Početna – ThaiConsulate

Tips, Reviews, Recommendations

EleiEs 2022 Quem Ta Na Frente?

Quem está na frente das pesquisas para presidente Lula ou Bolsonaro?

Confira a pesquisa. Na última pesquisa MDA, divulgada em 17 de outubro, Lula está na frente, com 53,5% dos votos válidos.

Pode haver um terceiro turno?

Nas eleições 2022 para presidente, governador e prefeitos de cidades com mais de 200 mil eleitores, a Constituição Federal prevê a possibilidade de segundo turno para determinar um vencedor na disputa ao Executivo. Não existe previsão de terceiro turno, segundo a lei. LEIA MAIS: Não votei no primeiro turno.

Quando Lula sai da Presidência?

A posse de Lula será em 1º de janeiro de 2023, a última a ser realizada nessa data. Com a alteração, quem assumir a Presidência em 1º de janeiro de 2023 passara a faixa presidencial em 5 de janeiro de 2027.

Qual a diferença para se ter 2 turno?

Paulo Henrique de Mattos Studart 1 A realização de eleições diretas e frequentes é, sem dúvida, uma das mais importantes conquistas democráticas da atualidade. Em decorrência dessa conquista, os eleitores são chamados periodicamente para exercerem, pelo voto, a escolha de seus representantes, alternando-se eleições gerais e eleições municipais.

Nas eleições gerais, são escolhidos presidente e vice-presidente da República, governadores e vice-governadores dos estados e do Distrito Federal, senadores, deputados federais e deputados estaduais. Já nas eleições municipais, são eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. A alternância entre eleições gerais e municipais faz com que, na prática, tenhamos eleições a cada dois anos.

É comum que, a cada eleição, o eleitor seja chamado a votar não apenas em um único escrutínio, comparecendo às urnas para um segundo escrutínio, conhecido como segundo turno. Desde a redemocratização, houve segundo turno, por exemplo, nas eleições para presidente e vice-presidente da República de 1989, 2002, 2006 e 2010.

Já nas eleições de 1994 e 1998, o presidente e o vice-presidente da República foram eleitos no primeiro turno. Nas últimas eleições municipais, realizadas em 2012, houve segundo turno em 50 dos 5.568 municípios nos quais houve pleito eleitoral.2 Diante desse cenário, as hipóteses de realização de segundo turno em uma eleição nem sempre são muito claras para o eleitor.

Daí a questão: quando, afinal, há segundo turno em uma eleição? No Brasil, a resposta para essa indagação pode ser facilmente encontrada nos arts.28, 29, inciso II, e 77, todos da Constituição de 1988. De acordo com esses dispositivos, o segundo turno poderá ocorrer apenas nas eleições para presidente e vice-presidente da República, governadores e vice-governadores dos estados e do Distrito Federal e para prefeitos e vice-prefeitos de municípios com mais de 200 mil eleitores.

  1. Logo, são eleitos em uma única votação os senadores, deputados federais, deputados estaduais e vereadores, assim como prefeitos e vice-prefeitos de municípios com menos de 200 mil eleitores.
  2. Nos casos expressamente enumerados na Constituição, o que define a possibilidade de realização de segundo turno é a adoção do critério da maioria absoluta de votos, característico do chamado sistema eleitoral majoritário de dois turnos.

Pelo critério da maioria absoluta, para ser eleito, não basta ao candidato simplesmente obter mais votos do que seus concorrentes. Ele precisa ir além, devendo obter mais da metade dos votos válidos (excluídos os votos em branco e os votos nulos) para ser eleito, em primeiro ou em segundo turno.

  1. Por esse sistema, uma vez obtida maioria absoluta dos votos válidos já em primeiro turno, o candidato é considerado eleito desde logo, não se realizando segundo turno.
  2. Não tendo sido atingida a votação suficiente por nenhum dos candidatos, haverá a necessidade de segundo turno, oportunidade na qual concorrerão apenas os dois candidatos mais votados no primeiro turno da eleição, considerando-se eleito aquele que conseguir a maioria dos votos válidos em segundo escrutínio.

