Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Qual O Motivo De Fezes Verde?

Qual O Motivo De Fezes Verde

É perigoso fezes verde?

O cocô verde pode ser um sinal de infecção? – Não. É incomum produzir cocô verde como sinal de infecção. No entanto, se uma infecção fizer com que seus intestinos se movam mais rapidamente, você poderá produzir cocô verde. Conforme afirmado na pergunta anterior, alimentos que se movem rapidamente podem não dar à bile a chance de ser digerida, causando cocô verde (da cor da bile).

Quando as fezes está verde o que pode ser?

O que a cor das fezes diz sobre a sua saúde As fezes são restos sólidos dos alimentos que não foram digeridos e absorvidos pelo intestino delgado. A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) afirma que analisar a cor, formato, odor e textura das fezes traz informações sobre as condições do intestino e pode indicar doenças, desde infecções até tumores, além de dar pistas sobre a qualidade da nossa alimentação.

  1. Por isso, especialistas defendem a importância de olhar para o que expelimos regularmente e procurar ajuda profissional assim que alterações forem notadas.
  2. O cocô ideal Um cocô saudável é marrom graças à estercobilina, um pigmento escuro formado na digestão da bile – fluido produzido pelo fígado que facilita a ação das enzimas que digerem as gorduras.

Sua textura deve ser sólida, mas não de forma exagerada, com uma forma ligeiramente alongada, O ideal é que a consistência e a forma não causem dor ou dificuldade para evacuar. Por que as fezes ficam alteradas? A maioria das mudanças nas fezes se dá por distúrbios funcionais intestinais, relacionados à microbiota, à dieta, ao sistema nervoso e a comportamentos e hábitos de vida.

  • A cor das fezes, assim como sua forma e a consistência, também reflete a qualidade da alimentação e, por isso, estão muito relacionadas com o tipo de alimentos ingeridos.
  • Por isso, variação na cor é algo comum e pode acontecer sem indicar um problema mais grave, desde que não dure por mais de 3 dias.

Se a alteração permanecer por mais tempo, é importante consultar um gastroenterologista para identificar se existe um problema e iniciar o tratamento adequado, caso seja necessário. VEJA O QUE AS ALTERAÇÕES NA COR, FORMA E CONSISTÊNCIA DAS FEZES PODE DIZER SOBRE A SAÚDE Fezes Verdes As fezes verdes aparecem quando o intestino está funcionando muito rápido e não tem tempo suficiente para digerir corretamente a bile, como acontece durante situações de estresse ou em crises do intestino irritável.

  • Fezes Escuras
  • As fezes escuras ou negras são, geralmente, acompanhadas por um odor muito mais fétido do que o normal e podem ser sinal de sangramento em algum lugar ao longo do sistema digestivo.
  • Fezes Amarelas
  • Este tipo de cocô normalmente é um sinal de dificuldade para digerir a gordura e, por isso, pode estar relacionado com problemas que diminuem a capacidade de absorção intestinal, como doença Celíaca, ou ser causado pela falta de produção de enzimas no pâncreas, podendo indicar problemas neste órgão.
  • Fezes Avermelhadas

Esta cor de cocô geralmente indica a presença de sangue e, por isso, é mais frequentes em situações de hemorroidas, por exemplo. Porém, o sangramento também pode ocorrer devido a infecções, problemas inflamatórios, como doença de Crohn e colite ulcerativa ou doenças mais graves, como câncer.

  1. Fezes Claras
  2. As fezes claras, ou esbranquiçadas, surgem quando existe muita dificuldade do sistema digestivo para digerir a gordura e, por isso, são um sinal importante de problemas no fígado ou nas vias biliares.
  3. Consistência

A consistência das fezes sugere o quanto elas demoraram a serem evacuadas. Fezes que demoraram dias passam a ter seu componente de água reabsorvido pelo organismo e, portanto, ressecam mais, ficando bastante endurecidas. No caso das infecções intestinais, a passagem das fezes é bem mais rápida e não há a correta absorção de água, gerando as diarreias.

  • A consistência ideal é de pastosa a moldável, devendo se adaptar ao canal do ânus sem machucar.
  • Odor É certo que o cheiro das fezes não é dos mais agradáveis.
  • Entretanto, a intensidade do odor pode variar muito conforme aquilo que comemos.
  • No geral, o consumo de carne vermelha ou alimentos condimentados pode gerar fezes com um odor mais acentuado.

