Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil?

Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil

Quais são os cinco Estados mais populosos do Brasil?

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Em agosto do ano passado, o Brasil tinha 203.062.512 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), a partir dos primeiros dados divulgados na manhã desta quarta-feira, 28, referentes ao Censo Demográfico de 2022.

  • O Rio Grande do Sul é o sexto estado mais populoso, com 10.880.506, atrás de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná.
  • Porto Alegre segue figurando como o 12º município mais populoso, com 1.332.570 habitantes, apesar da redução de 5,40%, menos 76.781 pessoas em 12 anos.
  • A população do país aumentou 6,5%.

Isso representa 12.306.713 pessoas a mais do que em 2010, quando foi realizado o Censo Demográfico anterior. Os números indicam uma taxa de crescimento anual de 0,52%, a menor já observada desde o início da série histórica iniciada em 1872, ano da primeira operação censitária do país.

  • Nos 150 anos que separam o primeiro do último censo, a população brasileira aumentou 20 vezes, ou seja, o Brasil tem 193,1 milhões de habitantes a mais do que em 1872, quando foi assinado o Tratado de Paz com o Paraguai e nascia Oswaldo Cruz.
  • O Brasil daquela época tinha pouco menos de 10 milhões de pessoas.

A série histórica do Censo do IBGE mostra que a média anual de crescimento vem diminuindo desde a década de 1960. “Em 2022, a taxa de crescimento anual foi reduzida para menos da metade do que era em 2010 (1,17%)”, afirma o coordenador técnico do Censo, Luciano Duarte.

O Sudeste continua sendo a região mais populosa do país, atingindo, em 2022, 84,8 milhões de habitantes. Esse contingente representava 41,8% da população brasileira. Já o Nordeste, onde viviam 54,6 milhões de pessoas, respondia por 26,9% dos habitantes do país. As duas regiões foram as que tiveram a menor taxa de crescimento anual desde o Censo 2010: enquanto a população do Nordeste registrou uma taxa crescimento anual de 0,24%, a do Sudeste foi de 0,45%.

Por outro lado, o Norte era a segunda região menos populosa, com 17,3 milhões de habitantes, representando 8,5% dos residentes do país. Essa participação da região vem crescendo sucessivamente nas últimas décadas. A taxa crescimento anual foi de 0,75%, a segunda maior entre as regiões, mas bem inferior àquela apresentada no período intercensitário anterior (2000/2010), quando esse percentual era de 2,09%.

Isso significa que, embora a população continue aumentando, o ritmo de crescimento do número de habitantes do Norte é menor em relação à década anterior. A taxa de crescimento anual do Norte, frente aos dados de 2010, só foi menor do que a do Centro-Oeste (1,23%), região que chegou a 16,3 milhões de habitantes, o menor contingente entre as regiões.

Isso significa um aumento de 15,8% em 12 anos. O Sul, que concentrava 14,7% dos habitantes do país, aumentou seu contingente populacional em 9,3% no mesmo período, alcançando 29,9 milhões de pessoas.

Quais são os 20 estados mais populosos do Brasil?

Lista

Posição Unidade federativa População (Censo de 2022)
1 São Paulo 44 411 238
2 Minas Gerais 20 538 718
3 Rio de Janeiro 16 054 524
4 Bahia 14 141 626

Qual estado menos populoso Brasil?

Roraima, estado menos populoso do Brasil, viu sua população aumentar 41% em doze anos Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil R oraima, estado menos populoso do Brasil, viu a população crescer 41% em doze anos. Passou de 451 mil moradores para 636 mil. A população da capital Boa Vista chegou a 413 mil habitantes em 2022, o que representa um aumento de 45% em comparação com 2010.

O ritmo de crescimento supera em seis vezes o do país como um todo, que cresceu 6,5% no período. Uma das explicações plausíveis para esse fenômeno é a imigração de venezuelanos nos últimos sete anos Apesar do aumento populacional em Roraima, a população do Centro-Oeste é a que mais cresceu nos últimos doze anos no Brasil.

A região apresentou um aumento de 1,2% ao ano, mais do que o dobro da média do país, de 0,5%. Já o Nordeste foi a que teve menor aumento. Confira o =igualdades completo desta semana, que faz um raio X nos dados do Censo 2022. : Roraima, estado menos populoso do Brasil, viu sua população aumentar 41% em doze anos

Qual é o segundo estado mais populoso do Brasil?

As 200 cidades menos populosas do Brasil, segundo Censo 2022 São Paulo continua como o Estado mais populoso do país, com 44,4 milhões de habitantes, seguido de Minas Gerais, com 20,5 milhões, e do Rio de Janeiro, com 16,05 milhões, segundo os dados do levantamento.

Qual é o estado mais violento do Brasil?

Qual é o estado com mais mortes violentas no Brasil em 2022? Veja lista O Amapá foi o estado mais violento do Brasil em 2022, segundo dados do divulgadas nesta quinta-feira, 20, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. A região teve uma taxa de mortes violentas de 50,6 por 100 mil habitantes – mais do que o dobro da média nacional.