A Constituição de 1988 prevê ainda uma regra para os casos de morte, desistência ou impedimento legal de candidato antes de realizado o segundo turno. Nesses casos, é convocado, entre os remanescentes, aquele de maior votação no primeiro turno, garantindo, assim, que o critério da maioria absoluta seja sempre observado para aqueles cargos em relação aos quais foi adotado o sistema eleitoral majoritário de dois turnos.

  • Observando-se esses parâmetros, é fácil saber quando é o caso de segundo turno.
  • Basta o eleitor atentar para o cargo em disputa e para o desempenho obtido pelos candidatos nas urnas, valendo lembrar que tais informações são disponibilizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral na Internet por ocasião das eleições.1 Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, advogado, membro da Comissão de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Minas Gerais.2 TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL.

Cinquenta cidades terão segundo turno no próximo dia 28 de outubro. Brasília, DF, 8 out.2012. Disponível em:, Acesso em: 24 set.2013.

Quem será o próximo presidente do Brasil 2026?

Segundo pesquisa, 17% dos brasileiros veem Tarcísio como novo líder da direita; Michelle e Moro também aparecem na lista EleiEs 2022 Quem Ta Na Frente Da esquerda para a direita, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, e o senador Sergio Moro PODER360 11.set.2023 (segunda-feira) – 11h25 O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), é o principal nome para suceder Jair Bolsonaro (PL) nas eleições de 2026, segundo a pesquisa “A Cara da Democracia”. Segundo o levantamento, 17% da população dizem que o político será responsável por dar seguimento aos partidos de direita na disputa presidencial.

O nome do governador, no entanto, não é o único que desponta no estudo. O senador Sergio Moro (União-PR) aparece com 12% das respostas, seguido de Michelle Bolsonaro (PL), com 11%, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), com 6%. As informações foram coletadas pelo Instituto da Democracia (IDDC-INCT) e reveladas pelo jornal O Globo,

See also:  Qual Foi A Maior Prova De Amor?

A pesquisa define ainda a preferência pelos 4 nomes de acordo com o grau de aprovação do ex-presidente. Entre quem diz “gostar muito” de Bolsonaro, Tarcísio e Michelle aparecem na dianteira, com, respectivamente, 29% e 28% das respostas. Enquanto isso, para as pessoas que afirmam “gostar mais ou menos” do ex-mandatário, Tarcísio e Moro levam vantagem.

Os dois têm 25% e 18%. O cenário, porém, não se mostrou favorável para os filhos do ex-presidente. Apenas 3% dos participantes afirmaram vê-los como sucessores em potencial do pai na presidência. Bolsonaro tem 3 filhos com cargos políticos atualmente: o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Confira as porcentagens completas abaixo:

Quem será o próximo presidente do TSE em 2026?

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail – A formação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 2026 já provoca debate no mundo jurídico. Se no ano passado a Corte era formada por ministros que impuseram derrota ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em julgamentos que traçaram os rumos da campanha, na próxima eleição nacional o cenário pode ser diferente.

Pela regra de rodízio entre ministros, a previsão é que Kassio Nunes Marques seja presidente do TSE em 2026. André Mendonça seria o vice. Os dois foram as únicas nomeações de Bolsonaro para compor o STF (Supremo Tribunal Federal). A previsão está sendo comentada por ministros de cortes superiores nos bastidores, com elucubrações sobre o perfil decisório do TSE no próximo pleito.

Entre fontes do STF, há a avaliação de que é muito cedo para fazer previsões sobre o comportamento de Nunes Marques e de Mendonça em 2026, porque o caminho ainda é longo até as próximas eleições. Até lá, o cenário político do país pode mudar. Além disso, os dois ministros ainda não integraram o TSE — portanto, não se sabe o posicionamento deles em processos eleitorais.

  • Um ministro do STJ disse reservadamente à coluna que não acredita que Nunes Marques e Mendonça à frente do TSE tomem decisões deliberadamente favoráveis a Bolsonaro, só porque foram escolhidos por ele.
  • Para esse ministro, o cenário político ainda está indefinido para 2026, diante da possibilidade de Bolsonaro ser considerado inelegível em um dos 17 processos contra ele que tramitam na corte eleitoral,

Procurados pela coluna, Nunes Marques e André Mendonça não quiseram se manifestar. Um ministro do STF, também em caráter reservado, disse ao UOL duvidar de que a formação do TSE em 2026 resulte em qualquer tipo de favorecimento a Bolsonaro ou a candidatos aliados do ex-presidente.