As fezes de uma alimentação saudável e equilibrada devem apresentar um cheiro característico. O odor fétido pode indicar infecções ou inflamações, já que não há a completa digestão dos alimentos. Formato As fezes consideradas normais são caracterizadas como fezes cilíndricas, compridas e com aspecto macio.

Isso indica que ao passar pelo intestino tiveram um bom trânsito e nenhum tipo de obstrução que atrapalhasse a passagem. Boia ou afunda? Fezes saudáveis no geral devem afundar. O que determina se boia ou não é o teor de gordura: quando em excesso, as fezes tendem a boiar. Porém, a concentração de gases nas fezes também pode fazê-las boiar e isso é resultado da ingestão de alguns alimentos, como brócolis, feijão e repolho.

Fezes com Sangue Não é normal apresentar sangue nas fezes: é um cenário que deve sempre ser investigado por um médico. Pode ser um problema simples, como um sangramento de hemorroidas internas, mas também pode indicar a presença de algo mais sério, como algum tumor.

Que tipo de fezes é preocupante?

Câncer colorretal: sinais de alerta nas fezes – Dr. Rodrigo Gomes Observar as fezes deveria ser um hábito, pois elas dizem muito a respeito da nossa alimentação e da saúde de uma forma geral. Alterações no formato, cor e cheiro das fezes podem indicar diversas doenças, principalmente se acompanhadas de sangue.

O que fazer para parar de fazer cocô verde?

Alimentos que podem mudar a cor das suas fezes Todo mundo sabe que a alimentação influencia em uma digestão mais lenta ou equilibrada. Mas você sabia que alguns alimentos podem inclusive alterar a cor e a forma de suas fezes? Separamos algumas cores nas quais as fezes podem se apresentar para indicar a você quando é normal perceber alterações na evacuação, e quando elas podem ser sintomas de algo mais preocupante, necessitando da avaliação de um médico. A ingestão de beterraba costuma fazer com que a fezes fiquem com um tom mais avermelhado. Isso é totalmente normal, já que o que nosso corpo elimina é reflexo de tudo que comemos. Mas também pode levar você a acreditar que se trata de sangue. Tente recordar-se se consumiu a hortaliça nos últimos dias. Comer couve, espinafre, brócolis e alface é super indicado para a obtenção de ferro no nosso corpo. Mas pode acontecer de você perceber que, após sua ingestão, as fezes saíram esverdeadas. A clorofila presente nestes alimentos faz com que a cor do que eliminamos na evacuação mude. Alguns corantes e medicamentos também podem fazer com que suas fezes mudem de cor. Um exemplo são os corantes presentes em balas, como as gomas. Quando você estiver utilizando medicamentos, também fique de olho na cor das fezes. O importante nestes casos, assim como sempre que você perceber alguma alteração na cor das fezes, é observar se a cor permanece, ou se cessa com o fim do uso do medicamento.

Qual a cor das fezes de quem tem problema no fígado?

As fezes amarelas e as restantes cores – possíveis causas – As fezes amarelas devem-se ao excesso de gordura que pode ser causado pela má absorção, como na doença celíaca. A causa principal é o glúten, que se pode encontrar nos pães e cereais. As fezes que são amarelas ou pálidas podem, ainda, ser causadas pela baixa produção de sais biliares.

Estas podem sinalizar um problema com o fígado ou vesícula biliar, pelo que, se tiver fezes de cor clara persistentemente, deve consultar um médico. No caso dos bebés em período de amamentação, é comum apresentarem fezes de cor amarela. Verde: É considerado normal quando as fezes apresentam uma cor verde.

Esta tonalidade deve-se, maioritariamente, à ingestão de alimentos verdes em grande quantidade, tais como:

See also:  Como Ver Quem Compartilhou Meu Reels?

verduras de folhas verde, como espinafre ou couve alimentos que tenham corante alimentar verde adicionado suplementos de ferro

No entanto, as fezes verdes podem também significar que os alimentos moveram-se rápido através do tracto intestinal (diarreia). A bílis geralmente torna-se mais escura à medida que passa pelo intestino grosso, mas permanece verde se passar demasiado depressa.

Laranja: Pode ser causado pela ingestão excessiva de produtos com beta-caroteno, que se encontra em muitos vegetais, tais como cenouras, batata doce, abóbora e algumas ervas. Antibióticos e antiácidos com hidróxido de alumínio também podem alterar as fezes para esta cor. Azul: Deve-se, provavelmente, à ingestão de imensos alimentos azuis (por exemplo, mirtilos) ou bebidas com corante alimentar azul.