  • Apesar da marca, o estado apresentou uma redução no índice em relação ao último ano – tendência observada no dado consolidado do Brasil.
  • A taxa de homicídios foi de 67,4 por 100 mil habitantes em 2021.
  • Em números absolutos, o Amapá teve 491 mortes em 2021 e 371 mortes em 2022.
  • O segundo estado mais letal foi a Bahia, com taxa de 47,1 por 100 mil habitantes.

Na terceira posição, está o Amazonas, com taxa de 38,8 por 100 mil habitantes. Em números absolutos, o estado que teve mais morte em 2022 foi a Bahia – que também está na segunda posição no ranking de taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes – com 6659 homicídios.

  • O Rio de Janeiro, com 4485 mortes, ocupa a segunda posição.
  • São Paulo teve 3735 mortes violentas, porém, é considerado estado menos letal do Brasil, por ter uma taxa de 8,4 mortes por 100 mil habitantes.
  • Os dados se baseiam e m informações fornecidas pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelas polícias civis, militares e federal, entre outras fontes oficiais da área da segurança pública.

O Anuário é realizado desde 2007 e passou a fazer a série de homicídios a partir de 2011. A publicação é considerada uma importante ferramenta para a transparência e a prestação de contas na área. Especial retrato da violência no Brasil : Qual é o estado com mais mortes violentas no Brasil em 2022? Veja lista

Qual é a cidade mais populosa do país?

São Paulo: a mais populosa – São Paulo é a cidade mais populosa do Brasil, com 11,4 milhões de habitantes, segundo dados do IBGE. O Rio de Janeiro vem logo em seguida, com 6,2 milhões, e Brasília, com 2,8 milhões de pessoas vivendo na capital federal. Guarulhos, na Grande São Paulo, é a cidade mais populosa do país que não é uma capital de estado, com 1,2 milhão de habitantes.

Quais são os 10 estados menos populosos do Brasil?

Portanto, MS tem 1,35% da população brasileira e é o 7º estado do Brasil com menor número de habitantes, ficando atrás apenas de Roraima (636.303), Amapá (733.508), Acre (830.026), Tocantins (1.511.459), Rondônia (1.581.016) e Sergipe (2.209.558).

Quais são os estados mais ricos do Brasil?

Distribuição do patrimônio por Estado Entre os Estados com maior patrimônio de bilionário estão São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Qual é a maior capital brasileira?

Brasília é a terceira cidade mais populosa do Brasil Na década de 1960, São Paulo desbancou o Rio de Janeiro e se tornou a capital mais populosa do país. Brasília, por sua vez, chegou ao 3º lugar do pódio em 2022, deixando Salvador para trás.

Qual é o 3 estado mais populoso do Brasil?

De 2010 a 2022, população brasileira cresce 6,5% e chega a 203,1 milhões

A população do país chegou a 203,1 milhões em 2022, com aumento de 6,5% frente ao censo demográfico anterior, realizado em 2010. Isso representa um acréscimo de 12,3 milhões de pessoas no período.De 2010 a 2022, a taxa de crescimento anual da população do país foi de 0,52%. Trata-se da menor taxa desde o primeiro Censo do Brasil, em 1872.A região Sudeste tem 84,8 milhões de habitantes, o que representa 41,8% da população do país. Os três estados brasileiros mais populosos – São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro – concentram 39,9% da população brasileira.A região Centro-Oeste é a menos populosa, com 16,3 milhões de habitantes, ou 8,0% da população do país.Em 2022, as concentrações urbanas abrigavam 124,1 milhões de pessoas, 61%.Cerca de 44,8% dos municípios brasileiros tinham até 10 mil habitantes, mas apenas 12,8 milhões de pessoas, ou 6,3% da população do país, viviam em cidades desse porte.

Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil Em 2022, os habitantes do estado de São Paulo representavam cerca de um quinto da população brasileira – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Em 1º de agosto de 2022, o Brasil tinha 203.062.512 habitantes. Desde 2010, quando foi realizado o Censo Demográfico anterior, a população do país cresceu 6,5%, ou 12.306.713 pessoas a mais.

Isso resulta em uma taxa de crescimento anual de 0,52%, a menor já observada desde o início da série histórica iniciada em 1872, ano da primeira operação censitária do país. Os dados são dos primeiros resultados do Censo Demográfico de 2022, divulgados hoje (28) pelo IBGE. Nos 150 anos que separam a primeira operação censitária da última, o Brasil aumentou a sua população em mais de 20 vezes: ao todo, um acréscimo de 193,1 milhões de habitantes.

See also:  Qual A ImportNcia Da Filosofia Para O Pensamento?