Somos todos juízes”, afirmou. Ainda que a consequência prática de se ter os dois escolhidos de Bolsonaro à frente da Justiça Eleitoral não seja clara, o assunto começou a ganhar corpo entre a nata do Judiciário em Brasília, A expectativa é que a Corte tenha perfil diferente do ano passado, quando Alexandre de Moraes conduziu o processo eleitoral.

O ministro tomou decisões duras que afetaram Bolsonaro — como a proibição de uso do Palácio da Alvorada para a realização de lives e a multa imposta ao PL, partido do ex-presidente, por atacar a credibilidade das urnas eletrônicas, Ao fim da eleição, Bolsonaro culpou Moraes por sua derrota.

O TSE é formado por três ministros do STF, dois do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e dois advogados, que serão ainda nomeados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), O terceiro ministro do STF que estará no TSE em 2026 é Dias Toffoli. Do STJ, serão Antonio Carlos Ferreira e Villas Bôas Cueva.

O sistema de escolha entre os ministros do STF e do STJ é de rodízio. Assume a vaga no TSE o ministro mais antigo que ainda não integrou a corte eleitoral. O mandato é de dois anos, renováveis por mais dois. No caso de ministros do STJ, o mandato é de apenas um ano.

Qual o valor da diária do hotel do Lula?

A diária mais barata do hotel custa R$ 933, segundo a plataforma de reservas Booking.com. A diferença entre os quartos mais caros e os mais baratos se dá especialmente no tamanho.

Quanto custou à viagem de Lula a Londres?

A viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a coroação do rei Charles 3º em Londres teve gastos equivalentes a R$ 3 milhões.

Quanto custa o hotel do Lula?

Governo Lula gastou R$ 7,3 mi com hospedagem nas viagens ao exterior EleiEs 2022 Quem Ta Na Frente Lula discursando em Paris durante o Power of planet (foto: Ricardo STUCKERT / Brazilian Presidency / AFP)

  • Os gastos se referem ao valor de toda a comitiva do petista em nove países no início do seu terceiro mandato, sem considerar a última viagem à Europa, que incluiu Itália, Vaticano e França.

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) gastou ao menos R$ 7,3 milhões com hospedagem nas viagens oficiais que fez ao exterior no primeiro semestre deste ano. Lula realizou 12 viagens oficiais ao exterior até aqui em seu terceiro mandato, incluindo a participação em duas cúpulas.

No mesmo período de 2019, o então presidente Jair Bolsonaro (PL) fez seis. A política externa tornou-se uma das prioridades de Lula, com a reinserção do Brasil na geopolítica, o resgate do processo de integração da América do Sul, a agenda ambiental e as negociações do acordo comercial entre União Europeia e Mercosul como focos.

Lula também tentou se colocar como candidato a mediador do processo de paz para encerrar a guerra entre Rússia e Ucrânia. No entanto, algumas declarações vistas como pró-russas geraram reações negativas dos Estados Unidos e de países europeus. Durante as viagens ao exterior, Lula e sua comitiva se hospedaram em hotéis de alto padrão, custeados com dinheiro público na maior parte das vezes.

  • O Itamaraty afirma que, em alguns casos, é praxe os países anfitriões oferecerem a hospedagem como cortesias aos visitantes.
  • A acomodação do presidente nas viagens realizadas aos EUA e aos Emirados Árabes Unidos, entre outras, foram custeadas pelos governos anfitriões”, informou a pasta em nota.
  • Na viagem a Washington, Lula ficou hospedado na Blair House, residência oficial do governo americano reservada a chefes de Estado que visitam o país.
See also:  O Que HipertensãO?

O hotel que recebeu o mandatário brasileiro em Abu Dhabi foi o luxuoso Emirates Palace Mandarin Oriental, onde a suíte principal conta com três quartos. A Folha questionou o Itamaraty sobre os gastos específicos dos quartos usados pelo presidente, mas a pasta informou que não seria “exequível” detalhar essa informação em pouco tempo.

