Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

Onde Est Bolsonaro?

Por que o Bolsonaro está internado?

Ex-presidente Bolsonaro é internado em SP para passar por cirurgias O ex-presidente da República Jair Bolsonaro foi internado nesta segunda-feira (11) no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para passar por cirurgias. Segundo informações do assessor do ex-chefe do Executivo Fabio Wajngarten, Bolsonaro chegou ao hospital por volta das 14h30 de hoje. Até este momento, a reportagem da Agência Brasil não conseguiu obter mais detalhes sobre os procedimentos aos quais Bolsonaro será submetido. A assessoria do Hospital Vila Nova Star foi procurada, mas não informou à reportagem quais são as cirurgias e quando serão realizadas.

  • Em entrevista à Reuters na noite de domingo (10), o ex-presidente afirmou que as cirurgias seriam feitas para tratar consequências da que sofreu durante a campanha presidencial de 2018, em Juiz de Fora, Minas Gerais.
  • Na entrevista, Bolsonaro revelou que seria submetido a três cirurgias: uma para desvio de septo, outra para corrigir uma hérnia de hiato e a terceira para correção do intestino.

Uma delas, a do intestino, informou o ex-presidente, teria sido remarcada para outubro ou novembro. No, o ex-presidente esteve no Hospital Vila Nova Star para passar por exames de rotina. No momento da internação, Wajngarten informou que os exames eram para avaliar a condição clínica do paciente, especialmente no sistema digestivo, tráfego intestinal, aderências, hérnia abdominal e refluxo.

Onde está o Bolsonaro em 2023?

Após uma temporada de 89 dias nos Estados Unidos, o ex-presidente Jair Bolsonaro ( PL ) retornou ao Brasil na manhã desta quinta-feira (30) para tentar liderar a oposição ao governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao mesmo tempo em que precisará se defender em investigações —que vão do caso das joias da Arábia Saudita aos ataques de 8 de janeiro,

  • O avião comercial que partiu de Orlando pousou no aeroporto internacional de Brasília às 6h38 desta quinta.
  • Ele não saiu pelo saguão tradicional do aeroporto, mas por uma passagem que dá acesso ao hangar da Polícia Federal, seguindo determinação das autoridades de segurança.
  • O ex-mandatário seguiu para a sede do PL, onde participa de um evento com correligionários e apoiadores.

A imprensa não foi autorizada a acompanhar, a pedido do próprio Bolsonaro. No saguão do aeroporto de Brasília, dezenas de apoiadores do ex-presidente se reuniam para recepcioná-lo. Não sabiam que Bolsonaro sairia por outro local. Eles oscilavam entre cantar o hino nacional e gritos de “mito”, “ei, Bolsonaro, cadê você, eu vim aqui só pra te ver”.

Por vezes, xingavam Lula e a Globo. Bolsonaro, que segundo aliados deve comandar a oposição a Lula, mirou no petista em suas primeiras declarações após o retorno. Disse que Lula está “por pouco tempo no poder” e não poderá fazer o que quiser “com o destino da nossa nação”. “Onde eu vou pra abraçar meu presidente?”, questionou Tania Rocha Cezar.

Decepcionada com a notícia, a dona de casa de 77 anos viajou de ônibus de São Vicente (SP) para Brasília apenas para acompanhar o retorno de ex-mandatário. “Tô achando ótimo que ele está nos nossos braços outra vez e vamos levar ele para a Presidência novamente”, disse Tânia, que questionou se a reportagem era lulista ou bolsonarista, porque não fala com eleitores de Lula.

  1. Assim como Tania, Fernando Orlandi também foi para Brasília apenas para tentar ver o ex-presidente.
  2. O empresário de 30 anos carregava o filho Kemuel de 1 ano nos braços, enquanto esperava Bolsonaro sair pelo desembarque internacional.
  3. Ele motivou muito o agronegócio, pequenos e grandes,
  4. A gente tem que dar uma força,

A terra dele é aqui, com vitória ou derrota, ele tem que ficar aqui no Brasil”, disse à Folha, A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal preparou um esquema de segurança especial para a chegada do ex-presidente. Bolsonaro partiu para os Estados Unidos no dia 30 de dezembro, às vésperas do fim do seu mandato presidencial.