O maior crescimento, em números absolutos, foi registrado entre as décadas de 70 e 80, quando houve uma adição de 27,8 milhões de pessoas. Mas a série histórica do Censo mostra que a média anual de crescimento vem diminuindo desde a década de 60. “Em 2022, a taxa de crescimento anual foi reduzida para menos da metade do que era em 2010 (1,17%)”, afirma o coordenador técnico do Censo, Luciano Duarte. Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil O Sudeste continua sendo a região mais populosa do país, atingindo, em 2022, 84,8 milhões de habitantes. Esse contingente representava 41,8% da população brasileira. Já o Nordeste, onde viviam 54,6 milhões de pessoas, respondia por 26,9% dos habitantes do país.

As duas regiões foram as que tiveram a menor taxa de crescimento anual desde o Censo 2010: enquanto a população do Nordeste registrou uma taxa crescimento anual de 0,24%, a do Sudeste foi de 0,45%. Por outro lado, o Norte era a segunda região menos populosa, com 17,3 milhões de habitantes, representando 8,5% dos residentes do país.

Essa participação da região vem crescendo sucessivamente nas últimas décadas. A taxa crescimento anual foi de 0,75%, a segunda maior entre as regiões, mas bem inferior àquela apresentada no período intercensitário anterior (2000/2010), quando esse percentual era de 2,09%.

  1. Isso significa que, embora a população continue aumentando, o ritmo de crescimento do número de habitantes do Norte é menor em relação à década anterior.
  2. A taxa de crescimento anual do Norte, frente aos dados de 2010, só foi menor do que a do Centro-Oeste (1,23%), região que chegou a 16,3 milhões de habitantes, o menor contingente entre as regiões.

Isso significa um aumento de 15,8% em 12 anos. O Sul, que concentrava 14,7% dos habitantes do país, aumentou seu contingente populacional em 9,3% no mesmo período, alcançando 29,9 milhões de pessoas. São Paulo segue sendo o estado mais populoso do país Os primeiros resultados do Censo 2022 também apontaram que São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro seguem sendo os estados mais populosos do país.

  • Juntos, os três concentravam 39,9% da população brasileira.
  • São Paulo, o maior deles em termos de população, tinha 44,4 milhões de habitantes.
  • Cerca de um quinto da população brasileira (21,8%) vivia no estado.
  • Roraima também continua sendo o estado menos populoso, com 636,3 mil habitantes, ainda que tenha apresentado a maior taxa de crescimento anual no período de 12 anos (2,92%).

Na sequência, os estados com menor número de habitantes foram Amapá (733,5 mil) e Acre (830 mil). Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil Catorze estados e o Distrito Federal registraram taxas de crescimento anual acima da média nacional (0,52%) em 2022. Além de Roraima (2,92%), que passou de uma população de 450.479, em 2010, para 636.303 em 2022, destacaram-se no crescimento populacional Santa Catarina (1,66%), Mato Grosso (1,57%), Goiás (1,35%), Amazonas (1,03%) e Acre (1,03%).

Entre os estados que menos cresceram (com variação de 0,1% ou menos) está o Rio de Janeiro (0,03%), o terceiro mais populoso do país. A população fluminense passou de 15,9 milhões, em 2010, para 16,1 milhões, em 2022. Os demais foram Alagoas (0,02%), Bahia (0,07%) e Rondônia (0,10%). Quase metade dos municípios do país tem até 10 mil habitantes Há 5.570 municípios no país e quase metade (44,8%) desse total tinha até 10 mil habitantes em 2022.

Nesses 2.495 municípios viviam 12,8 milhões de pessoas. A maior parte da população do país (57% do total) habitava apenas 319 municípios, o que, de acordo com a publicação, evidencia que as pessoas estão concentradas em centros urbanos acima de 100 mil habitantes. Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil Os 20 municípios mais populosos do país concentravam 22,1% do total da população e 17 deles são capitais. Os demais foram Guarulhos e Campinas, em São Paulo, e São Gonçalo, no Rio de Janeiro. A capital paulista aparece em primeiro lugar no ranking, com 11,5 milhões de habitantes, seguida do Rio de Janeiro (6,2 milhões) e Brasília (2,8 milhões).

Municípios com as maiores populações
UF Município População Variação
2010 2022
SP São Paulo 11.253.503 11.451.245 1,80%
RJ Rio de Janeiro 6.320.446 6.211.423 -1,70%
DF Brasília 2.570.160 2.817.068 9,60%
CE Fortaleza 2.452.185 2.428.678 -1,00%
BA Salvador 2.675.656 2.418.005 -9,60%
MG Belo Horizonte 2.375.151 2.315.560 -2,50%
AM Manaus 1.802.014 2.063.547 14,50%
PR Curitiba 1.751.907 1.773.733 1,20%
PE Recife 1.537.704 1.488.920 -3,20%
GO Goiânia 1.302.001 1.437.237 10,40%
RS Porto Alegre 1.409.351 1.332.570 -5,40%
PA Belém 1.393.399 1.303.389 -6,50%
SP Guarulhos 1.221.979 1.291.784 5,70%
SP Campinas 1.080.113 1.138.309 5,40%
MA São Luís 1.014.837 1.037.775 2,30%
AL Maceió 932.748 957.916 2,70%
MS Campo Grande 786.797 897.938 14,10%
RJ São Gonçalo 999.728 896.744 -10,30%
PI Teresina 814.230 866.300 6,40%
PB João Pessoa 723.515 833.932 15,30%