Vermelho: Corante alimentar vermelho, beterraba, arandos, sumo ou sopa de tomate, gelatina vermelha ou misturas de bebidas nesta cor podem alterar as fezes quando ingeridos em grandes quantidades. Caso esteja a sangrar na porção inferior do trato digestivo, poderá ter fezes vermelhas brilhantes.

Uma pequena hemorragia pode ser resultado da obstipação, doença inflamatória intestinal, diverticulite, hemorróidas, fissuras, pólipos ou, para uma mulher com o período, um sinal de que está menstruada. Preto: As fezes pretas podem ser preocupantes se não forem causadas pela alimentação, pois podem ser um sinal de hemorragia interna na parte superior do trato digestivo, especialmente se cheirar mal.

Neste caso, procure um médico rapidamente. Contudo, é muito comum que a ingestão de suplementos de ferro, alcaçuz negro, mirtilos, ou outros alimentos de cor escura sejam a causa desta cor nas fezes. Mesmo que as mudanças ocasionais de cor nas fezes não sejam motivo de preocupação, é importante ter atenção ao tempo de duração.

Qual a cor das fezes de quem tem câncer no intestino?

Como posso detectar o cncer de clon? – H trs coisas principais a serem verificadas:

Sangue nas fezes sem nenhum motivo aparente — pode ser um vermelho claro ou escuro Mudanas na hora de defecar — como ir ao banheiro com mais frequncia ou mudanas nas fezes em si (mais moles ou mais duras) Dor na barriga ou inchao, com sensao de barriga cheia e dura

Outros sintomas incluem:

Perda de peso No sentir que o intestino foi esvaziado depois de ir ao banheiro Sentir-se cansado e tonto

Esses sintomas no significam necessariamente que a pessoa tem cncer de clon. Mas recomenda-se uma consulta mdica, principalmente se durarem mais de trs semanas. Isso significa que os sintomas podem ser verificados rapidamente. Quanto mais cedo os cnceres so diagnosticados, mais fcil costuma ser o tratamento.

  1. Leia tambm: Entenda o que o cncer de clon, que causou a morte de Chadwick Boseman s vezes, o cncer de clon pode impedir que resduos passem pelo intestino, e isso pode causar um bloqueio, causando dor de barriga intensa, constipao e mal-estar.
  2. Nesses casos, urgente consultar um mdico ou ir ao pronto-socorro mais prximo.

O Ministrio da Sade tem mais informaes sobre cnceres de intestino aqui

Qual o tipo de fezes que pode está com câncer de intestino?

Câncer de intestino: os sinais que podem ser observados nas fezes – Instituto Oncoguia O câncer de intestino, também conhecido como câncer de cólon e colorretal, é um dos que mais atingem homens e mulheres no Brasil e no mundo. Assim como em outros tipos de câncer, as chances de cura são maiores quando detectado no início.

Alterações nas fezes são sinais importantes a se observar. A doença altera o funcionamento do intestino, podendo causar a alternação frequente entre diarreia e constipação — ou tornando um desses sintomas mais frequentes. Também pode haver alteração no formato. Fezes finas e longas podem ser sinais da doença.

Esse sintoma é mais comum em casos já avançados e acontece porque o câncer pode bloquear a passagem das fezes no intestino e, assim, alterar o seu formato. Além disso, um dos sintomas mais comuns é sangue nas fezes, também conhecida como hematoquezia.

  • Há casos em que é possível observar sangramento vermelho vivo direto no vaso sanitário, misturado às fezes ou no papel higiênico.
  • Mas também há casos em que o sangue pode causar escurecimento das fezes somente, deixando-as pretas.
  • É importante dizer, no entanto, que outras condições podem levar à presença de sangue nas fezes.

As mais comuns incluem hemorroidas, fissuras anais, diverticulose, colite ulcerativa e doença de Crohn. Certos medicamentos e alimentos, como beterraba, também podem deixar as fezes com a coloração vermelha ou mais escura. Outro sinais e sintomas de câncer de intestino

dor de estômago ou dores de gases frequentes; fraqueza; perda de peso inexplicada sem nenhum esforço; baixo nível de ferro, comumente com anemia (anemia por deficiência de ferro).