O objetivo foi não precisar passar a faixa presidencial para Lula, ignorando dessa forma o ritmo democrático de transferir simbolicamente o poder a seu sucessor. Desde a derrota eleitoral para Lula, Bolsonaro adotou uma postura de reclusão, com raras aparições públicas. O silêncio do então mandatário, e sua resistência a reconhecer o resultado, ajudou a alimentar teorias golpistas entre seus apoiadores —em especial nos acampamentos montados em frente a quartéis pelo país.

Ele viajou aos Estados Unidos em avião da FAB (Força Aérea Brasileira), utilizando a estrutura da Presidência da República. Durante sua temporada nos EUA, ficou hospedado na região de Orlando (Flórida), inicialmente na casa que pertence ao ex-lutador de MMA José Aldo.

  1. Costumava sair para conversar com apoiadores que se aglomeravam em frente à residência.
  2. O ex-mandatário também participou de eventos políticos conservadores.
  3. Como a Folha mostrou, os gastos com dinheiro público da viagem do ex-presidente já se aproximavam de R$ 1 milhão em fevereiro.
  4. Do território americano, viu os ataques golpistas promovidos por seus apoiadores, que invadiram e depredaram o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o STF (Supremo Tribunal Federal).

Condenou os atos, mas afirmou que houve muitas injustiças, ” muita gente sendo injustiçada lá. Aquilo não é terrorismo pela nossa legislação. Tem gente que tem que sim ser individualizada, invasão, depredação, e cada um que pague por aquilo que fez”, afirmou em um evento conservador.

O retorno de Bolsonaro chegou a ser anunciado algumas vezes por ele próprio e aliados, que depois recuaram. O filho mais velho do ex-presidente, senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), chegou a anunciar no início de março que seu pai retornaria ao Brasil no dia 15 do mês. No entanto, recuou 14 minutos depois.

Agora Bolsonaro vai assumir o cargo de presidente de honra do PL, com salário de cerca de R$ 40 mil. Ele vai morar em uma casa dentro de um condomínio de alto padrão em Brasília. Ao chegar no PL, Bolsonaro elogiou o perfil do Congresso empossado no início do ano e sugeriu que os parlamentares serão uma contenção a políticas de Lula.

  1. Eu lembro lá atrás quando alguém criticava o Parlamento, Ulysses Guimarães dizia: ‘espera o próximo’.
  2. Desta vez, o próximo melhorou e muito.
  3. O Parlamento tem nos orgulhando pelas medidas, pela forma de se comportar, agir lá dentro, fazendo o que tem que ser feito e mostrando para esse pessoal que, por ora, pouco tempo, está no poder, eles não vão fazer o que bem querem com o destino da nossa nação”, afirmou.

Mais tarde, em entrevista à rádio Jovem Pan, o ex-mandatário criou a primeira polêmica direta com o novo governo, criticando a equipe de Lula por não lhe ter fornecido veículos blindados. Bolsonaro afirmou que viu essa iniciativa como “um recado”. A Casa Civil afirmou em nota que “nenhum ex-presidente tem direito à utilização de carro blindado” e que foi disponibilizada a Bolsonaro a mesma estrutura dada a outros ex-chefes do Executivo.

  • O ex-mandatário vai buscar liderar a oposição ao governo Lula,
  • Mas também terá que se dedicar a defender-se de diferentes investigações, inclusive sobre os ataques de 8 de janeiro.
  • O próprio Bolsonaro foi incluído no inquérito que apura a instigação e autoria intelectual dos ataques golpistas, numa decisão do ministro Alexandre de Moraes,

Além do mais, Bolsonaro vai precisar responder a ações judiciais que podem torná-lo inelegível ou até acusado em processos criminais. O ex-mandatário pode responder por vazar dados de investigação sigilosa da Polícia Federal, por interferir no órgão, por difundir fake news, entre outras acusações.