table>

Municípios com as menores populações UF Município População Variação 2010 2022 MG Serra da Saudade 815 833 2,20% SP Bora 805 907 12,70% GO Anhanguera 1.020 924 -9,40% MT Araguainha 1.096 1.010 -7,80% SP Nova Castilho 1.125 1.062 -5,60% MG Cedro do Abaete 1.210 1.081 -10,70% RS Andre da Rocha 1.216 1.135 -6,70% TO Oliveira de Fátima 1.037 1.164 12,20% RS União da Serra 1.487 1.170 -21,30% MG São Sebastião do Rio Preto 1.613 1.259 -21,90% RS Coqueiro Baixo 1.528 1.290 -15,60% RS Engenho Velho 1.527 1.296 -15,10% PI Miguel Leão 1.253 1.318 5,20% PR Nova Aliança do Ivai 1.431 1.323 -7,50% PR Jardim Olinda 1.409 1.343 -4,70% RS Carlos Gomes 1.607 1.368 -14,90% RS Tupanci do Sul 1.573 1.374 -12,70% SP Uru 1.251 1.387 10,90% GO Lagoa Santa 1.254 1.390 10,80% MG Grupiara 1.373 1.392 1,40%

Entre os municípios de mais de 100 mil habitantes com maior aumento percentual no contingente populacional estão Senador Ganedo, em Goiás, que passou de 84,4 mil residentes, em 2010, para 155,6 mil, em 2022 (crescimento de 84,3%), e Fazenda Rio Grande, no Paraná, cuja população era de 81,7 mil e chegou a 148,9 mil (82,3%).

  • Já os municípios com população acima de 100 mil pessoas que tiveram maior retração percentual da população foram São Gonçalo, no Rio de Janeiro, que chegou a 896,7 mil habitantes (queda de 10,3%), Salvador (-9,6%) e Itabuna (-8,8%), ambos na Bahia.
  • A capital baiana passou de 2,7 milhões de habitantes para 2,4 milhões no período intercensitário.

O diretor de geociências do IBGE, Claudio Stenner, reforça que a redução do número de habitantes nas metrópoles é algo inédito no país. “Muitas vezes o município núcleo da metrópole, daquela concentração urbana, perde população, mas as cidades vizinhas ganham.

  • Isso tem a ver com o espalhamento do tecido urbano para além dos limites municipais.
  • Isso quer dizer que há expansões novas, até pelo esgotamento de área desse município.
  • É uma parte importante da explicação desse fenômeno”, diz.
  • Em números absolutos, as três cidades acima de 100 mil habitantes que registraram maior aumento populacional são capitais, com destaque para Manaus, no Amazonas, que passou de 1,8 milhão para 2,1 milhões, um aumento de 261,5 mil pessoas em 12 anos.

Nesse período, a população de Brasília, capital federal, teve uma adição de 246,9 mil pessoas, enquanto o crescimento de São Paulo foi de 197,7 mil habitantes. Entre as reduções, considerando os números absolutos, também aparecem Salvador, com retração de 257,7 mil pessoas, e São Gonçalo (-102,9 mil), municípios que se destacaram na redução percentual entre aqueles com mais de 100 mil habitantes.

  1. A capital do Rio de Janeiro (-109 mil) foi o segundo município que mais perdeu população desde 2010.
  2. Cerca de 124 milhões vivem em concentrações urbanas Em 2022, havia 124,1 milhões de pessoas vivendo em concentrações urbanas, que são arranjos populacionais ou municípios isolados com mais de 100 mil habitantes.

Os arranjos populacionais são formados por municípios com forte integração, geralmente conurbados. Essa aglutinação de cidades forma unidades espaciais, como é o caso da capital paulista, núcleo de uma concentração urbana que reúne 37 municípios. Outros exemplos de concentrações do país são Belo Horizonte, em Minas Gerais (23), e Rio de Janeiro (21).

  1. As concentrações urbanas podem ser formadas por um único município ou por um conjunto de municípios fortemente integrados e articulados entre si que funcionam como uma cidade só.
  2. É importante analisar essas informações urbanas porque, por exemplo, muitas vezes o crescimento demográfico se dá pelo espalhamento do tecido urbano de um município para um município vizinho.

Então para se entender a taxa de crescimento demográfico desses municípios mais conurbados é preciso olhar para a concentração urbana e as relações que existem ali”, explica Stenner. Comparado aos dados do Censo 2010, o aumento da população que vivia em concentrações urbanas foi de 9,2 milhões de pessoas, o que representa parte expressiva do crescimento do país.

  1. No Brasil, são 185 concentrações urbanas e a maior parte delas (80) estava no Sudeste.
  2. Em seguida, aparecem Nordeste e Sul, com 37 cada.
  3. Na outra ponta estavam 4.218 municípios com menos de 25 mil habitantes.
  4. Cerca de 19,7% da população do país viviam neles.
  5. Mais sobre a pesquisa O Censo Demográfico é a maior e mais completa operação estatística realizada no país.
See also:  Quanto Custa Uma Rinoplastia?