Atenção! Ter esses sintomas isolados não significa que você tem câncer de intestino. Apenas o exame poderá determinar o diagnóstico. Como é feito o exame para prevenir câncer de intestino? No Brasil, a colonoscopia – que é o exame padrão para o diagnóstico – é recomendável para a população geral a partir dos 45 anos. Este conteúdo ajudou você? : Câncer de intestino: os sinais que podem ser observados nas fezes – Instituto Oncoguia

Qual o significado das cores das fezes?

Cor de fezes: qual é o tom normal? – Em relação às fezes, as cores consideradas normais são todos os tons de castanho. Alguns medicamentos e alimentos podem afetar a tonalidade do seu cocó. Fezes verdes podem ter bílis, o que pode ser um sinal de que a comida está a mover-se rapidamente pelo intestino — como na diarreia.

Qual é a diferença entre o cocô verde e o amarelo?

A diferença é o tempo de maturação de. cada uma. Quando colhido com sete meses é o coco. verde, que aproveitamos a água.

Quais os sinais de que o intestino não vai bem?

Quais sintomas podem indicar problemas no intestino? Qual O Motivo De Fezes Verde Sociedade Brasileira de Coloproctologia alerta que estufamento do abdômen, sangramento, mudança repentina dos hábitos intestinais e perda de peso são alguns dos sinais que devem ser investigados pelo especialista Azia, vômitos, sensação de estufamento, dor abdominal, cólicas, diarreia, intestino preso e escape de gases e fezes são alguns dos sinais de alerta de que algo não está funcionando bem no intestino.

Presença de sangue e perda de peso também devem ser motivo de atenção. O intestino grosso pode ser acometido por doenças de causa genética, constituição corporal, hábitos alimentares e de higiene. “Entre elas está o intestino preso, às vezes intercalado por episódios súbitos de diarreia e cólicas, o que pode indicar síndrome do intestino irritável, frequentemente associado ao estilo conturbado de vida das grandes cidades ou à somatização das ansiedades e medos do ser humano”, exemplifica Dra.

See also:  Onde Fica Luanda?

Maria Cristina Sartor, ex-presidente e membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia, De acordo com a médica, com o envelhecimento é comum ocorrerem intolerâncias alimentares, especialmente a leite e derivados ou a grãos, em virtude da diminuição da capacidade do organismo de absorver lactose e galactose, o que também causa alteração no ritmo e consistência das evacuações, estufamento, flatulência e dor abdominal.

Veja a seguir mais doenças que afetam o intestino. Hemorroidas Outro problema que pode acometer a região anal são as hemorroidas, que ocorrem quando vasos sanguíneos situados na parte interna do canal anal aumentam de tamanho e inflamam, causando dor, sangramento e desconforto. Diverticulite Os divertículos são pequenos sacos que surgem na parede do intestino grosso, sendo frequentes na população com mais de 60 anos.

“Quando inflamados, causam diverticulite aguda, que na grande maioria das vezes pode ser tratada apenas com medicações, mas em alguns casos pode provocar infecções graves no abdome ou sangramento muito volumoso, ambos podendo levar a internamentos prolongados, cirurgias e até mesmo à morte”, explica Dra.

Maria Cristina. Um mito envolvendo os divertículos é que a ingestão de alimentos com sementes causaria a sua inflamação, mas a diverticulite não tem a ver com o consumo de sementes. Câncer de intestino O câncer colorretal é a doença intestinal mais temida. É o segundo tumor em incidência na mulher e o terceiro no homem, mas é o único tipo realmente prevenível, pois para todos os outros a vigilância só consegue fazer diagnóstico precoce, já que iniciam seu desenvolvimento como câncer.

Apesar de ter poucos sintomas no início, o câncer de intestino, quando diagnosticado precocemente, tem grande probabilidade de ser completamente curado. “A maioria dos casos de câncer colorretal tem uma fase benigna precursora, quando não há sintoma algum, permitindo que façamos procedimentos de prevenção.

O mais comum é a pesquisa de sangue oculto nas fezes, mas a medida de prevenção mais eficaz é a colonoscopia, que é uma endoscopia no intestino grosso através do ânus. Ela pode interromper a transformação de uma lesão benigna (o pólipo) em câncer, pois permite sua remoção por meio da própria endoscopia”, alerta a coloproctologista.

A recomendação é procurar um especialista para iniciar a prevenção a partir dos 45 ou 50 anos ou sempre que aparecer qualquer sinal ou sintoma anormal persistente, especialmente alteração dos hábitos de evacuação, sangramento, dor e anemia, com ou sem perda de peso.