A viagem com maior gasto com hospedagem para a comitiva oficial foi a da China, em abril deste ano. Foram gastos R$ 1,8 milhão durante os cinco dias em território chinês. Na cidade de Xangai, onde Lula compareceu à posse da ex-presidente Dilma Rousseff na presidência do Banco dos Brics, o petista ficou no luxuoso Fairmont Peace Hotel.

Em Pequim, a hospedagem foi no hotel St. Regis. A visita à China significou a reaproximação entre os países após o afastamento durante os anos Bolsonaro. Lula foi acompanhado por uma grande comitiva: estavam com ele o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), cinco governadores, oito ministros de Estado e 26 parlamentares.

  • O presidente teve uma reunião com o líder chinês, Xi Jinping, e assinou 15 acordos de cooperação e investimentos.
  • A projeção da Fazenda é que os pactos totalizem R$ 50 bilhões em investimentos.
  • Nos deslocamentos internacionais, diversos assessores também acompanham o presidente.
  • As outras viagens com os maiores gastos com hospedagem foram para Reino Unido (R$ 1,4 milhão), Portugal (R$ 1 milhão) e Espanha (R$ 815 mil).

Lula foi a Londres em maio para a cerimônia de coração do rei Charles 3º. Ele também se reuniu com o premiê Rishi Sunak. Na ocasião, o britânico se comprometeu com uma contribuição para o Fundo Amazônia em torno de R$ 500 milhões. Recentemente, os EUA afirmaram que pretendem pagar R$ 2,5 bilhões ao fundo.

Veja :

A viagem com o menor gasto de hospedagem para a comitiva brasileira foi a de Montevidéu. Lula chegou ao Uruguai na manhã de 25 de janeiro, encontrou-se com o presidente Luis Lacalle Pou e retornou ao Brasil na tarde do mesmo dia. Apesar de não ter pernoitado em Montevidéu, sua comitiva teve gastos de hospedagem de R$ 59,1 mil.

Os gastos com hospedagem são os mais expressivos nas agendas internacionais, mas não são os únicos. Nos quatro dias em que Lula esteve em Buenos Aires, para uma visita oficial e para a cúpula da Celac (Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos), a comitiva brasileira gastou R$ 715,8 mil com hospedagem; R$ 337,6 mil com diárias pagas a servidores, R$ 497,9 mil com alugueis de veículos, R$ 24,6 mil com contratação de intérpretes, entre outros.

No governo anterior, apoiadores de Bolsonaro usavam o argumento de que o então presidente economizava dinheiro no exterior ao se hospedar em embaixadas. Embora Bolsonaro tenha em algumas ocasiões usado as estruturas de missões brasileiras, ele também recorreu amplamente a hotéis.

  • Foi o caso de praticamente todas as agendas internacionais de Bolsonaro no primeiro semestre de 2019.
  • A exceção foi a visita oficial a Washington, para se encontrar com Donald Trump, onde o ex-presidente também se hospedou na Blair House.
  • De janeiro a junho daquele ano, Bolsonaro foi ao Fórum de Davos, na Suíça; a Washington (EUA); a Santiago (Chile); a Jerusalém e Tel Aviv (Israel); a Dallas (EUA); a Buenos Aires (Argentina); e a Osaka (Japão).

Na Argentina, ficou hospedado no luxuoso Alvear Palace, cuja diária na suíte presidencial custa hoje R$ 14,9 mil.

  1. A Secretaria de Comunicação da Presidência ressaltou que as viagens são fruto de um esforço de Lula para retomar as relações diplomáticas do Brasil com o restante do mundo.
  2. “O objetivo é não só recuperar a imagem do país no exterior, como também reestabelecer as relações comerciais com parceiros importantes, o que resulta na atração de investimentos estrangeiros em áreas estratégicas que contribuem diretamente para recuperação da capacidade do mercado interno brasileiro, impulsionando a geração de emprego e renda”, informou em nota.
  3. O governo cita, como ganhos práticos e diretos, as contribuições de R$ 3,1 bilhões ao Fundo Amazônia, além dos investimentos negociados na China (cerca de R$ 50 bilhões) e nos Emirados Árabes Unidos (cerca de R$ 12 bilhões).