A pesquisa busca bater à porta de todos os domicílios dos 5570 municípios brasileiros para produzir um retrato fiel da sociedade. Nos primeiros resultados, o Censo traz dados sobre população, domicílios, área dos municípios e densidade demográfica para o país, Grandes Regiões, Estados, Distrito Federal, Municípios e concentrações urbanas.

Qual o 3 estado mais populoso do Brasil?

3 – Rio de Janeiro – O terceiro lugar desta lista é do estado do Rio de Janeiro, na região Sudeste, que apresentava uma população de 15.989.929 de pessoas em 2010. Já no censo de 2021, o estado apresentou população de 17.463.349 pessoas. No total, o estado conta com 92 municípios, sendo o mais populoso a capital de mesmo nome.

Quais são os estados mais pobres do Brasil?

Evolução da Pobreza As maiores populações em condição de pobreza foram observadas para os estado da Bahia, Pernambuco, Ceará, Maranhão e Minas Gerais. Já as maiores proporções foram observadas nos estados de Alagoas, Maranhão, Piauí, Ceará e Pernambuco.

Qual estado mais perigoso do Brasil em 2023?

Monitor da Violência: Pernambuco fica atrás de apenas dois estados no total de crimes violentos no 1º semestre de 2023; saiba quais 1 de 1 Imagem de arquivo mostra isolamento, viatura da polícia e policiais em local de homicídio no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo Imagem de arquivo mostra isolamento, viatura da polícia e policiais em local de homicídio no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo Pernambuco foi o terceiro estado com maior número absoluto de crimes violentos do Brasil no primeiro semestre de 2023, com 1.722 casos de homicídios (incluindo feminicídios), latrocínios (roubos seguidos de mortes) e lesões corporais que causaram mortes.

  • Levantamento do com base nos números da Secretaria de Defesa Social (SDS).
  • Apenas a e o registraram mais crimes violentos que Pernambuco, com 2.515 ocorrências e 1.790 casos no primeiro semestre de 2023.
  • O resultado de Pernambuco de janeiro a junho deste ano é pior do que o de estados populosos como São Paulo, que teve 1.509 registros, e Minas Gerais, com 1.272.

Levando em consideração a taxa por 100 mil habitantes, Pernambuco é o estado mais violento do Nordeste e o segundo do país. Foram registrados 17,8 crimes violentos a cada 100 mil residentes no estado. A taxa média do Brasil no mesmo período foi de 9,2.

O único estado com um resultado proporcional maior foi o Amapá, com 19,9 crimes a cada 100 mil pessoas. Embora o cenário seja alarmante, Pernambuco teve uma redução de 4,8% nos crimes violentos em relação ao primeiro semestre de 2022. A queda foi maior do que a média nacional, que registrou uma redução de 3,4%.

No resultado mês a mês, apenas fevereiro de 2023 teve mais crimes do que no mesmo período do ano anterior. O levantamento, que compila os dados mês a mês, faz parte do, uma parceria do com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-) e do Fórum Brasileiro da Segurança Pública (FBSP).

Embora a criminalidade tenha decaído, o ritmo da redução ainda não é suficiente para tirar o estado do ranking dos mais violentos do país. A 17ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em julho, mostrou que e registrou 3.423 assassinatos em 2022. O Juntos pela Segurança foi apresentado sem um plano de ação ou metas que devem ser alcançadas pelos próximos anos.

Na ocasião, foi iniciada a uma consulta pública para a construção do plano, que deve ser entregue em 28 de setembro. Na quarta-feira (16), o entrou em contato com a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco para saber sobre o andamento da elaboração do plano de segurança e as metas que devem ser atingidas pelos próximos anos, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Qual lugar mais perigoso do Nordeste?

Um levantamento do Monitor da Violência, divulgado nesta quarta-feira (1°), apontou que o Rondônia foi o 7° estado mais violento em 2022 em relação as maiores taxas de homicídios. Foram 28,5 mortos para cada 100 mil habitantes Os estados do Norte e do Nordeste encabeçam a lista dos que têm mais assassinatos por habitante.

Pernambuco: 35,3 (mortes a cada 100 mil habitantes)Bahia: 34,2Alagoas: 33,5Amazonas: 33,5Ceará: 32,2Rio Grande do Norte: 30,9 Rondônia: 28,5 Roraima: 28Tocantins: 27,2Mato Grosso: 27Paraíba: 26,9Pará: 25,9Amapá: 25,8Espírito Santo: 25,6Sergipe: 25,4Piauí: 24,9Maranhão: 24,8Acre: 23,8Mato Grosso do Sul: 18Rio de Janeiro: 18Paraná: 17,7Goiás: 17,1Rio Grande do Sul: 15,3Minas Gerais: 12Distrito Federal: 9,7Santa Catarina: 8,7São Paulo: 7,1

Qual é a capital mais movimentada do Brasil?