Doenças inflamatórias intestinais Outro grupo de doenças cada vez mais frequentemente diagnosticadas são as doenças inflamatórias intestinais (DII), sendo as mais comuns a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. Elas afetam mais de 5 milhões de pessoas no mundo. São doenças autoimunes, acometendo geralmente jovens entre 20 e 40 anos e em segundo lugar pessoas de 55 a 75 anos.

As DII causam inflamação em vários graus no intestino, o que leva a dor, diarreia, emagrecimento, sangramento e perda de muco pelo ânus e até problema nas articulações e na pele. Apesar de não terem cura, o tratamento permite o controle ou remissão na maioria dos pacientes, melhorando a qualidade de vida.

A medicação usual, apesar de ser cara, é fornecida gratuitamente pelo SUS. Prevenção É importante observar as fezes. Se notar alterações na forma e consistência, como sangue, parasitas e muco, e desconforto abdominal e/ou na região anal, a recomendação é procurar o coloproctologista. A alimentação também merece atenção especial, já que o funcionamento do intestino é diretamente influenciado pela dieta.

“Além de alimentos ricos em proteínas e carboidratos para termos energia, gorduras e óleos saudáveis, é imprescindível que tenhamos boa ingesta de fibras solúveis e insolúveis, contidas nas verduras, legumes, frutas e cereais, e de líquidos, desde água até sucos e chás.

Assim, haverá um bolo de fezes com volume, lubrificação e hidratação adequados. E se associarmos atividade física regular a todos esses cuidados, a saúde do intestino vai melhorar ainda mais”, orienta Dra. Maria Cristina. Deve-se também abolir o tabagismo e evitar o excesso de bebida alcoólica e de alimentos ultraprocessados, como os embutidos.

: Quais sintomas podem indicar problemas no intestino?

Quais são os primeiros sinais de câncer no intestino?

Dor ou desconforto abdominal, como gases ou cólicas; perda de peso sem razão aparente; cansaço, fraqueza e anemia. Quando a doença está no início, não é comum a ocorrência de sintomas, por isso é importante a realização de exames preventivos para a detecção precoce da doença.

Como é as fezes de quem tem ansiedade?

Fatores emocionais –

Nervosismo, ansiedade e estresse afetam o corpo de diversas formas. O paciente pode sentir tremor pelo corpo, taquicardia, náusea, sudorese nas mãos e também a diarreia. Nesta ocasião, a evacuação com fezes mais pastosas ou líquidas tende a passar quando a situação de “muito estresse” acaba.

    Quais são os sintomas de infecção no intestino?

    A infecção intestinal é provocada pela ingestão de alimentos contaminados com microrganismos e causa vômitos, diarreia, cólicas e gases. A infecção intestinal ou gastroenterocolite aguda é uma infecção que acomete o trato gastrointestinal. O quadro é provocado principalmente pela ingestão de alimentos contaminados com microrganismos como bactérias e fungos; ou ainda por infecções provocadas mais comumente por vírus e bactérias.

    O que comer quando está com diarreia verde?

    Quais alimentos comer e quais evitar? – É preciso escolher alimentos que ajudem a recuperar a consistência das fezes e forneçam energia ao organismo, equilibrando o, Além de arroz branco, macarrão e carnes magras, vale incluir no cardápio:

      maçã ou pera (sem casca), banana prata, goiaba, limão, maracujá e pêssego;sopa de legumes como abobrinha, cenoura, chuchu, inhame, e abóbora;pão francês, torradas, biscoito água e sal e mingau de fubá ou de amido de milho.

    Por outro lado, o consumo de alimentos que formam resíduos depois de digeridos e aumentam o peristaltismo deve ser totalmente suspenso. Nessa lista, estão incluídos todos aqueles ricos em fibras, como verduras, cereais, sementes e frutas com casca ou bagaço. Além disso, evite também:

    leite e seus derivados;bebidas com cafeína, gaseificadas, fermentadas ou alcoólicas;adoçante feito de sorbitol;alimentos condimentados, embutidos ou gordurosos;doces e bolachas.

    O mais importante é não deixar de comer e repor os líquidos perdidos, ingerindo água, bebidas isotônicas, chás e água de coco. Se a diarreia não cessar em até duas semanas, é preciso procurar atendimento médico. : Alimentação durante a diarreia: o que pode e o que não pode? – Dr. Fábio Lopes

    Quando se preocupar com a cor das fezes?

