foi adotado pela igreja sem contestação, desde a sua publicação até os dias de hoje.
  2. A sua habilidade de escritor certamente estava relacionada à sua perícia contábil na conferência das mercadorias, na descrição das mesmas, no cálculo do valor e na taxação dos impostos.
  3. Isto mostra como Deus pode usar o mundo para capacitar aqueles que serão chamados para servir no Seu propósito (cf Romanos 8:28).

Embora o relato da vocação de Mateus nos Evangelhos seja muito breve, não devemos deduzir que a sua decisão de seguir Jesus tenha sido um ato precipitado, sem ponderação. Considerando o seu local de trabalho, a quantidade de gente que por ali passava e as informações que chegavam a respeito do Novo Mestre, somos levados a pensar que ele já tivesse conhecimento do que Jesus ensinava e dos milagres que Ele fazia.

  • É mesmo possível que ele estivesse alguma vez no meio do povo, ouvindo uma de suas pregações.
  • Neste caso, a decisão de Mateus foi muito consciente e segura.
  • Durante o período do seu discipulado ele foi conhecendo cada vez mais o Mestre e, durante o seu ministério apostólico, ele foi-se conformando à vida de Cristo até consumir a sua própria vida no serviço do Evangelho (cf Marcos 8:35-37).

Segundo a tradição dos pais apostólicos ele foi missionário no Oriente e teria morrido de morte natural. Eusébio de Cesaréia, historiador da igreja, Século IV D.C., informa que um missionário chamado Pantaeno encontrou cristãos na Índia (180 D.C.), que tinham um Evangelho de Mateus, escrito em Hebraico, deixado lá por Bartolomeu.

  1. Se Mateus escreveu o seu Evangelho em Grego ou Hebraico, é um tema polêmico ainda hoje.
  2. Mateus organizou os ensinos de Jesus, dispondo-os sistematicamente em cinco grupos, todos relacionados com o reino de Deus: 1 – A Lei do reino, ou sermão do monte (capítulos 5 a 7) 2 – Os mensageiros do reino, ou os discípulos (capítulo 10) 3 – As parábolas do reino (capítulo 13) 4 – A disciplina do Reino (capítulo 18) 5 – A vinda do Rei (capítulos 24 e 25) V.15 – Achando-se Jesus à mesa na casa de Levi, estavam juntamente com ele e com seus discípulos muitos publicanos e pecadores; porque estes eram em grande número, e também o seguiam.V.16 – Os escribas dos fariseus, vendo-o comer em companhia dos pecadores e publicanos, perguntavam aos discípulos dele: Por quê come (e bebe) ele com os publicanos e pecadores? V.17 – Tendo Jesus ouvido isto, respondeu-lhes: Os sãos não precisam de médico,e, sim, os doentes; não vim chamar justos, e, sim, pecadores.

Lucas afirma explicitamente que Levi ofereceu a Jesus um grande banquete em sua própria casa. Mateus, talvez por humildade, não fala a esse respeito, como também não reivindicou para si a autoria do primeiro Evangelho. Mas ele tinha motivos suficientes para abrir as portas da sua casa para que seus colegas de trabalho e outras pessoas desprezadas como eles pudessem conhecer o Mestre que lhe deu tanto valor, a ponto de requisitá-lo para Sua companhia.

  1. A reação dos escribas e fariseus frente à atitude de Jesus comer e beber com aquele povo desprezado pode ser percebida nesta pergunta condenatória que eles fizeram aos discípulos: “Por quê come o vosso mestre com publicanos e pecadores”? (Mateus 9:11).
  2. Lucas acrescenta que essa censura se estende aos próprios discípulos: “Por quê comeis e bebeis com publicanos e pecadores?” (Lucas 5:30).

O que eles arrazoavam é isto: “Vocês estão seguindo o exemplo do seu Mestre, mas um homem como esse não merece ser considerado padrão de comportamento”. O caso registrado neste parágrafo começa com o chamamento de Mateus. Mas o ponto central em torno do qual gira esse caso é a objeção de Jesus contra a posição dos fariseus com respeito a “justos x pecadores” e a aceitação por parte do Mestre de “uma única comunidade que incluía publicanos e pecadores”.

  • Nisto Jesus aponta para a Sua obra pela qual destruiu a parede de separação, a inimizade entre judeus e gentios (Efésios 2:14-16).
  • Esta obra cumpriu-se na igreja (Efésios 2:14-16).
  • De fato os publicanos e pecadores eram tidos pelos judeus como gentios.
  • Quando Jesus diz aos escribas e fariseus: “Os sãos não precisam de médico, e, sim, os doentes”, Ele está defendendo a Sua vinda aos pecadores, comparando-a com o ato tão necessário do médico ir até o paciente para atendê-lo e curá-lo.

A outra expressão “não vim chamar justos, e, sim, pecadores” é uma ironia feita àqueles religiosos ensoberbecidos que se diziam justos e desprezavam os pecadores. Lucas acrescenta a cláusula do arrependimento ao chamamento de Jesus, dizendo: “Não vim chamar justos, e, sim, pecadores ao arrependimento”.

  1. Isto é próprio deste evangelista que enfatiza nos seus escritos essa atitude, como necessária à salvação do pecador (Lucas 3:3; 5:32; 24:46-47; Atos 2:38; 5:31).
  2. Mateus acrescenta também a censura de Jesus aos fariseus, por eles não terem aprendido o significado do que diz a Escritura em Oséias 6:6: “Misericórdia quero e não holocaustos”.

Em outras palavras Ele está afirmando, que, para Deus, a misericórdia é muito mais importante do que qualquer sacrifício, especialmente quando se trata de esforço humano no sentido de obedecer a preceitos criados, para chamar a atenção de Deus para si.

Como se chama Matheus em espanhol?

Matheus Mateo

Como se pronuncia Mateus em espanhol?

Mateus Mateo

Como é o nome Matheus em alemão?

Mateus Matthäus

Como é o nome Matheus em hebraico?

Etimologia. O nome hebraico ‘ מַתִּתְיָהוּ ‘(Matityahu) foi transliterado para o grego para’ Ματταθίας ‘(Mattathias).

Quais os apelidos para Matheus?

Apelidos para o nome Matheus – Alguns apelidos carinhosos para este nome são: Matheusinho, Ma, Theusinho e Teteu.

Quantos Mateus existem no mundo?

Estamos presentes em 93 cidades, com 238 lojas nos estados do Maranhão, Pará, Piauí, Ceará, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Alagoas e Paraíba. Somamos, até março de 2023, 58 atacarejos, 72 lojas de varejo, 108 unidades de Eletro e 14 centros de distribuição.