São Paulo: a mais populosa – São Paulo é a cidade mais populosa do Brasil, com 11,4 milhões de habitantes, segundo dados do IBGE. O Rio de Janeiro vem logo em seguida, com 6,2 milhões, e Brasília, com 2,8 milhões de pessoas vivendo na capital federal. Guarulhos, na Grande São Paulo, é a cidade mais populosa do país que não é uma capital de estado, com 1,2 milhão de habitantes.

Quais são os estados mais populoso do Brasil?

As cidades mais populosas de cada estado do Brasil, segundo Censo 2022 A população do Brasil é de 203.062.512 habitantes, segundo o Censo Demográfico 2022, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ). O crescimento populacional foi de 6,5% em relação a 2010, ano do último levantamento, que constatou que 190.755.799 pessoas viviam em todo o país.

São Paulo continua como o Estado mais populoso do país, com 44,4 milhões de habitantes, seguido de Minas Gerais, com 20,5 milhões, e do Rio de Janeiro, com 16,05 milhões, segundo os dados do levantamento. Já Roraima é o último da lista, com 636,3 mil moradores. A cidade de São Paulo também se manteve no topo do ranking de maior número de habitantes, com 11,4 milhões.

O Rio de Janeiro ocupa a segunda posição, com 6,211 milhões, e Brasília, a capital federal, passou a ser a terceira cidade mais populosa, com 2,81 milhões de pessoas. O Censo é um levantamento feito pelo IBGE para obter um amplo número de informações e traçar um perfil socioeconômico da população do país.

Quais os 15 estados mais populosos do Brasil?

Lista

Posição Unidade federativa População (Censo de 2022)
1 São Paulo 44 411 238
2 Minas Gerais 20 538 718
3 Rio de Janeiro 16 054 524
4 Bahia 14 141 626

Quais são os estados mais populosos no Brasil?

De 2010 a 2022, população brasileira cresce 6,5% e chega a 203,1 milhões

A população do país chegou a 203,1 milhões em 2022, com aumento de 6,5% frente ao censo demográfico anterior, realizado em 2010. Isso representa um acréscimo de 12,3 milhões de pessoas no período.De 2010 a 2022, a taxa de crescimento anual da população do país foi de 0,52%. Trata-se da menor taxa desde o primeiro Censo do Brasil, em 1872.A região Sudeste tem 84,8 milhões de habitantes, o que representa 41,8% da população do país. Os três estados brasileiros mais populosos – São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro – concentram 39,9% da população brasileira.A região Centro-Oeste é a menos populosa, com 16,3 milhões de habitantes, ou 8,0% da população do país.Em 2022, as concentrações urbanas abrigavam 124,1 milhões de pessoas, 61%.Cerca de 44,8% dos municípios brasileiros tinham até 10 mil habitantes, mas apenas 12,8 milhões de pessoas, ou 6,3% da população do país, viviam em cidades desse porte.

Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil Em 2022, os habitantes do estado de São Paulo representavam cerca de um quinto da população brasileira – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Em 1º de agosto de 2022, o Brasil tinha 203.062.512 habitantes. Desde 2010, quando foi realizado o Censo Demográfico anterior, a população do país cresceu 6,5%, ou 12.306.713 pessoas a mais.

  1. Isso resulta em uma taxa de crescimento anual de 0,52%, a menor já observada desde o início da série histórica iniciada em 1872, ano da primeira operação censitária do país.
  2. Os dados são dos primeiros resultados do Censo Demográfico de 2022, divulgados hoje (28) pelo IBGE.
  3. Nos 150 anos que separam a primeira operação censitária da última, o Brasil aumentou a sua população em mais de 20 vezes: ao todo, um acréscimo de 193,1 milhões de habitantes.

O maior crescimento, em números absolutos, foi registrado entre as décadas de 70 e 80, quando houve uma adição de 27,8 milhões de pessoas. Mas a série histórica do Censo mostra que a média anual de crescimento vem diminuindo desde a década de 60. “Em 2022, a taxa de crescimento anual foi reduzida para menos da metade do que era em 2010 (1,17%)”, afirma o coordenador técnico do Censo, Luciano Duarte. Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil O Sudeste continua sendo a região mais populosa do país, atingindo, em 2022, 84,8 milhões de habitantes. Esse contingente representava 41,8% da população brasileira. Já o Nordeste, onde viviam 54,6 milhões de pessoas, respondia por 26,9% dos habitantes do país.

  1. As duas regiões foram as que tiveram a menor taxa de crescimento anual desde o Censo 2010: enquanto a população do Nordeste registrou uma taxa crescimento anual de 0,24%, a do Sudeste foi de 0,45%.
  2. Por outro lado, o Norte era a segunda região menos populosa, com 17,3 milhões de habitantes, representando 8,5% dos residentes do país.
See also:  O Condutor Que Deixar De Transferir A Propriedade Do VeCulo No Prazo De 30 Dias Terá Como PuniçãO?