    Assim como a frequência da evacuação, o formato, a consistência e a cor das fezes são importantes indicativos da saúde. Alterações na cor do cocô – quando não relacionadas à ingestão de determinados alimentos ou bebidas, como beterraba e vinho – podem significar doenças hepáticas, gástricas ou intestinais.

    Como é o cocô de quem tem gordura no fígado?

    Alterações na cor da urina e nas fezes Fezes mais claras ou esbranquiçadas, que em alguns casos parecem até massa de vidraceiro, significam que a bile (substância secretada pelo fígado e que atua na absorção das gorduras) não consegue atingir o intestino.

    Qual é a cor das fezes saudáveis?

    O que a cor das fezes diz sobre a sua saúde As fezes são restos sólidos dos alimentos que não foram digeridos e absorvidos pelo intestino delgado. A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) afirma que analisar a cor, formato, odor e textura das fezes traz informações sobre as condições do intestino e pode indicar doenças, desde infecções até tumores, além de dar pistas sobre a qualidade da nossa alimentação.

    Por isso, especialistas defendem a importância de olhar para o que expelimos regularmente e procurar ajuda profissional assim que alterações forem notadas. O cocô ideal Um cocô saudável é marrom graças à estercobilina, um pigmento escuro formado na digestão da bile – fluido produzido pelo fígado que facilita a ação das enzimas que digerem as gorduras.

    Sua textura deve ser sólida, mas não de forma exagerada, com uma forma ligeiramente alongada, O ideal é que a consistência e a forma não causem dor ou dificuldade para evacuar. Por que as fezes ficam alteradas? A maioria das mudanças nas fezes se dá por distúrbios funcionais intestinais, relacionados à microbiota, à dieta, ao sistema nervoso e a comportamentos e hábitos de vida.

    A cor das fezes, assim como sua forma e a consistência, também reflete a qualidade da alimentação e, por isso, estão muito relacionadas com o tipo de alimentos ingeridos. Por isso, variação na cor é algo comum e pode acontecer sem indicar um problema mais grave, desde que não dure por mais de 3 dias.

    Se a alteração permanecer por mais tempo, é importante consultar um gastroenterologista para identificar se existe um problema e iniciar o tratamento adequado, caso seja necessário. VEJA O QUE AS ALTERAÇÕES NA COR, FORMA E CONSISTÊNCIA DAS FEZES PODE DIZER SOBRE A SAÚDE Fezes Verdes As fezes verdes aparecem quando o intestino está funcionando muito rápido e não tem tempo suficiente para digerir corretamente a bile, como acontece durante situações de estresse ou em crises do intestino irritável.

    • Fezes Escuras
    • As fezes escuras ou negras são, geralmente, acompanhadas por um odor muito mais fétido do que o normal e podem ser sinal de sangramento em algum lugar ao longo do sistema digestivo.
    • Fezes Amarelas
    • Este tipo de cocô normalmente é um sinal de dificuldade para digerir a gordura e, por isso, pode estar relacionado com problemas que diminuem a capacidade de absorção intestinal, como doença Celíaca, ou ser causado pela falta de produção de enzimas no pâncreas, podendo indicar problemas neste órgão.
    • Fezes Avermelhadas

    Esta cor de cocô geralmente indica a presença de sangue e, por isso, é mais frequentes em situações de hemorroidas, por exemplo. Porém, o sangramento também pode ocorrer devido a infecções, problemas inflamatórios, como doença de Crohn e colite ulcerativa ou doenças mais graves, como câncer.

    1. Fezes Claras
    2. As fezes claras, ou esbranquiçadas, surgem quando existe muita dificuldade do sistema digestivo para digerir a gordura e, por isso, são um sinal importante de problemas no fígado ou nas vias biliares.
    3. Consistência

    A consistência das fezes sugere o quanto elas demoraram a serem evacuadas. Fezes que demoraram dias passam a ter seu componente de água reabsorvido pelo organismo e, portanto, ressecam mais, ficando bastante endurecidas. No caso das infecções intestinais, a passagem das fezes é bem mais rápida e não há a correta absorção de água, gerando as diarreias.

    • A consistência ideal é de pastosa a moldável, devendo se adaptar ao canal do ânus sem machucar.
    • Odor É certo que o cheiro das fezes não é dos mais agradáveis.
    • Entretanto, a intensidade do odor pode variar muito conforme aquilo que comemos.
    • No geral, o consumo de carne vermelha ou alimentos condimentados pode gerar fezes com um odor mais acentuado.