  • Só no STF, seis inquéritos apuram condutas de Bolsonaro que podem configurar crimes.
  • Além disso, há outras 16 ações no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que podem torná-lo inelegível.
  • Há também mais de uma dezena de pedidos de investigação contra Bolsonaro mandados por ministros do Supremo para a primeira instância da Justiça, devido à perda do foro especial com a saída dele da Presidência.
See also:  Como Ver A Senha Do Wifi Que Estou Conectado App?

Esses pedidos começaram a ser enviados pelos ministros a esferas inferiores no dia 10 de fevereiro. Na entrevista à Jovem Pan, o ex-presidente disse não ver motivos para o TSE torná-lo inelegível. “A questão do Tribunal Superior Eleitoral os advogados do partido estão tratando.

  1. Não vejo materialidade em nada.
  2. A ação mais forte contra mim é uma reunião que fiz com embaixadores em meados do ano passado.
  3. Não vejo motivo para me julgar inelegível por causa disso”, declarou.
  4. No campo eleitoral, a principal ação em análise foi apresentada pelo PDT e tem como foco a reunião com embaixadores protagonizada pelo então presidente em julho de 2022, na qual ele repetiu teorias da conspiração sobre urnas eletrônicas e promoveu ameaças golpistas.

Bolsonaro também vai precisar enfrentar o desgaste político e responder pelo caso das joias vindas da Arábia Saudita. Nesta quarta-feira (29), o ex-presidente e seu ex-ajudante de ordens, tenente-coronel Mauro Cid, foram intimados pela Polícia Federal a depor sobre o caso.

Os depoimentos foram marcados para o dia 5 de abril. Por meio de seus advogados, Bolsonaro entregou em 24 de março à Caixa Econômica Federal em Brasília parte das joias que recebeu de presente dos sauditas em 2021. O kit inclui relógio, caneta, abotoaduras, anel e um tipo de rosário, todos da marca suíça de diamantes Chopard.

No mesmo dia, um kit de armas foi entregue à Polícia Federal, também por determinação do TCU (Tribunal de Contas da União). O tribunal ainda determinou que o conjunto de joias e relógio avaliado em R$ 16,5 milhões que seria para a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, retido pela Receita no aeroporto de Guarulhos (SP) em 2021, seja enviado à Caixa.

Quem o Bolsonaro está?

Candidatura à Presidência da República (2018) – Bolsonaro comemorando o resultado da convenção que o escolheu como sendo candidato à presidência pelo PSL Jair Bolsonaro candidatou-se à presidência da República Federativa do Brasil pelo Partido Social Liberal nas eleições presidenciais de 2018 com General Mourão (do PRTB ) como vice, na coligação “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

  • Sua candidatura, que tinha duas contestações, foi deferida por unanimidade pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
  • Jair Bolsonaro foi o primeiro candidato à presidência a alcançar o valor de um milhão de reais em doações para campanha eleitoral por meio do financiamento coletivo.
  • O valor foi alcançado após 59 dias do início da campanha de arrecadação, em 5 de julho, arrecadando-se em média dezessete mil reais por dia.

Em 23 de agosto, iniciou sua campanha, gozando de forte proteção policial e usando colete à prova de balas. O então presidente do PSL, Gustavo Bebianno declarou que Bolsonaro estava em nível máximo de risco.

Qual foi a cirurgia que o Bolsonaro fez?

Cirurgias de Bolsonaro foram satisfatórias e ex-presidente está em recuperação, diz boletim médico O ex-presidente passou nesta terça-feira (12) por cirurgias de correção de desvio e septo e por uma endoscopia para correção de refluxo gástrico e os procedimentos transcorreram de forma satisfatória, de acordo com o boletim médico do Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo.

  • Após os procedimentos, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro divulgou uma foto ao lado do ex-presidente reforçando que ele “estava bem”.
  • O paciente já se encontra em recuperação no quarto.
  • As equipes responsáveis pelos procedimentos reavaliarão o ex-presidente no final do dia para novas informações”, informou o hospital.