Essa participação da região vem crescendo sucessivamente nas últimas décadas. A taxa crescimento anual foi de 0,75%, a segunda maior entre as regiões, mas bem inferior àquela apresentada no período intercensitário anterior (2000/2010), quando esse percentual era de 2,09%.

  1. Isso significa que, embora a população continue aumentando, o ritmo de crescimento do número de habitantes do Norte é menor em relação à década anterior.
  2. A taxa de crescimento anual do Norte, frente aos dados de 2010, só foi menor do que a do Centro-Oeste (1,23%), região que chegou a 16,3 milhões de habitantes, o menor contingente entre as regiões.

Isso significa um aumento de 15,8% em 12 anos. O Sul, que concentrava 14,7% dos habitantes do país, aumentou seu contingente populacional em 9,3% no mesmo período, alcançando 29,9 milhões de pessoas. São Paulo segue sendo o estado mais populoso do país Os primeiros resultados do Censo 2022 também apontaram que São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro seguem sendo os estados mais populosos do país.

Juntos, os três concentravam 39,9% da população brasileira. São Paulo, o maior deles em termos de população, tinha 44,4 milhões de habitantes. Cerca de um quinto da população brasileira (21,8%) vivia no estado. Roraima também continua sendo o estado menos populoso, com 636,3 mil habitantes, ainda que tenha apresentado a maior taxa de crescimento anual no período de 12 anos (2,92%).

Na sequência, os estados com menor número de habitantes foram Amapá (733,5 mil) e Acre (830 mil). Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil Catorze estados e o Distrito Federal registraram taxas de crescimento anual acima da média nacional (0,52%) em 2022. Além de Roraima (2,92%), que passou de uma população de 450.479, em 2010, para 636.303 em 2022, destacaram-se no crescimento populacional Santa Catarina (1,66%), Mato Grosso (1,57%), Goiás (1,35%), Amazonas (1,03%) e Acre (1,03%).

  1. Entre os estados que menos cresceram (com variação de 0,1% ou menos) está o Rio de Janeiro (0,03%), o terceiro mais populoso do país.
  2. A população fluminense passou de 15,9 milhões, em 2010, para 16,1 milhões, em 2022.
  3. Os demais foram Alagoas (0,02%), Bahia (0,07%) e Rondônia (0,10%).
  4. Quase metade dos municípios do país tem até 10 mil habitantes Há 5.570 municípios no país e quase metade (44,8%) desse total tinha até 10 mil habitantes em 2022.

Nesses 2.495 municípios viviam 12,8 milhões de pessoas. A maior parte da população do país (57% do total) habitava apenas 319 municípios, o que, de acordo com a publicação, evidencia que as pessoas estão concentradas em centros urbanos acima de 100 mil habitantes. Qual O Estado Mais Populoso Do Brasil Os 20 municípios mais populosos do país concentravam 22,1% do total da população e 17 deles são capitais. Os demais foram Guarulhos e Campinas, em São Paulo, e São Gonçalo, no Rio de Janeiro. A capital paulista aparece em primeiro lugar no ranking, com 11,5 milhões de habitantes, seguida do Rio de Janeiro (6,2 milhões) e Brasília (2,8 milhões).

Municípios com as maiores populações
UF Município População Variação
2010 2022
SP São Paulo 11.253.503 11.451.245 1,80%
RJ Rio de Janeiro 6.320.446 6.211.423 -1,70%
DF Brasília 2.570.160 2.817.068 9,60%
CE Fortaleza 2.452.185 2.428.678 -1,00%
BA Salvador 2.675.656 2.418.005 -9,60%
MG Belo Horizonte 2.375.151 2.315.560 -2,50%
AM Manaus 1.802.014 2.063.547 14,50%
PR Curitiba 1.751.907 1.773.733 1,20%
PE Recife 1.537.704 1.488.920 -3,20%
GO Goiânia 1.302.001 1.437.237 10,40%
RS Porto Alegre 1.409.351 1.332.570 -5,40%
PA Belém 1.393.399 1.303.389 -6,50%
SP Guarulhos 1.221.979 1.291.784 5,70%
SP Campinas 1.080.113 1.138.309 5,40%
MA São Luís 1.014.837 1.037.775 2,30%
AL Maceió 932.748 957.916 2,70%
MS Campo Grande 786.797 897.938 14,10%
RJ São Gonçalo 999.728 896.744 -10,30%
PI Teresina 814.230 866.300 6,40%
PB João Pessoa 723.515 833.932 15,30%

table>

Municípios com as menores populações UF Município População Variação 2010 2022 MG Serra da Saudade 815 833 2,20% SP Bora 805 907 12,70% GO Anhanguera 1.020 924 -9,40% MT Araguainha 1.096 1.010 -7,80% SP Nova Castilho 1.125 1.062 -5,60% MG Cedro do Abaete 1.210 1.081 -10,70% RS Andre da Rocha 1.216 1.135 -6,70% TO Oliveira de Fátima 1.037 1.164 12,20% RS União da Serra 1.487 1.170 -21,30% MG São Sebastião do Rio Preto 1.613 1.259 -21,90% RS Coqueiro Baixo 1.528 1.290 -15,60% RS Engenho Velho 1.527 1.296 -15,10% PI Miguel Leão 1.253 1.318 5,20% PR Nova Aliança do Ivai 1.431 1.323 -7,50% PR Jardim Olinda 1.409 1.343 -4,70% RS Carlos Gomes 1.607 1.368 -14,90% RS Tupanci do Sul 1.573 1.374 -12,70% SP Uru 1.251 1.387 10,90% GO Lagoa Santa 1.254 1.390 10,80% MG Grupiara 1.373 1.392 1,40%

Entre os municípios de mais de 100 mil habitantes com maior aumento percentual no contingente populacional estão Senador Ganedo, em Goiás, que passou de 84,4 mil residentes, em 2010, para 155,6 mil, em 2022 (crescimento de 84,3%), e Fazenda Rio Grande, no Paraná, cuja população era de 81,7 mil e chegou a 148,9 mil (82,3%).

  • Já os municípios com população acima de 100 mil pessoas que tiveram maior retração percentual da população foram São Gonçalo, no Rio de Janeiro, que chegou a 896,7 mil habitantes (queda de 10,3%), Salvador (-9,6%) e Itabuna (-8,8%), ambos na Bahia.
  • A capital baiana passou de 2,7 milhões de habitantes para 2,4 milhões no período intercensitário.

O diretor de geociências do IBGE, Claudio Stenner, reforça que a redução do número de habitantes nas metrópoles é algo inédito no país. “Muitas vezes o município núcleo da metrópole, daquela concentração urbana, perde população, mas as cidades vizinhas ganham.

Isso tem a ver com o espalhamento do tecido urbano para além dos limites municipais. Isso quer dizer que há expansões novas, até pelo esgotamento de área desse município. É uma parte importante da explicação desse fenômeno”, diz. Em números absolutos, as três cidades acima de 100 mil habitantes que registraram maior aumento populacional são capitais, com destaque para Manaus, no Amazonas, que passou de 1,8 milhão para 2,1 milhões, um aumento de 261,5 mil pessoas em 12 anos.

Nesse período, a população de Brasília, capital federal, teve uma adição de 246,9 mil pessoas, enquanto o crescimento de São Paulo foi de 197,7 mil habitantes. Entre as reduções, considerando os números absolutos, também aparecem Salvador, com retração de 257,7 mil pessoas, e São Gonçalo (-102,9 mil), municípios que se destacaram na redução percentual entre aqueles com mais de 100 mil habitantes.

  • A capital do Rio de Janeiro (-109 mil) foi o segundo município que mais perdeu população desde 2010.
  • Cerca de 124 milhões vivem em concentrações urbanas Em 2022, havia 124,1 milhões de pessoas vivendo em concentrações urbanas, que são arranjos populacionais ou municípios isolados com mais de 100 mil habitantes.

Os arranjos populacionais são formados por municípios com forte integração, geralmente conurbados. Essa aglutinação de cidades forma unidades espaciais, como é o caso da capital paulista, núcleo de uma concentração urbana que reúne 37 municípios. Outros exemplos de concentrações do país são Belo Horizonte, em Minas Gerais (23), e Rio de Janeiro (21).

“As concentrações urbanas podem ser formadas por um único município ou por um conjunto de municípios fortemente integrados e articulados entre si que funcionam como uma cidade só. É importante analisar essas informações urbanas porque, por exemplo, muitas vezes o crescimento demográfico se dá pelo espalhamento do tecido urbano de um município para um município vizinho.

Então para se entender a taxa de crescimento demográfico desses municípios mais conurbados é preciso olhar para a concentração urbana e as relações que existem ali”, explica Stenner. Comparado aos dados do Censo 2010, o aumento da população que vivia em concentrações urbanas foi de 9,2 milhões de pessoas, o que representa parte expressiva do crescimento do país.

  1. No Brasil, são 185 concentrações urbanas e a maior parte delas (80) estava no Sudeste.
  2. Em seguida, aparecem Nordeste e Sul, com 37 cada.
  3. Na outra ponta estavam 4.218 municípios com menos de 25 mil habitantes.
  4. Cerca de 19,7% da população do país viviam neles.
  5. Mais sobre a pesquisa O Censo Demográfico é a maior e mais completa operação estatística realizada no país.

A pesquisa busca bater à porta de todos os domicílios dos 5570 municípios brasileiros para produzir um retrato fiel da sociedade. Nos primeiros resultados, o Censo traz dados sobre população, domicílios, área dos municípios e densidade demográfica para o país, Grandes Regiões, Estados, Distrito Federal, Municípios e concentrações urbanas.

Qual a lista dos estados mais populosos do Brasil?

Quais são os maiores e menores estados do Brasil? Veja ranking O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística () divulgou, nesta quarta-feira (28), dados do, A população brasileira ultrapassou 200 milhões de pessoas, e continua sendo o estado mais populoso.