    As fezes de uma alimentação saudável e equilibrada devem apresentar um cheiro característico. O odor fétido pode indicar infecções ou inflamações, já que não há a completa digestão dos alimentos. Formato As fezes consideradas normais são caracterizadas como fezes cilíndricas, compridas e com aspecto macio.

    • Isso indica que ao passar pelo intestino tiveram um bom trânsito e nenhum tipo de obstrução que atrapalhasse a passagem.
    • Boia ou afunda? Fezes saudáveis no geral devem afundar.
    • O que determina se boia ou não é o teor de gordura: quando em excesso, as fezes tendem a boiar.
    • Porém, a concentração de gases nas fezes também pode fazê-las boiar e isso é resultado da ingestão de alguns alimentos, como brócolis, feijão e repolho.

    Fezes com Sangue Não é normal apresentar sangue nas fezes: é um cenário que deve sempre ser investigado por um médico. Pode ser um problema simples, como um sangramento de hemorroidas internas, mas também pode indicar a presença de algo mais sério, como algum tumor.

    Qual é o primeiro sinal de câncer no estômago?

    Publicado em: 20/08/2017 – 21:08:00 No início, parece uma gastrite. E muitas pessoas se automedicam ou demoram a procurar um especialista. Os sintomas iniciais do câncer de estômago são bastante inespecíficos : os pacientes costumam se queixar de queimação no estômago, má digestão, dificuldade de engolir (deglutição) e refluxo ácido.

    Qual o tipo de fezes que pode está com câncer de intestino?

    O cncer de intestino, tambm conhecido como cncer de clon e colorretal, um dos que mais atingem homens e mulheres no Brasil e no mundo. Assim como em outros tipos de cncer, as chances de cura so maiores quando detectado no incio. Alteraes nas fezes so sinais importantes a se observar.

    • A doena altera o funcionamento do intestino, podendo causar a alternao frequente entre diarreia e constipao ou tornando um desses sintomas mais frequentes.
    • Tambm pode haver alterao no formato.
    • Fezes finas e longas podem ser sinais da doena.
    • Esse sintoma mais comum em casos j avanados e acontece porque o cncer pode bloquear a passagem das fezes no intestino e, assim, alterar o seu formato.

    Alm disso, um dos sintomas mais comuns sangue nas fezes, tambm conhecida como hematoquezia. H casos em que possvel observar sangramento vermelho vivo direto no vaso sanitrio, misturado s fezes ou no papel higinico. Mas tambm h casos em que o sangue pode causar escurecimento das fezes somente, deixando-as pretas.

    importante dizer, no entanto, que outras condies podem levar presena de sangue nas fezes. As mais comuns incluem hemorroidas, fissuras anais, diverticulose, colite ulcerativa e doena de Crohn. Certos medicamentos e alimentos, como beterraba, tambm podem deixar as fezes com a colorao vermelha ou mais escura.

    Outro sinais e sintomas de cncer de intestino

    dor de estmago ou dores de gases frequentes; fraqueza; perda de peso inexplicada sem nenhum esforo; baixo nvel de ferro, comumente com anemia (anemia por deficincia de ferro).

    Ateno! Ter esses sintomas isolados no significa que voc tem cncer de intestino. Apenas o exame poder determinar o diagnstico. Como feito o exame para prevenir cncer de intestino? No Brasil, a colonoscopia que o exame padro para o diagnstico recomendvel para a populao geral a partir dos 45 anos.

    Quais são os primeiros sinais de câncer no intestino?

    Dor ou desconforto abdominal, como gases ou cólicas; perda de peso sem razão aparente; cansaço, fraqueza e anemia. Quando a doença está no início, não é comum a ocorrência de sintomas, por isso é importante a realização de exames preventivos para a detecção precoce da doença.

    Quais são os sintomas de infecção no intestino?

    A infecção intestinal é provocada pela ingestão de alimentos contaminados com microrganismos e causa vômitos, diarreia, cólicas e gases. A infecção intestinal ou gastroenterocolite aguda é uma infecção que acomete o trato gastrointestinal. O quadro é provocado principalmente pela ingestão de alimentos contaminados com microrganismos como bactérias e fungos; ou ainda por infecções provocadas mais comumente por vírus e bactérias.