: Governo Lula gastou R$ 7,3 mi com hospedagem nas viagens ao exterior

O que o Lula fez até agora em 2023?

Armas 🔫 – Decreto nº 11.366, de 1º de janeiro de 2023, Lula assinou decreto que dá início ao processo de reestruturação da política de controle de armas no país. O decreto reduz o acesso às armas e munições e suspende o registro de novas armas de uso restrito de CACs (Caçadores, Atiradores e Colecionadores).

  1. O mesmo ato também suspende as autorizações de novos clubes de tiro até a edição de nova regulamentação.
  2. O decreto ainda condiciona a autorização de porte de arma à comprovação da necessidade (atualmente, bastava uma simples declaração) e determina o recadastramento no Sinarm (Sistema Nacional de Armas), da PF (Polícia Federal), em 60 dias, de todas as armas adquiridas a partir da edição do decreto n° 9.785, de 2019.

O período de recadastramento começou a contar no dia 1º de fevereiro de 2023, Entre as restrições estabelecidas pelo decreto estão a proibição do transporte de arma municiada, a proibiçõa da prática de tiro desportivo por menores de 18 anos e a redução de 6 para 3 na quantidade de armas para o cidadão comum, entre outras.

See also:  Argila Verde Para Que Serve?

Pelo decreto, Lula determinou a criação de um grupo de trabalho que terá 60 dias para apresentar uma proposta de nova regulamentação do Estatuto do Desarmamento, Uma portaria publicada no dia 3 de fevereiro de 2023 designou esse grupo de trabalho, responsável por analisar o decreto nº 11.366/2023 (mencionado acima).

Decreto nº 11.764, de 31 de outubro de 2023, O governo Lula editou um decreto que restabelece o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) sobre armas de fogo e munições. A redação amplia para até 55% a alíquota sobre esses produtos. O governo argumenta que haverá aumento da arrecadação.

Quando vai ser a posse de Lula em 2023?

Notícias 01/01/2023 A solenidade de posse do presidente da República eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, ocorre no Plenário da Câmara dos Deputados, a partir das 15 horas deste domingo (1º). Neste momento, há muita movimentação no Salão Negro e próximo ao gramado do Congresso Nacional. Acompanhe a cobertura pela #TVSenado,

O que vai mudar com o governo Lula?

Presidente Lula entrega amanhã proposta de reforma da Previdência – TV Câmara AUMENTO DA IDADE MÍNIMA PARA APOSENTADORIA, REGIME ESPECIAL PARA MILITARES E TAXAÇÃO DOS INATIVOS. A POLÊMICA REFORMA DA PREVIDÊNCIA DEVE SER ENTREGUE AO CONGRESSO AMANHÃ PELO PRESIDENTE LULA.

  • PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS DA ATIVA, O TETO DE APOSENTADORIA VAI PASSAR A SER IGUAL AO DA INICIATIVA PRIVADA, QUE PASSA DE R$1.561 PARA R$ 2,4 MIL.
  • PARA O TETO AUMENTAR, A CONTRIBUIÇÃO TAMBÉM VAI SUBIR DE R$171,77 PARA R$264, MAS A MEDIDA SÓ VALE PARA OS QUE ENTRAREM NO SERVIÇO PÚBLICO DEPOIS DA APROVAÇÃO DA REFORMA.

A IDADE MÍNIMA PARA APOSENTADORIA TAMBÉM VAI MUDAR. NO CASO DAS MULHERES, ELA PASSA DE 48 PARA 55 ANOS. PARA OS HOMENS, PASSA DE 53 PARA 60 ANOS. A MEDIDA SÓ VALE PARA OS SERVIDORES QUE ENTRARAM NO SERVIÇO PÚBLICO DEPOIS DE 1998. APOSENTADOS E PENSIONISTAS PASSARÃO A CONTRIBUIR COM 11%.

  1. FICAM ISENTOS APENAS OS QUE RECEBEM ABAIXO DO PISO DE R$1.058.
  2. PARA QUEM GANHA ACIMA DESSE VALOR, A CONTRIBUIÇÃO VAI SER CALCULADA ENTRE A DIFEREÇA DO PISO E O VALOR RECEBIDO.
  3. POR EXEMPLO, SE O APOSENTADO RECEBER R$1,3 MIL, ELE VAI PAGAR A CONTRIBUIÇÃO SOBRE DIFERENÇA ENTRE ESSE VALOR E O PISO.
  4. A ALÍQUOTA DE 11% NESSE CASO, VAI INCIDIR SOBRE R$242 REAIS.