Ao todo, Bolsonaro foi submetido a três procedimentos cirúrgicos para o desvio de septo (septoplastia, uvulopalatofaringoplastia e turbinectomia) e uma endoscopia para redução de refluxo gastroesofágico. Bolsonaro, Ele é assistido pelo gastroenterologista Antonio Luiz Macedo e pelo otorrinolaringologista Sérgio Salomão Abdala Carui. Onde Est Bolsonaro Bolsonaro posta foto de cirurgia — Foto: Reprodução Bolsonaro tem uma suboclusão intestinal provocada pelae, por isso, precisa passar frequentemente por exames e procedimentos relacionados ao estômago e intestino. Ele já passou por quatro cirurgias por complicações causadas pelo ferimento e já precisou ser internado em pelo menos outras oito ocasiões para tratar das complicações.

  1. No mês passado, o ex-presidente foi internado em São Paulo com dores na região abdominal.
  2. Passou por ressonância magnética, endoscopia, tomografia e exames de sangue na ocasião.
  3. À época, o cirurgião Antônio Luiz Macedo, que comandará o procedimento desta terça-feira, afirmou ao GLOBO que Bolsonaro estava em condições de passar pelas cirurgias necessárias.

Antes da sua última passagem pelo Hospital Vila Nova Star, Bolsonaro já esteve internado em pelo menos oito ocasiões desde a facada. Em janeiro deste ano, ficou hospitalizado no hospital AdventHealth Celebration, em Orlando, na Flórida (EUA), durante sua temporada nos Estados Unidos.

  • Em 28 de março de 2022, o ex-presidente passou um dia internado após sentir um desconforto abdominal.
  • Havia a suspeita de uma nova obstrução intestinal, mas o quadro não se confirmou.
  • Em janeiro do mesmo ano, Bolsonaro ficou dois dias no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, por causa de uma obstrução no intestino.

À época, o médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que o acompanha desde que foi ferido em 2018, afirmou que o quadro foi ocasionado por um “camarão não mastigado”. : Cirurgias de Bolsonaro foram satisfatórias e ex-presidente está em recuperação, diz boletim médico

Qual será o presidente de 2023 no Brasil?

Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas, Se tem conhecimento sobre o tema abordado, edite a página e inclua as informações mais recentes, citando fontes fiáveis e independentes, — Encontre fontes: ABW • CAPES • Google ( N • L • A )

table>

Governo Lula Brasil presidencialismo Governo Lula (2023–presente) Governo Lula (2023–presente) Tipo Governo federal Legislatura Lista 39.º Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva 26.º Vice-presidente da República Geraldo Alckmin Eleição 2022 Mandato Início 1.º de janeiro de 2023 Composição Partido PT Coligação PCdoB, PV, PSOL, REDE, PSB, Avante, Solidariedade e PDT Oposição PL, NOVO e PSDB Sítio oficial www,gov,br Histórico
Jair Bolsonaro

/th>

O governo Lula ( terceiro mandato ), também chamado de governo Lula III, é o período atual da história política brasileira em que Luiz Inácio Lula da Silva exerce a presidência da República desde 1.º de janeiro de 2023, representando seu retorno ao cargo para um terceiro mandato após ter sido presidente de 2003 a 2011,

Quem será o presidente da República?

Novo presidente da República, Bolsonaro tomará posse em 1º de janeiro.

Porque o presidente está calado?

O presidente Jair Bolsonaro (PL) adotou a reclusão e o silêncio após as eleições. Há um fator médico que justifica essa decisão: ele está com uma infecção na perna, segundo relatou o vice-presidente Hamilton Mourão. Alguns aliados também dizem que o recolhimento do presidente é um processo de assimilação da derrota nas urnas.

  1. Mas outros, mais próximos de Bolsonaro, afirmam que ele não está abatido tampouco depressivo por causa da derrota no segundo turno – rumores que circulam nos bastidores.
  2. Segundo eles, o silêncio é estratégico: nos bastidores, Bolsonaro articula a contestação judicial do resultado da eleição presidencial.
See also:  Quanto Rende 50 Mil Na PoupanA?

Desde o fim das eleições, Bolsonaro manteve agendas políticas e partidárias de forma reservada. Reuniu-se com ministros para discutir as ações de governo, incluindo sanções e vetos de propostas aprovadas pelo Congresso, como também esteve com aliados políticos e membros da cúpula do PL, incluindo o presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, para discutir o resultado eleitoral e seu futuro político.

Bolsonaro debateu nos últimos dias a possibilidade de contestar judicialmente a vitória nas urnas do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo interlocutores do Planalto ouvidos pela Gazeta do Povo, após essas conversas, ele teria tomado a decisão de pedir a anulação das eleições. A estratégia seria contestar o resultado baseado na auditoria encomendada pelo próprio PL, além do relatório de fiscalização do sistema eletrônico de votação elaborado pelas Forças Armadas e encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – que não apontou fraude, mas também não excluiu essa possibilidade,

Além dessa argumentação para contestar judicialmente o resultado das urnas, a ação judicial seria uma forma de Bolsonaro dar uma resposta às manifestações populares nos quartéis militares, O presidente, seu “núcleo duro” e aliados entendem que um pedido de anulação ao TSE é legítimo e constitucional.

  1. Apesar disso, Bolsonaro tem conhecimento de que uma vitória é improvável no TSE ou em um possível recurso no Supremo Tribunal Federal (STF).
  2. Nesse contexto, de rejeição judicial, o plano de curto e médio prazo traçado é assumir a liderança da oposição a Lula.
  3. Segundo aliados, Bolsonaro vai aceitar o convite de Costa Neto para assumir a presidência de honra do PL e vai viajar o país a fim de manter seu capital político e a militância engajada.

A meta de curto prazo é iniciar a montagem das chapas para vereadores e nomes para a disputa de prefeituras tendo em vista as eleições municipais de 2024. O objetivo de médio prazo é ampliar a capilaridade de seu partido e estruturá-lo para as eleições de 2026.

O que é ser Bolsonaro?

O bolsonarismo foi a ideologia predominante do governo Bolsonaro e é associado à retórica de defesa da família, do patriotismo, do conservadorismo, do autoritarismo, de elementos neofascistas, do anticomunismo, do negacionismo científico, do porte de armas, da rejeição aos direitos humanos e da aversão à esquerda

Qual é a cirurgia mais procurada no Brasil?

Quais as cinco cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil? – Os dados mais atualizados da ISAPS mostram que desde 2008 até 2020 o Brasil só cresceu nos números de cirurgias plásticas estéticas:

2008: 459.170; 2014: 774.569; 2016: 839.288; 2018: 1.050.945; 2020: 1.306.962.

O top-5 das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil é o seguinte:

Lipoaspiração: 231.604 (15.5%); Implante de silicone: 211.287 (14.1%); Abdominoplastia: 154.663 (10.4%); Blefaroplastia: 145.346 (9.7%); Gluteoplastia: 115.531 (7.7%).

O top-5 dos procedimentos não-cirúrgicos mais realizados no Brasil, são:

Toxina botulínica (47.4%); Ácido Hialurônico (37.2%); Peeling químico (3.2%); Hidroxiapatita de cálcio (2.8%); Fotorejuvenescimento (2.2%); ·Outros (7.2%).

Entre as mulheres, ainda no Brasil, as cinco principais cirurgias mais buscadas são, na ordem: implante de silicone, lipoaspiração, blefaroplastia, abdominoplastia e mastopexia. Entre os homens, estão: ginecomastia, blefaroplastia, lipoaspiração, rinoplastia e otoplastia.

Onde Bolsonaro fez a última cirurgia?

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) entrou, na manhã desta terça-feira (12), centro cirúrgico do Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo, onde passou por duas cirurgias.

Quanto já tem na vaquinha de Bolsonaro?

Jair Bolsonaro (PL) recebeu R$ 17,1 milhões em suas contas por meio de transferências bancárias realizadas por Pix entre os dias 1º de janeiro e 4 de julho deste ano. A informação foi registrada em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que também apontou que esse valor foi movimentado através de 769 mil transações feitas para a conta do ex-presidente efetuadas em seis meses de janeiro a julho deste ano.

O valor corresponde quase à totalidade do valor que circulou nas contas de Bolsonaro em 2023: R$ 18.498.532. Uma possível explicação para os valores é a vaquinha promovida por seus apoiadores para pagar multas processuais, Procurada, a assessoria do ex-presidente não se manifestou. O relatório do Coaf registra ainda R$ 3,6 mil repassados a Walderice Santos da Conceição, a Wal do Açaí.

A Procuradoria da República no Distrito Federal apontou Wal do Açaí como ‘funcionária fantasma’ de Bolsonaro por mais de 15 anos, Outra empresa que aparece citada no relatório é a Bolsonaro Digital, uma empresa registrada em nome da família Bolsonaro.

  • Na Receita Federal, ela tem como sócios o ex-presidente e seus três filhos Carlos, Eduardo e Flávio.
  • O ex-presidente declarou cotas da Bolsonaro Digital à Justiça Eleitoral.
  • Os registros bancários feitos pelo Coaf indicam que parte dos recursos arrecadados por meio do Pix teriam sido convertidos em aplicações financeiras.

O ex-presidente tem evitado falar publicamente sobre o valor arrecadado na campanha. No dia 26 de junho, ele disse apenas que já havia levantado o suficiente para pagar suas condenações processuais. “A massa contribuiu com valores entre R$ 2 e R$ 22. Foi voluntário”, disse Bolsonaro na época, prometendo abrir os valores “mais para frente”.

O relatório do Coaf mostrou que 18 pessoas – advogados, empresários, militares, agricultores, pecuaristas e estudantes – pagaram entre R$ 5 mil e R$ 20 mil ao ex-presidente. Além delas, há três empresas. Uma delas fez 62 transferências que totalizam R$ 9,6 mil. O documento foi enviado à CPI do 8 de janeiro,

Depois que deixou a presidência da República, Bolsonaro assumiu o cargo de presidente de honra do PL, pelo qual recebe um salário de R$ 39 mil. Continua após a publicidade Ele também recebe uma aposentadoria do Exército e outra da Câmara dos Deputados.

Assim, entre aposentadorias e salários, Bolsonaro ganha mais de R$ 75 mil por mês. A campanha de doações para o ex-presidente começou depois do julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o deixou inelegível. Parlamentares do PL, sigla de Bolsonaro, foram os que mais movimentaram a campanha. No dia 24 de junho, os deputados federais Nikolas Ferreira (PL-MG), Mário Frias (PL-SP), Gustavo Gayer (PL-GO), André Fernandes (PL-CE) e o deputado estadual Bruno Engler (PL-MG) publicaram nas suas redes apelos pedindo aos seus correligionários que doassem quaisquer valores ao ex-presidente.

“O presidente está recebendo diversas MULTAS em processos absurdos por todo o País, qualquer valor já ajuda!”, disseram os parlamentares nas publicações. Alguns doadores vieram à público no começo da campanha para revelar os montantes transferidos. Um deles é Fabricio Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e investigado no caso das “rachadinhas”.

Qual o valor do Pix para Bolsonaro?

O valor atual é de R$ 1.062.416,65. São sete multas: duas em 2021 e outras cinco no ano passado. Aliados do ex-presidente alegavam durante a campanha de arrecadação do dinheiro que Bolsonaro era vítima de ‘assédio judicial’ e que precisava de ajuda para quitar ‘diversas multas em processos absurdos’.

O que o Lula fez em 2003?

Governo Lula
Brasil
Governo Lula (2003–2011)
Governo Lula (2003–2011)
Tipo Governo federal
Legislatura 51ª Legislatura da Câmara dos Deputados 1 de janeiro de 2003 – 31 de janeiro de 2003 52ª Legislatura da Câmara dos Deputados 1 de fevereiro de 2003 – 31 de janeiro de 2007 53ª Legislatura da Câmara dos Deputados 1 de fevereiro de 2007 – 31 de dezembro de 2010 51ª Legislatura do Senado Federal 1 de Janeiro de 2003 – 31 de janeiro de 2003 52ª Legislatura do Senado Federal 1 de fevereiro de 2003 – 31 de janeiro de 2007 53ª Legislatura do Senado Federal 1 de fevereiro de 2007 – 31 de dezembro de 2010
35.º Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
23.º Vice-presidente da República José Alencar
Eleição Eleição de 2002 e Eleição de 2006
Mandato
Período 2003 – 2011
Início 1° de janeiro de 2003
Fim 1° de janeiro de 2011
Duração 8 anos e 7 dias
Composição
Partido PT
Coligação PT (2003-2011), PL / PR (2003-2011), PCdoB (2003-2011), PSB (2003-2011), PTB (2003-2009), PDT (2003-2004/2007-2011), PPS (2003-2004), PV (2003-2005), PMDB (2004-2011), PP (2005-2011), PRB (2007-2011)
Sítio oficial
www,brasil,gov,br
Histórico
FHC Dilma

/th>

O Governo Lula ( primeiro e segundo mandato ) corresponde ao período da história política brasileira que se inicia com a posse de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência, em 1 de janeiro de 2003, em sua quarta candidatura para este cargo e após derrotar o candidato do PSDB, José Serra, com 61,27% dos votos válidos, em segundo turno.

  1. Lula foi o primeiro ex-operário a se tornar presidente do Brasil, governou o país em dois mandatos (2003-2006 e 2007-2010).
  2. Em outubro de 2006, Lula se reelegeu para a presidência, derrotando no segundo turno o candidato do PSDB Geraldo Alckmin, obtendo mais de 60% dos votos válidos contra 39,17% de seu adversário.16 anos depois Geraldo Alckmin, seu adversário, se tornaria seu vice-presidente Sua estada na presidência foi concluída em 1º de janeiro de 2011.

O Governo Lula terminou com aprovação recorde da população, com número superior a 80% de avaliação positiva. Com popularidade alta, fez sua sucessora, a sua então ministra Dilma Rousseff Teve como principais marcas a manutenção da estabilidade econômica, a retomada do crescimento do país e a redução da pobreza e da desigualdade social.

O governo Lula registrou a maior média de crescimento do PIB em duas décadas, de em torno de 4,1%, e o crescimento total ficou em 32,62%. A renda per capita cresceu 23,05%, com média de 2,8%. O crescimento foi puxado pela alta das commodities, a demanda doméstica, ajudada por programas como o Bolsa Família e a redução das taxas internacionais de juros.

Apesar do crescimento econômico, a produtividade não aumentou junto. Lula assumiu com a inflação em 12,53% e entregou a 5,90%. Uma das plataformas de campanha de Lula foi a necessidade de reformas constitucionais. Uma reforma relevante ocorrida no Governo Lula foi a aprovação da Emenda Constitucional 45, de 2004, que ficou conhecida como “Reforma do Judiciário”.

O governo Lula também se notabilizou pela busca do país em sediar grandes eventos esportivos. Os Jogos Pan-Americanos de 2007 ocorreram durante o seu mandato. Assim como a escolha do Brasil ser sede da Copa do Mundo FIFA de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, As decisões geraram polêmica quanto aos prejuízos e legados de cada evento.

Em 2009, penúltimo ano do Governo Lula, estudo anual realizado pela ONG Transparência Internacional informou que o Brasil ocupa a 75ª posição, num ranking de 180 países, sobre percepção de corrupção, O estudo deu ao Brasil nota 3,7, o que indica problemas de corrupção, segundo a entidade.

Quem vai comandar o Brasil?

Novo presidente da República, Bolsonaro tomará posse em 1º de janeiro.

Qual aeroporto Bolsonaro chega ao Brasil?

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) chegou ao Brasil por volta das 6h45, em um voo vindo de Orlando que pousou no Aeroporto Internacional de Brasília. O retorno ao país ocorre após uma temporada de 89 dias nos Estados Unidos, em uma viagem que começou nos últimos dias a frente do governo, no final de dezembro do ano passado.

A chegada do voo que trouxe Bolsonaro, adiantada em 25 minutos, foi acompanhada por muitos apoiadores e jornalistas no aeroporto da capital federal, e o ex-presidente desembarcou pelo terminal junto de outros passageiros, vindo em um voo de carreira. Bolsonaro passou pelos procedimentos de imigração junto de outros passageiros e saiu do aeroporto por volta das 7h40 por uma saída alternativa com escolta da Polícia Federal para a sede do Partido Liberal, no setor comercial Sul de Brasília.

O ex-presidente não falou com a imprensa. Bolsonaro voltou ao Brasil em um voo de carreira que pousou em Brasília por volta das 6h40 sob forte esquema de segurança. | CNN Brasil/reprodução Por outro lado, apoiadores se acumulavam no saguão do aeroporto aguardando a saída do ex-presidente, se manifestando com palavras de apoio a ele e contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A saída dele pela área do desembarque foi proibida pela Polícia Federal, por questões de segurança. Havia o receio de tumultos que comprometessem a saída de outros passageiros e as operações do aeroporto. Desde o meio da madrugada, os acessos ao terminal eram monitorados pelas forças de segurança do DF para conter possíveis manifestações,

Um dos principais acessos ao aeroporto foi fechado pela Polícia Militar nas primeiras horas da manhã, que controlava a entrada à área do terminal. As primeiras informações do dia apontam que um ônibus com apoiadores que tentava acessar a área do aeroporto foi bloqueado pela PM.

Que horas o Bolsonaro vai chegar no Brasil?

Colaboração para o UOL, em Brasília 23/03/2023 22h47 Atualizada em 24/03/2023 10h55 O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou hoje que deve chegar ao Brasil na próxima quinta-feira (30), pela manhã. A informação foi confirmada ao UOL pela assessoria do político.

Por que Bolsonaro voltou?

Bolsonaros como cabos eleitorais – O outro fator apontado como determinante para o retorno de Bolsonaro ao Brasil é um plano do presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, para usar o ex-presidente e sua mulher, Michelle Bolsonaro, como cabos eleitorais durante as eleições municipais de 2024.

No PL, Bolsonaro deverá ocupar o cargo de presidente de honra do partido, com direito a um salário estimado em até R$ 40 mil. Michelle Bolsonaro também exercerá atividades no partido. Ela é a presidente do PL Mulher e terá um salário estimado em R$ 33,7 mil. A meta de Valdemar é que o partido conquiste pelo menos 1 mil prefeituras em todo o país no ano que vem.

A ideia é quase triplicar o número de cidades comandadas pelo partido na comparação com as últimas eleições. Em 2020, a legenda, quando ainda não tinha Bolsonaro como filiado, o PL ficou em sexto lugar em número de prefeituras conquistadas, com 345. Naquele ano, o partido que obteve o maior número de prefeituras havia sido o MDB, com 784.

  1. Bolsonaro teve 58 milhões de votos em 2022.
  2. Ele é nosso maior cabo eleitoral no país.
  3. O plano do Valdemar (da Costa Neto) é a gente aumentar e muito o nosso número de prefeituras.
  4. Metade do Brasil apoia o Bolsonaro.
  5. É um capital eleitoral muito grande”, disse Marco Feliciano.
  6. O presidente do partido quer aumentar o número de filiações e de candidaturas.

Com Bolsonaro viajando pelo Brasil, a gente vai se transformar no maior partido do país em número de filiados, uma vez que já somos o maior partido em número de deputados”, disse Capitão Augusto. Em 2022, o PL, ancorado no bolsonarismo, elegeu a maior bancada da Câmara dos Deputados: 99 parlamentares.