ELE VAI PAGAR R$26,62 PARA A PREVIDÊNCIA. QUEM QUISER GANHAR UMA APOSENTADORIA MAIOR QUE R$2,4 MIL, TERÁ DE CONTRIBUIR PARA UM FUNDO COMPLEMENTAR DE PREVIDÊNCIA. QUEM SE APOSENTAR ANTES DA IDADE MÍNIMA VAI PERDER 5% DO BENEFÍCIO PARA CADA ANO QUE FALTAR PARA A IDADE ESTABELECIDA.

  1. A MEDIDA VALE, INCLUSIVE, PARA OS SERVIDORES ATUAIS.
  2. A PROPOSTA ACABA TAMBÉM COM A POSSIBLIDADE DE O SERVIDOR PÚBLICO VINDO DA INICIATIVA PRIVADA, SE APOSENTAR COM SALÁRIO INTEGRAL.
  3. O VALOR SERÁ PROPORCIONAL AO TEMPO DE ATIVIDADE EM CADA SETOR.
  4. A PROPOSTA TAMBÉM MEXE COM AS PENSÕES.
  5. AS QUE FOREM CONCEDIDAS DEPOIS DA APROVAÇÃO DA LEI, SERÃO REDUZIDAS EM 30%.

E AS APOSENTADORIAS JÁ CONCEDIDAS TERÃO UM TETO FIXADO EM R$12.720. PARA OS MILITARES PERMANECE O REGIME ESPECIAL E A APOSENTADORIA COM SALÁRIO INTEGRAL. O GOVERNO ESTUDA A POSSIBILIDADE DE AUMENTAR A CONTRIBUIÇÃO ATUAL DE 7,5% PARA 11%, MAS ACABA A PENSÃO VITALÍCIA PARA FILHAS SOLTEIRAS DOS MILITARES QUE AINDA ESTÃO NA ATIVA.

Desde quando Lula foi eleito?

Lula é eleito presidente da República pela terceira vez Da Redação | 30/10/2022, 20h16 – ATUALIZADO EM 30/10/2022, 22h00 Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito neste domingo (30) presidente do Brasil com 60.341.333 votos — o equivalente a 50,90% dos válidos.

  1. No dia 1º de janeiro de 2023, ele assume o terceiro mandato não consecutivo à frente do Palácio do Planalto e se torna o político mais vezes levado ao comando do Poder Executivo pelo voto direto na história da República.
  2. O atual presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição, obteve 58.203.620 votos — 49,10 % dos válidos.

No primeiro turno, ocorrido em 2 de outubro, Lula havia obtido 48,4% dos votos, contra 43,2% de Bolsonaro. Lula nasceu em Garanhuns (PE) em 27 de outubro de 1945. Aos sete anos, migrou com a família para Santos (SP). Trabalhou em indústrias de metalurgia e foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema.

Liderou greves na região do ABC Paulista durante a ditadura militar e, em 1980, participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT). Lula foi deputado federal por São Paulo (1987-1991) e disputou a Presidência da República por três vezes (1989, 1994 e 1998) até ser eleito (2002) e reeleito (2006).

É considerado o presidente com maior aprovação popular da história do país. Os mandatos do petista foram marcados por crescimento econômico e ascensão social de boa parte da população. Lula também teve de lidar com acusações de irregularidades e corrupção nas duas primeiras gestões como presidente.

  • Em abril de 2018, foi condenado por corrupção, preso e impedido de concorrer à Presidência da República com base na Lei da Ficha Limpa.
  • Passou 580 dias em uma cela da Polícia Federal no Paraná.
  • Em abril de 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou as condenações de Lula, que recuperou os direitos políticos.

Lula foi casado com Maria de Lourdes da Silva e com Marisa Letícia Lula da Silva, tendo ficado viúvo dos dois casamentos. Pai de cinco filhos, atualmente é casado com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja.